Open Nav

Renda Fixa

O que é Renda Fixa?

Renda fixa é um termo utilizado para denominar investimentos que contam com previsibilidade de rendimento.

Ou seja, produtos financeiros que o investidor já consegue mensurar o rendimento de antemão.

Esses produtos são classificados, inclusive, como investimentos mais conservadores. Mas como qualquer investimento existente no mercado, eles não são livres de riscos!

Como Investir nos Melhores Fundos

Como funciona a Renda Fixa?

O funcionamento da renda fixa é bem simples de compreender. Em grande parte, os produtos de renda fixa são emissões de título que possuem uma rentabilidade embutida.

Por exemplo, no caso do tradicional CDB, o banco em questão faz a emissão do título para oferecer aos investidores.

Esse CDB possui uma rentabilidade que o investidor já consegue analisar de antemão. Esse rendimento pode ser atrelado ao:

Vários são os índices e taxas que o CDB pode ser atrelado. Desse modo os interessados podem escolher se vão ou não investir nesse título, já sabendo qual será a provável rentabilidade dele.

Com o dinheiro captado por meio do CDB, o banco pode realizar mais operações financeiras, emprestando dinheiro aos seus clientes e até realizar investimentos por sua conta, uma vez que o capital aplicado dos clientes e investidores estará a sua disposição.

Para que serve a Renda Fixa?

Os produtos de Renda Fixa servem para dar mais segurança aos investidores além de contarem com a previsibilidade de rendimento.

Qualquer pessoa que pense em guardar parte da renda para o futuro, construído uma espécie de reserva, ou de aposentadoria, precisa pensar em formas de investimento que possam conceder liquidez e rentabilidade além de segurança.

Tudo isso pode ser obtido por bons produtos de renda fixa. Segue lista com alguns investimentos considerados de Renda Fixa;

  • Títulos Públicos
  • Debêntures
  • CDB e LC
  • LCI e LCA
  • CRI e CRA
  • Poupança
  • Fundos de investimento em renda Fixa ou DI

Esses são os investimentos que podem ser encontrados com certa facilidade no mercado financeiro. Todos eles são de renda fixa devido à sua rentabilidade que é previsível.

Porque Renda Fixa?

Os produtos de Renda Fixa podem ser utilizados pelos investidores iniciantes, como uma forma inicial de investimento.

Aplicações em poupança, CDB e ativos semelhantes, podem servir para os investidores (leigos) como base para compreender o funcionamento do mercado, e assim, posteriormente, iniciar investimentos mais complexos, em produtos de renda variável, por exemplo.

Outro fator que torna os investimentos em produtos de Renda Fixa algo interessante, ainda mais no Brasil, é o rendimento.

Não é nenhuma novidade que no Brasil temos taxas de juros (e ganho real) acima da média do mercado mundial. Observando isso, podemos considerar a nossa renda fixa dentre as mais rentáveis do mundo.

Atualmente a taxa Selic, a principal taxa de juros brasileira, está em 6,5% ao ano, enquanto a inflação (medida pelo IPCA) está na casa dos 4% ao ano.

Com isso, o ganho real de investimentos que oferecem rentabilidade semelhante aos 100% da Selic, fica em torno de 2,5% ao ano. Rendimento extremamente interessante.

E por último temos a segurança de alguns produtos de Renda Fixa.

Nem todos os investimentos de Renda Fixa contam com garantias interessantes. Existem algumas debêntures (e até CRI e CRA) que nem sempre contam com garantias relevantes.

Porém, o CDB, LCI, LCA e LC contam com a garantia do FGC. Essa garantia também depende da instituição que emitir os papéis.

Instituições bancárias são obrigatoriamente membras do FGC e por isso contam com a garantia desse fundo. No entanto, outras instituições não bancárias não oferecerão a mesma proteção.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados