O que é Funding?

Funding é o termo usado para se referir a uma forma de captação de recursos financeiros para viabilizar a execução de um projeto em uma empresa, ou mesmo para viabilizar as operações de uma startup em seus vários estágios. Para quem cede, é considerado um investimento. Existem diferentes caminhos para obter ou ceder funding.

Como Investir nos Melhores Fundos

Entendendo o Funding

Quando uma empresa precisa de recursos, ela pode procurá-los em vários lugares. É possível buscar empréstimos ou financiamentos junto a instituições financeiras, especialmente bancos; é possível recorrer ao mercado de capitais, emitindo e vendendo ações ou debêntures; e também é possível buscar funding, obtendo capital cedido diretamente por investidores.

Funding, que pode ser traduzido como financiamento, na realidade não tem a ver com o financiamento bancário. Na verdade, consiste em uma forma de captação de recursos em que existe uma visão mais clara da destinação do dinheiro, que é usado para viabilizar a execução de um projeto, ou para viabilizar as operações de uma startup. 

Outro aspecto importante do funding é que a relação entre investidor e empresa é mais direta, inclusive envolvendo a participação do investidor na gestão da empresa, em alguns casos.

Para completar, quando uma pessoa opta por investir por meio de funding, em vez de buscar o mercado de capitais, ela sabe que o tempo para obter retorno com seus investimentos é muito maior. Quem compra ações pode obter retorno no mesmo dia, com a variação dos preços. Quem cede recursos em funding pode ter que esperar cinco ou dez anos para que a empresa na qual apostou comece a ter lucros e exista um retorno.

Quais são os tipos de Funding?

Entre os vários tipos de funding, podemos destacar quatro: investimento anjo, venture capital, private equity, crowdfunding

Investimento anjo é uma forma de funding em que uma pessoa com dinheiro suficiente coloca seu capital na empresa, em troca de participação. Além do dinheiro, o investidor anjo também colabora para a gestão com sua expertise.

Venture capital (VC) é uma forma de funding em que os recursos vêm de um fundo. Fundos de venture capital são extremamente seletivos para determinar em quais empresas vão apostar. Quando decidem a favor de uma certa empresa, exigem uma participação em troca dos recursos, de modo que o fundo torna-se um dos sócios.

Private equity também consiste em fundos que cedem recursos em troca de participação, mas diferem dos fundos de VC pelo tipo de empresa que cada um apoia. Os fundos de VC são focados em empresas que estão nos estágios iniciais, enquanto os fundos de private equity preferem aquelas que já estão mais consolidadas.

Finalmente, o crowdfunding, ou financiamento coletivo, é uma forma de funding em que várias pessoas podem ceder recursos para uma empresa individualmente. Essas pessoas não são vistas como investidores, mas como apoiadores da empresa e do projeto. Cada um cede o quanto quiser ou puder, recebendo em troca uma “recompensa” definida pela empresa para cada faixa de valor. 

Por exemplo, se uma empresa cria uma campanha de crowdfunding para financiar o desenvolvimento de um novo celular, ela pode criar várias faixas de valores para contribuição das pessoas que acharem o projeto do produto válido.

Assim, quem financiar até R$ 10,00 recebe uma capa de celular exclusiva; quem financiar de R$ 10,00 a R$ 100,00 recebe um voucher para usar em compras na loja de aplicativos; quem financiar de R$ 100,00 a R$ 1000,00 recebe um almoço com os diretores da empresa; quem financiar de R$ 1000,00 a R$ 2000,00 recebe o celular quando ele estiver pronto para ser lançado; e assim por diante.

Algumas pessoas incluem o bootstrapping entre os tipos de funding. Ele pode ser entendido como um “autofunding”: o próprio empreendedor encontra formas de colocar dinheiro na empresa utilizando seu patrimônio pessoal ou fazendo dívidas em seu nome. É a estratégia mais usada no primeiro estágio, quando ainda são “empresas de garagem”.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

DLPA

O que é DLPA? DLPA é uma abreviação para a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados. Esse é mais um documento contábil bastante utilizado pelas empresas brasileiras,…