Última modificação em 22 de outubro de 2020

O que é Funil de Vendas?

Um funil de vendas é uma espécie de representação do processo que muitas empresas seguem - ou pelo menos deveriam, e a gente pode te explicar o porquê! - para chegar ao objetivo da lucratividade.

Ao contrário do que se pode pensar, o processo de venda de um produto ou serviço vai muito além de "empurrar o seu bem" para o cliente. Hoje em dia, há uma preocupação com a jornada do consumidor maior do que se comparada a uns anos (e até séculos) atrás.

As empresas buscam fidelidade, se importam em criar conexões verdadeiras com seu público, focam no pós venda... Esses e outros fatores são considerados essenciais para além do lucro que uma companhia pode gerar: se tratam sobre a garantia do sucesso!

Como o Funil de Vendas funciona?

O processo leva esse nome justamente por se assemelhar a um funil, onde as extremidades vão ficando cada vez "menores" a cada etapa avançada. Calma, a gente já vai explicar!

Não existe uma regra específica quanto a isso - até porque cada empresa pode ajustar e formular essas etapas de acordo com as suas próprias necessidades. Ou seja, pode variar de acordo com o tipo de produto ou serviço ofertado.

Normalmente, as etapas de um funil são definidas em: atração de audiência, conversão de leads, conexão com potenciais compradores, venda e fidelização do público atingido - especificamente nessa ordem.

Perceba que, da primeira para a última etapa, existe um estreitamento considerável no que diz respeito ao número de clientes que passam por todo esse processo do início ao fim. 

Por exemplo: uma empresa é capaz de atrair 1000 pessoas com seu produto, mas apenas 800 delas demonstram real interesse na marca a ponto de disponibilizar algum contato pessoal. Dessas 800, a empresa pode conseguir se relacionar apenas com 600, vender para 500 e fidelizar uma média de 400 consumidores.

Conforme falamos anteriormente, não se trata apenas de oferecer e vender um serviço. Há todo um caminho a ser percorrido!

É importante compreender e adotar um Funil de Vendas?

Nós dissemos no início desse artigo que poderíamos te mostrar e vamos: é importante sim, e muito!

Quando um gestor consegue compreender e adotar todas essas etapas em sua estratégia de vendas, consequentemente terá mais facilidade para analisar algum problema - caso houver - ou investir no aprimoramento de determinado estágio do processo.

O sonho de qualquer empresário é fazer com que a mesma quantidade de clientes atraídos, seja equivalente aos consumidores fidelizados no pós venda. Porém, isso é algo muito difícil de acontecer, visto que cada pessoa possui interesses singulares e dificilmente uma companhia da conta de atender a cada um deles.

Portanto, estabelecer um público alvo e focar na atração do mesmo, é o que realmente garante lucratividade pra corporação!

E como você pode compreender, esse foco só é dado lá pela terceira etapa, quando os clientes que realmente se interessaram pelo produto ou serviço seguem firmes, estágio por estágio do funil de vendas.

Qual é a influência do Funil de Vendas no mercado financeiro?

Uma vez que a empresa adota esse processo, fica muito mais fácil de investir seu tempo e seus recursos na etapa certa -  aquela que mais esteja necessitando para que a venda de fato aconteça.

Essa ação direcionada tem influência no mercado financeiro uma vez que os produtos e serviços comerciais serão ofertados com muito mais qualidade, sabe?

As empresas poderão atrair mais audiência e não só isso, mas garantirem que se tornem leads, comprem e desenvolvam apreço pela marca em questão. A lucratividade da empresa aumenta, há um giro de capital muito bom e o mercado se valoriza em resposta a essas ações.

Termo do dia

Planejamento tático

O que é planejamento tático? Planejamento tático é o tipo de planejamento, feito a nível intermediário da hierarquia de uma empresa, que busca otimizar os departamentos,…