Última modificação em 27 de outubro de 2020

O que é Early Stage Financing?

Early Stage Financing é um termo em Inglês que pode ser traduzido como "investimento dos primeiros estágios" e refere-se, de fato, ao investimento que é feito em uma empresa nos seus primeiros estágios de desenvolvimento. 

Entendendo Early Stage Financing

Desde o momento em que uma ideia de negócio surge na mente de um empreendedor até o momento em que ela se torna uma empresa consolidada, existem muitos estágios a ser vencidos.

Em cada um desses estágios, há metas; e é preciso ter capital para atingi-las. Essa capital pode ser obtido junto a investidores.

O investimento que é feito nas empresas nos primeiros estágios de seu desenvolvimento é o que chamamos de "early stage financing".

Essa forma de investimento tem características, tanto positivas quanto negativas, bastante específicas. São diferentes, por exemplo, das características do investimento feito em uma empresa que já está na fase de expansão, captando recursos para abrir novas unidades.

Quais são os tipos de Early Stage Financing?

Existem dois tipos de early stage financing, que são chamados de "rodadas": Series A e Series B.

O investimento da rodada Series A é aquele destinado a empresas que ainda não estão gerando receita o suficiente para bancar suas próprias operações. Ele é destinado, primariamente, a fortalecer o fluxo de caixa da empresa que está começando a captar clientes e fechar vendas.

O investimento da rodada Series B é destinado a empresas que já têm um fluxo de caixa capaz de andar com as próprias pernas, mas precisam de mais recursos para aumentar a capacidade de produção e executar um plano de marketing, para, assim, ganhar competitividade frente aos concorrentes.

Qual é a diferença entre Early Stage Financing e Seed Funding?

Como foi mostrado no item anterior, early stage financing, seja da rodada Series A ou Series B, é voltado para empresas que já estão operando, mas precisam de um empurrão para andar com as próprias pernas e conquistar um espaço no mercado.

Enquanto isso, o Seed Money, também chamado de capital semente, é voltado para as empresas que ainda estão saindo do papel. Ele pode ser usado, por exemplo, para financiar a pesquisa e desenvolvimento de um protótipo ou mínimo produto viável. 

Em muitos casos, o seed money necessário não é muito alto e os próprios sócios da empresa injetam nela esse capital. Essa forma de captação de "investimento" é chamada de bootstrapping.

Porém, quando o negócio passa essa fase e efetivamente sai do papel, fica cada vez mais difícil fazê-lo avançar sem buscar investidores externos.

Onde é obtido Early Stage Financing?

Se uma empresa precisa de early stage financing, existem duas fontes principais onde ela pode obtê-lo.

A primeira é recorrendo a fundos de Venture Capital, fundos que investem de maneira direta em negócios com alto risco e alto potencial de retorno.

Justamente por serem menos aversos ao risco, esses fundos estão mais abertos a injetar capital em empresas que estão nos estágios iniciais, desde que eles apresentem forte potencial para escalabilidade e lucratividade

Também é possível obter early stage financing recorrendo a investidores-anjo, embora eles sejam mais procurados pelas empresas que precisam de seed money.

Os investidores-anjo são investidores que, além de injetar capital no negócio, também oferecem mentoria e aconselhamento na gestão a partir de sua própria experiência. Esse apoio é considerado valioso nos estágios iniciais.

É importante notar que essas formas de investimento envolvem participação societária, ou seja, o investidor (seja um fundo ou uma pessoa física) recebe uma parte da empresa em troca do seu dinheiro.

Também existem maneiras alternativas de obter early stage financing, que não envolvem participação societária. Um bom exemplo é o crowdfunding, também conhecido como financiamento coletivo.

Termo do dia

Moldagem

O que é a Moldagem? Moldagem é o nome dado a um tipo de função mental diretamente ligada à memória e aos chamados vieses cognitivos. Por…