Última modificação em 28 de setembro de 2020

Quem foi George Marshall?

George Marshall foi um general estadunidense, combatente nas duas principais Guerras Mundiais e grande responsável pela recuperação da economia anos mais tarde.

Marshall nasceu em 1880, na cidade de Uniontown.

Pouco se sabe sobre seu histórico escolar ou familiar, mas, dadas as circunstâncias de que teve o curso de sua vida completamente alterado ainda aos 34 anos de idade, sua carreira militar é repleta de fatos e eventos memoráveis.

Durante a Primeira Guerra Mundial, George atuou nas operações francesas frente ao combate contra a Alemanha. Participou, ainda, do plano que derrotaria o exército nazista ocidental, a chamada Ofensiva Meuse-Argonne.

A vitória dos aliados em conjunto com o desempenho de Marshall durante as batalhas, o fez ser nomeado coronel em 1934. Ele era responsável por desenvolver, ensinar e treinar soldados de acordo com novas técnicas militares.

Nessa época, as experiências e títulos honráveis de Marshall já lhe possibilitavam prever quão devastador poderia ser o resultado de tantos conflitos, não só no âmbito civil, mas também no que dizia respeito à economia dos países envolvidos.

Por isso, também designava parte de seu tempo ao planejamento estratégico de recuperação econômica - ao qual viria a calhar perfeitamente anos mais tarde! 

Sua participação na Segunda Guerra Mundial foi ainda mais evidente. Ele foi incumbido de coordenar toda a estrutura de força área estadunidense, grande responsável pela vitória sobre os exércitos de Adolf Hitler.

Três anos após o fim da Segunda Guerra, George foi nomeado Secretário de Estado. Nesse momento, deu início ao plano que impulsionaria a economia e ideologia política predominante nos Estados Unidos.

Como Investir nos Melhores Fundos

Como George Marshall ganhou notoriedade no mercado financeiro?

As batalhas físicas - por assim dizer - já haviam acabado. Mas o mundo se encontrava agora numa disputa entre ideologias políticas e econômicas: era a chamada Guerra Fria.

Durante a Guerra Fria, Estados Unidos (EUA) e União Soviética (URSS) competiam entre si para definir quem, de fato, foi o responsável pela derrota da Alemanha e consequentemente era o grande vencedor da Segunda Guerra Mundial. Não só isso: competiam por qual sistema econômico predominaria no mundo pós-guerra.

Observando a fragilidade dos países europeus, devastados pelos acontecimentos nocivos como danos a estrutura civil, grande número de mortos e feridos, colapso econômico e tantos outros, George Marshall encontrou a oportunidade perfeita.

Deu início, então, ao chamado Plano Marshall.

O Plano Marshall consistiu-se na injeção de capital sobre os países necessitados. Mais especificamente, 14 bilhões de dólares foram emprestado e doados completamente as nações europeias que precisavam se reconstruir!

Não se engane, os Estados Unidos não fizeram isso porque são um país camarada e se preocupam com o bem-estar do colega ao lado. O Plano Marshall possuía um propósito muito maior, regado a uma série de interesses particulares.

Em primeiro lugar, George – com sua vasta experiência militar proveniente de duas grandes guerras – se preocupou em não permitir que os Estados Unidos sofressem com uma crise semelhante à de 1929, conhecida como Grande Depressão.

Portanto, aplicar capital nos países europeus faria com que não houvesse, novamente, um exagero na produção e consequente incompatibilidade com a baixa demanda.

Com isso, o Plano Marshall também renderia uma outra vantagem aos EUA: espalhar e consolidar o dólar como grande base monetária da economia mundial.

Em segundo lugar, a disputa entre EUA e URSS seguia, firme forte. Que outro jeito melhor de convencer um país a aderir suas ideologias políticas e econômicas, se não o ajudando em sua própria reconstrução?

Pois é... Esse era o principal objetivo de George Marshall ao instituir seu plano enquanto Secretário de Estado: fazer com que a grande maioria dos países europeus aderissem ao capitalismo ao invés do socialismo.

Anos mais tarde, o Plano Marshall foi concluído com sucesso após o fim da União Soviética.

Assim, George ganhou notoriedade no mercado financeiro dos Estados Unidos, mas também teve influência direta sobre toda a economia global no período pós-guerra.

George Marshall faleceu em 1959, 6 anos após ser premiado com um Nobel da Paz, em honra ao sucesso do Plano Marshall.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

IBAN

Entenda como o IBAN funciona na identificação de contas funciona e como ele é composto.

Veja outros termos