O que é o Investimento Estrangeiro Direto?

Investimento Estrangeiro Direto (o IED) é o nome dado a uma modalidade de investimento que caracteriza pela aplicação de capital, por parte de uma pessoa física ou jurídica, de modo a investir em um país alheio ao seu de origem.

Em geral, isso é feito através da criação de filiais e do estabelecimento de joint ventures em outro país. Para facilitar a compreensão do termo, trataremos daqui pra frente do IED sob a ótica dos investimentos feitos por estrangeiros em companhias brasileiras ou no próprio Brasil, como localidade.

Multinacionais que estabelecem plantas por aqui estão realizando um IED, assim como aquelas que se fundem a um negócio local, por exemplo. E como você pode imaginar, esse aporte traz inúmeros benefícios para o país. Geração de empregos, transferência de tecnologia e integração econômica globalizada são apenas alguns deles.


Como funciona o Investimento Estrangeiro Direto?

Pense na área mais industrializada da sua cidade, onde a maioria dos comércios e/ou indústrias está concentrada. Você consegue imaginar quantas dessas empresas são puramente brasileiras?

A verdade é que muitas das organizações atuais, ao alcançarem um determinado patamar de crescimento, logo são vendidas para empresas globais. Nas startups, esse processo é ainda mais reconhecido e essa é uma clara situação de Investimento Estrangeiro Direto.

Isso porque ela se baseia, sobretudo, na transferência de capital entre um país estrangeiro e o Brasil, que excede a simples compra de ações e depositary receipts.

Para ser considerado um IED, há um elemento central entre os agentes econômicos envolvidos: o controle da matriz internacional sobre a filial local, tomando decisões administrativas, financeiras e fiscais, em geral.

Nessa lista, inclui-se:

Quais são as vantagens atreladas ao Investimento Estrangeiro Direto?

O Investimento Estrangeiro Direto é incentivado na maioria dos países, visto que carrega consigo vantagens que superam o próprio capital.

No Brasil, há uma instituição que se dedica especialmente a atrair o IED: a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Composta por membros do Ministério das Relações Exteriores, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (o BNDES), a APEX atua no contato com empresas internacionais, oferecendo suporte para as suas aplicações no Brasil, em áreas que vão desde ao estudo geográfico ao atendimento das demandas tributárias.

Tamanho esforço se justifica pela somatória de benefícios que o IED traz à nação.

Entre os principais deles estão:

Segundo dados divulgados na Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), o Brasil foi, em 2018, o 9° destino predileto dos estrangeiros quando o assunto é IED.

Ainda que já tenhamos chegado a 4° lugar em anos anteriores e tenha havido queda de mais de 12% nesse tipo de investimento, o IED foi responsável por movimentar, naquele período, mais de 58 bilhões de dólares na economia brasileira.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Regime de Capitalização

O que é Regime de Capitalização? O Regime de Capitalização é uma das formas que os governos nacionais têm para trabalhar a Previdência Social. Esse é um…