Open Nav Logo Mais Retorno

Ordem Discricionária

O que é Ordem Discricionária?

A compra e venda de ações e ativos na Bolsa de Valores é realizada mediante as ordens de execução. Normalmente, a negociação de títulos e ações por meio das ordens de execução é mediada por corretores ou agências especializadas.

Os principais tipos de ordens de execução são: ordem a mercado, ordem discricionária, ordem limitada, ordem stop loss e ordem stop móvel.

A ordem discricionária, portanto, é apenas um dos vários tipos de ordem de execução praticadas no mercado.

Especificamente, a ordem discricionária é um tipo de ordem de execução na qual o administrador da carteira de investimentos e títulos (pessoa física ou jurídica) estabelece as condições e a execução da ordem, sem a necessidade de consultar o investidor.

O administrador dos investimentos, representando os interesses de um ou mais clientes, estabelece as condições e executa a ordem. Depois de executada, o representante deve então indicar: o nome do investidor (ou investidores), quantidade de títulos ou ações, atribuídos à cada investidor e o preço de cada um dos títulos e ações.


Qual a diferença para outros tipos de ordem?

A ordem discricionária se diferencia por ser uma forma de dar autonomia ao corretor ou agência para tomar decisões de compra e venda de ativos, que, nesse caso, normalmente é realizada em conjunto com outros investidores. Muitos investidores fazem isso para poupar tempo e, assim, poder se dedicar a outras atividades.

Outros tipos de ordens de execução têm outros propósitos, como agilidade na compra ou venda de ativos, impedir prejuízos, proteger ganhos, troca de ativos, etc. Ou seja, na ordem discricionária o administrador dos investimentos tem autonomia para estabelecer condições e tomar decisões de comprar ou vender ativos. Em outros tipos de ordem de execução o investidor toma algumas dessas decisões, como valor mínimo para venda de uma ação ou valor máximo para compra e quando negociar.

Quais os outros tipos de ordem de execução?

Entre outros, os principais são:

Ordem a mercado

Especifica a quantidade e características das ações a serem compradas ou vendidas para serem executadas assim que o operador do investimento recebe a ordem. Logo, esse tipo de ordem não está vinculada à um prazo.

Ordem limitada

Nesse tipo de ordem de execução, o investidor delimita o preço desejado para compra ou venda de um ativo e a ordem só é executada quando se encontram ofertas dentro do limite estipulado.

Ordem stop loss

Nesse caso, o investidor delimita um valor de “proteção” para ação, normalmente um pouco abaixo do preço praticado no mercado no momento. Caso o preço da ação caia para a faixa estipulada, a ordem stop loss automaticamente se transforma em ordem de mercado e é executada protegendo o investidor de grandes perdas repentinas.

Ordem stop móvel

A ordem stop móvel funciona de forma semelhante à stop loss, servindo para proteger um ganho. Com uma ação que gerou lucro, a ordem stop móvel pode ser utilizada para perseguir essa relação lucro/ação. Desse modo, quando constatada a valorização da ação, o investidor realiza a ordem stop móvel para, caso a ação volte ao preço original, ela também se transforme em ordem de mercado e seja executada imediatamente, protegendo assim a margem de lucro do investidor.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão