Open Nav Logo Mais Retorno

Downside

O que é downside?

O downside é o movimento negativo no preço de um setor, segurança ou mercado. Ele também pode se referir às condições econômicas, descrevendo períodos potenciais em que uma economia parou de crescer ou está encolhendo.

Um analista de ações, por exemplo, poderia prever até que ponto o preço das ações pode cair devido a certos eventos. Os economistas podem estimar a previsão de queda da economia de um país devido às condições de mercado e índices sociais.

A estimativa é considerada um medidor de risco, pois analisa somente o potencial negativo, ignorando o potencial positivo do ativo, ou seja, não leva em consideração a previsão positiva de crescimento da ação em seu valor de mercado ou possíveis retornos positivos.


Downside vs. risco downside

O downside é frequentemente expresso em termos de risco, como o risco de queda para a economia de um país em particular, ou o risco de queda para as ações de uma empresa devido à mudança nas tendências de consumo.

Ele é o movimento negativo em potencial, enquanto o risco de downside procura quantificar esse movimento em potencial.

Na maior parte, quanto maior o potencial negativo, maior o potencial de crescimento. Isso remete à ideia de que quanto maior o risco, maior a recompensa. Upside, por sua vez, é o movimento positivo no preço de um ativo.

O estresse do risco pode ser avaliado com fatores fundamentais e técnicos, estimando-se o valor que um preço de ativo pode cair no pior cenário possível. Isso pode ser feito usando probabilidades ou modelos de desvio padrão, embora não haja maneira de estimar perfeitamente o downside, a menos que haja algum tipo de proteção contra a queda.

Como se proteger contra o downside

Os investidores podem proteger-se, ou a sua carteira, contra o downside, protegendo as perdas. Isso é conhecido como proteção downside.

A proteção downside fornece uma rede de segurança se um investimento começar a cair em valor. Isso pode ser alcançado de várias maneiras, incluindo:

  • Opção de venda: um contrato que dá ao proprietário o direito, mas não a obrigação, de vender uma quantia especificada de um título subjacente a um preço especificado dentro de um determinado período de tempo. Se o preço da ação cair, o investidor pode vender a ação pelo preço listado na opção de venda ou venda, pois ela terá aumentado em valor, porque está no dinheiro;
  • Stop loss: um pedido feito com um corretor para vender automaticamente um título quando ele atinge um preço igual ou inferior a ele;
  • Compra de ativos diferentes: um portfólio diversificado composto por ativos correlacionados negativamente pode facilitar o risco de queda. Quando um sobe, o outro tende a cair, amortecendo as perdas, mas também limitando os ganhos potenciais.

Alternativamente, os investidores podem optar por esperar uma correção de mercado, esperançosos de que as ações se recuperem no futuro.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados