Quem é Victor Adler?

O carioca Victor Adler está entre os investidores que fizeram história no mercado financeiro brasileiro. Em sua trajetória, Adler adquiriu o perfil de apostar em empresas que poderão dar retorno no longo prazo.

Ele é um dos sócios da Eternit, fabricante de telhas, louças e metais sanitários, que se destacou como uma das empresas que mais pagaram dividendos nos últimos anos.

Victor Adler é acionista na Eternit ao lado de outros dois investidores brasileiros bem conhecidos: Lírio Parisotto e Luiz Barsi.

Além disso, Adler diversifica seu portfólio com ações de companhias de outros setores, como a química Unipar e a empresa de telecomunicações Oi.


Apostas do investidor Victor Adler

A aposta na Eternit não foi à toa. Adler se juntou a Parisotto e Barsi para investirem na companhia, que antes era controlada pela multinacional francesa Saint Gobain. Em 2003, a fabricação de telhas de amianto foi proibida na França. A decisão da companhia foi de abrir mão da produção que envolvia a substância e ainda optou por vender suas ações.

Foi a oportunidade para a Eternit seguir com a fabricação e atender regiões em que o amianto ainda era permitida. Em um período de cinco anos, a empresa cresceu 180%. A partir de 2009, o negócio foi diversificado, com aquisição de outras fábricas, como louças e metais sanitários.

Apesar da aposta no longo prazo a partir de novos negócios, a empresa apresentou plano de recuperação judicial em 2018 e homologado no ano seguinte.

Dividendos

Mesmo com a mudança de cenário da Eternit, seu histórico como boa pagadora de proventos também foi um dos marcos do perfil de Victor Adler. Outro de seus investimentos é a química brasileira Unipar Carbocloro, que também tem Luiz Barsi como acionista.

No levantamento feito pela Economática, entre os anos de 2016 e 2019, a Unipar lista entre as três empresas que mais pagaram dividendos no período.

Caso da Oi

Em 2019, Victor Adler aumentou sua participação acionária da empresa de telefonia Oi através de um fundo. O acionista passou a deter 5,3% em ações preferenciais e, na época, informou que se tratava de uma estratégia de investimentos.

Também em 2019, o megainvestidor George Soros elevou sua participação na Oi, através do Soros Fund Management. O aumento foi de 123%. O movimento dos investidores gerou dúvidas no mercado, já que o aumento da participação junto à Oi se deu durante seu processo de recuperação judicial, considerado o maior da América Latina.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Lei Kandir

A Lei Kandir foi uma das iniciativas do legislativo para incentivar a exportação, porém, causou muita polêmica. Saiba mais!