Open Nav Logo Mais Retorno

Oferta e Demanda

O que é a oferta e o que é a demanda?

A oferta e a demanda são dois os fatores mais importantes da economia, pois identificam os elementos existentes dentro de uma relação de consumo. Quando um item é comercializado, sempre existem dois agentes econômicos envolvidos: um que compra e o outro que vende, e que são, respectivamente, o demandante e ofertante.

Em suma, a oferta diz respeito ao produto que está sendo comercializado e a quantidade disponível para aquisição - assim, dizer que há baixa oferta de um bem no mercado é o mesmo que dizer que ele é oferecido em um montante pequeno e restrito. A demanda, por sua vez, relaciona a necessidade que aquele produto sacia e a quantidade de pessoas dispostas a pagar por ele.

Dessa forma, sempre que você vai ao supermercado, há uma oferta (de água, por exemplo) e uma demanda (a sua sede). E aí justamente essa diferença entre os sedentos e as garrafas de água, ou melhor, entre a demanda e a oferta, que possibilitou a identificação da famosa “lei da oferta e da demanda”, ainda no século XVIII. No entanto, cabe perceber que essa relação é muito mais antiga que a sua teorização, visto que ela é a força-motriz do próprio comércio e da própria economia.


Como funciona a lei da oferta e da demanda?

Adam Smith é considerado não apenas o mais importante teórico do liberalismo econômico, como também o pai da economia moderna e um dos principais responsáveis pelo estabelecimento dos estudos econômicos como uma ciência respeitada.

Ainda nessa linha honrosa, Adam Smith é o responsável pela definição de um termo que hoje vemos em abundância em sites e jornais diversos, além de todos os telejornais. A lei da oferta e da demanda foi cunhada ainda em 1776, na obra A Riqueza das Nações. Ao descrever a também reconhecida "mão invisível” que atuaria sobre o mercado econômico, o autor indica a seguinte relação:

  • Sempre que a oferta de um bem no mercado excede a sua demanda (procura), o valor do item cai;
  • Sempre que a demanda de um bem no mercado excede sua oferta, o valor do item sobe.

O que explica, pelo menos em parte, o porquê de sempre que você faz uma nova visita ao supermercado, à farmácia e ao posto de gasolina, os preços sempre estão maiores ou menores em relação a semana passada, por exemplo.

E porque pedras consideradas preciosas não possuírem o mesmo valor que as pedrinhas comuns.

A oferta, em geral, costuma ser influenciada não apenas pela quantidade de um insumo ou matéria-prima, mas também pelo capital, tempo e tecnologia empregadas na extração e/ou transformação - ou seja, pelos chamados fatores de produção.

Já a demanda é diretamente impactada pelo próprio poder aquisitivo do demandante, as necessidades pessoais e gerais, as tendências sociais e, é claro, pelo preço dos produtos. Esse último é considerado um fator especial, pois o demandante está constantemente ponderando se o custo de um produto equivale aos benefícios que ele oferece.

Como a oferta e a demanda são representadas graficamente?

A relação entre oferta e demanda pode ser também expressada através de gráficos.

Aqui:

  • a oferta possui sempre inclinação positiva.
  • a demanda possui sempre internação negativa;
  • O ponto de intersecção entre as duas curvas é conhecido como ponto de equilíbrio, que é onde a oferta e a demanda se tornam equivalentes no mercado.

O equilíbrio ocorre quando o preço de mercado é o que faz as empresas ofertarem exatamente o suficiente para atender a demanda de seus produtos.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados