Open Nav Logo Mais Retorno

Destruição Criativa

O que é destruição criativa?

Em 1942, o economista austríaco Joseph Schumpeter surgiu com o conceito de destruição criativa: um processo de destruição e posterior reconstrução, com outro arranjo dentro da sociedade, que leva ao progresso econômico.

Com essa definição, ele acreditava que tinha encontrado a melhor forma de descrever a essência do capitalismo.  Nesse ambiente, os recursos se deslocam permanentemente para onde estão as novas oportunidades, criando tanto ganhadores como perdedores.

Inicialmente utilizada para se referir a processos produtivos que visavam aumentar a produtividade, a destruição criativa passou a ser associada com a inovação via:

  • Lançamento de novos produtos;
  • Desenvolvimento de novos serviços;
  • Abertura de novos mercados;
  • Utilização de novas matérias-primas;
  • Utilização de novas fontes de energia.

Ao contrário das políticas públicas equivocadas, esse é um processo que ocorre de dentro para fora, destruindo estruturas em operação para que sejam liberadas para novas ideias.


Quais as economias mais propícias à destruição criativa?

 

Alguns fatores ajudam a identificar quais as economias que apresentam maior dinamismo:

Empreendedorismo

Uma sociedade que valoriza a formação de novos negócios é uma sociedade que promove o empreendedorismo.

Governo

Ele deve interferir o mínimo possível, assegurando o direito de propriedade e um ambiente estável de negócios.

Concorrência

A concorrência “eleva a barra” entre os seus participantes, fazendo o sistema econômico funcionar.

Cooperação

Quando a ciência encontra aplicações práticas.  A cooperação ocorre essencialmente na área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), fomentando parcerias entre empresas, associações e o governo.

Educação

Países como os Estados Unidos e a Alemanha já implementaram programas de estímulo ao empreendedorismo e à inovação, colocando os alunos dos cursos de Administração e de Engenharia em projetos de colaboração com as empresas.

Financiamento

Mecanismo pelo qual o desenvolvimento da capacidade tecnológica, iniciado pelo empreendedor, e bancado pelas grandes empresas, que possuem economia de escala.

Como acontece a destruição criativa no Brasil?

Comparando os itens anteriores e, dadas nossas peculiaridades, a destruição criativa ocorre com menos frequência no Brasil pelos seguintes motivos:

Empreendedorismo

Ao contrário do empreendedor de oportunidade, o país cria mais empreendedores por necessidade.

Governo

O Brasil falha gravemente nesse ponto.  Um empreendedor enfrenta um longo e custoso processo para começar o seu negócio.  Uma vez em funcionamento, ele arca com uma alta carga de impostos e altos custos trabalhistas.

O quadro é agravado pelas políticas públicas adotadas, como a desoneração da folha de salários, que mantém empregos de baixa produtividade.

Concorrência

Vários estudos acadêmicos indicam que a postura da elite governante em relação à inovação é determinante para o desenvolvimento econômico.  Dito isso, somos uma economia fechada e que promove o beneficiamento individual de setores e empresas.

Cooperação

Apesar de contarmos com alguns centros de excelência, o vínculo entre eles e as empresas é bastante limitado.

Buscando referências no que é praticado no exterior, o país poderia induzir a inovação via:

  • Revisão dos tributos que punem os investimentos;
  • Aprimoramento do ambiente regulatório;
  • Cooperação entre empresas e universidades.

Esse último ponto está diretamente relacionado ao próximo item.

Educação

Inexistência de programas de educação que preparem os alunos para que busquem soluções próprias e criativas para as demandas da sociedade.

Financiamento

Excluindo-se o crédito direcionado (BNDES), todas as demais linhas de crédito são caras em função de distorções como a assimetria de informação sobre os tomadores, os custos dos encargos regulatórios, além da dificuldade de se executar as garantias.

Qual o exemplo que melhor reflete a destruição criativa?

Se considerarmos os aplicativos de transporte, os sites de comércio eletrônico e as redes sociais, podemos concluir que a internet é o melhor exemplo de destruição criativa da atualidade.

Inicialmente usada para fins de comunicação, ela hoje permeia toda a sociedade, trazendo não só conteúdo, mas viabilizando também novos produtos e modelos de negócios.

 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados