Open Nav

Câmara Interbancária de Pagamentos

O que é Câmara Interbancária de Pagamentos?

Câmara Interbancária de Pagamentos, ou CIP, é uma associação civil sem fins lucrativos. A CIP faz parte do SPB, o Sistema de Pagamentos Brasileiro. Seu objetivo é fornecer soluções de infraestrutura às movimentações do mercado financeiro e as soluções oferecidas pela organização são utilizadas todos os dias por várias instituições financeiras espalhadas pelo país.

Como Investir nos Melhores Fundos

Qual é a história da Câmara Interbancária de Pagamentos?

A Câmara Interbancária de Pagamentos surgiu como Clearingban, em 10 de abril de 2001. Em 21 de junho do mesmo ano, recebeu o seu nome atual, ficando mais conhecida pela sua sigla, CIP.

Em 6 de dezembro do ano seguinte, a CIP colocou em operação a sua primeira solução, o SITRAF - Sistema de Transferência de Fundos, usado para a compensação de TEDs. Depois, em 18 de fevereiro de 2004, a CIP colocou em operação o SILOC, solução para a compensação de DOCs. Em 2005, o SILOC passou a realizar também o processamento dos boletos de pagamento.

Nos anos seguintes, a Câmara Interbancária de Pagamentos prosseguiu trazendo mais soluções para o seu portfólio, recebendo prêmios e conquistando certificações. 

Como a Câmara Interbancária de Pagamentos colabora para o mercado financeiro?

Por meio das soluções e dos serviços oferecidos pela CIP, as movimentações realizadas no mercado financeiro apresentam mais confiabilidade, disponibilidade e segurança. Desta maneira, ele colabora para reduzir riscos e custos.

Todos os dias, as soluções da CIP processam mais de 74 milhões de operações, incluindo 3 milhões de transferências eletrônicas e 7,5 milhões de transações com cartões. 

Como a CIP atua?

Um dos pilares da atuação da Câmara Interbancária de Pagamentos é a Governança Corporativa e o respeito a princípios, regulações e normas rígidas.

A CIP tem como referência os princípios do BIS - Bank for International Settlements, um órgão internacional que promove a cooperação entre os Bancos Centrais de cada país. Além disso, segue a estrutura regulatória determinada pelo Banco Central do Brasil. 

Para completar, a CIP também atua de acordo com altos padrões de segurança determinados por normas internacionais, e recebeu certificações ISO/IEC 27001:2013 (norma ISO 27001 para Segurança da Informação) e ISO 22301:2012 (norma ISO 22301 para Sistema de Gestão de Continuidade de Negócios).

Quais são as principais soluções e serviços da CIP?

A Câmara Interbancária de Pagamentos tem, no seu portfólio, 16 soluções e serviços. Vejamos alguns deles. 

O mais antigo é o SITRAF (Sistema de Transferência de Fundos), que é usado na compensação de Transferências Eletrônicas Disponíveis (TEDs), para valores inferiores a R$ 1 milhão. 

Outra de suas soluções mais antigas é o SILOC (Sistema de Liquidação das Transferências de Ordens de Crédito), que faz a compensação e liquidação de vários produtos, incluindo DOCs e boletos de pagamento.

O SERAP (Serviço de Recebíveis de Arranjos de Pagamentos) é utilizado na gestão de fluxo de recebíveis por operações com cartão de crédito ou débito. Ele registra e informa o domicílio bancário dos estabelecimentos comerciais junto aos credenciadores.

O RBSFN (Rede Blockchain do Sistema Financeiro Nacional) é uma solução inovadora. No momento, ela vem sendo utilizada com o Device ID, que compartilha identificações de dispositivos móveis por meio do blockchain.

Com o Device ID, as instituições financeiras podem fortalecer os sistemas antifraude, por exemplo, verificando se um dispositivo específico que está se conectando ao seus sistema corresponde a um aparelho dado como perdido, furtado ou roubado. Assim, evita-se que o cliente sofra fraudes.

A C3 Registradora é uma solução para o registro de contratos de crédito pessoal, CDC, financiamento de veículos e crédito consignado, utilizado para controlar as operações de cessão e bloqueio de crédito. 

O CHEQUE LEGAL é um serviço gratuito, que possibilita a consulta da situação de cheques, informando se o mesmo encontra-se bloqueado, furtado ou roubado, sustado ou revogado, bloqueado pelo banco ou outros status

Por fim, temos o PCPO (Plataforma do Cadastro Positivo), é uma solução que permite transmitir dados, de forma ágil e segura, para compor o cadastro positivo, promovendo o intercâmbio e a centralização de dados das instituições financeiras. 

Como Investir nos Melhores Fundos

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados