Open Nav Logo Mais Retorno

Cupom

O que é cupom de um título?

Quando falamos em títulos que apresentam cupom nada mais é do que opções de investimentos que pagam juros periodicamente. Desta forma, o investidor não precisa necessariamente aguardar o vencimento do seu ativo para receber o dinheiro.

Essa é uma forma que o mercado financeiro tem de atender investidores mais ansiosos, que não desejam aguardar o longo prazo para receber uma parte do seu capital. Trata-se, para esse perfil, de algo interessante em investimentos de médio e longo prazo.


Título com cupom x título sem cupom

 

Nem todo título apresenta o pagamento periódico que mencionamos na definição. Esses, quando possuírem essa característica, pagarão juros antecipadamente ao investidor antes do vencimento, sejam eles trimestrais, semestrais, anuais e assim por diante. Por outro lado, se o título não tem cupom, isso significa que o pagamento só irá ocorrer efetivamente na data de vencimento.

Suponha então que você resolva investir em um ativo financeiro que tenha vencimento para daqui a quatro anos. Se o título não tem cupom, o investidor precisará aguardar esses quatro anos para receber o montante investido acrescido da rentabilidade oferecida.

O cenário muda quando há a oferta de, por exemplo, juros semestrais. Nesse caso, durante esse período de quatro anos, uma parte do rendimento é paga a cada seis meses, antecipando gradualmente o retorno do investimento.

Para qual perfil é atrativo trabalhar com títulos que apresentem cupons?

Existem duas situações em que o cupom pode ser muito interessante para o investidor.

A primeira é se ele tem algum receio de precisar do dinheiro em um prazo menor do que o período que o ativo pede no ato do investimento. Ou seja, retomando o nosso exemplo de 4 anos, esse tempo pode ser elevado para alguém que não esteja tão estruturado financeiramente.

Neste caso, o cupom permite um pouco de tranquilidade já que, a cada seis meses, uma parte do valor volta para a conta do investidor, possibilitando que ela seja utilizada para outros fins.

Além disso, os cupons são úteis para quem investe pensando na aposentadoria. Isso porque, neste segundo caso, as contas precisam ser pagas e acumular dinheiro para quatro anos pode ser muito desafiador. Assim, a organização seria mais viável se planejando de seis em seis meses.

Vale ressaltar que títulos que oferecem pagamento de cupom possuem um risco de mercado menor.

Quais as vantagens e riscos de usar títulos com cupons?

A grande vantagem de trabalhar com títulos que apresentam cupom para o investidor é, como você já viu, a antecipação dos ganhos financeiros. Essa é uma questão importante tanto para investidores mais conservadores ou ansiosos, como para quem depende do recurso para quitar suas contas.

E de negativo? É claro que existem questões a pensar, pois não fosse assim todos utilizariam desse tipo de investimento. A principal questão é a tributação, afinal ela usa da tabela regressiva e, em outras palavras, quanto antes você receber o capital, mais impostos pagará.

Ou seja, há uma perda do valor efetivamente ganho por conta do Imposto de Renda.

Além disso, existe a questão da oportunidade. Usar de títulos com cupons pode ser bom ou ruim dependendo do que estiver disponível para investir no momento do resgate antecipado.

Se existem melhores rentabilidades disponíveis, acaba sendo positivo. Do contrário, era melhor deixar o dinheiro rentabilizando no próprio ativo. Isso, claro, considerando um novo investimento como objetivo — e não o uso para pagamento de contas, por exemplo.

Quais os títulos que oferecem cupom?

Na enorme maioria das vezes, você encontrará a possibilidade de investir com cupom através de títulos públicos e títulos privados de renda fixa. São eles, afinal, que permitem o recebimento antecipado.

No caso dos títulos públicos, é possível identificar ou não a presença do cupom pelo seu próprio nome: Tesouro IPCA com juros semestrais 2026.

Esse nome do ativo já traz três informações básicas. A primeira é "com juros semestrais", ou seja, esse investimento tem pagamento de cupom.

Além disso, indica também que o vencimento é em 2026 e que a taxa de rentabilidade está associada ao IPCA.

Nos títulos privados como as debêntures, por exemplo, essa informação não fica tão evidente assim. Por isso é preciso sempre verificar com cuidado as condições da oferta do título antes de investir, para saber se ele oferece ou não a opção de pagamento de cupom.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados