Open Nav Logo Mais Retorno

Corretora de valores: o que é e como escolher a melhor opção para você

Por:
13/02/2019

O Mais Retorno é um site que tem como objetivo trazer informações de qualidade para investidores e esclarecer diversos pontos do mundo das finanças.

Sempre ressaltamos a importância que os investimentos têm na vida das pessoas e que se deve investir, mesmo que seja uma pequena parcela da sua renda.

Uma parte importantíssima nesse processo de investimentos vem das corretoras de valores.

Como você verá nesse texto, além da sua função básica de intermediação do mercado financeiro, estão oferecendo cada vez mais serviços para seus clientes.

Dessa forma, continue lendo para saber mais sobre:

O que é uma corretora de valores

O que é uma corretora de valores

As corretoras de valores são instituições financeiras voltadas à intermediação de operações de investimentos. As corretoras fazem o “meio de campo” entre os investidores e as bolsas de valores.

Ao abrir uma conta em uma corretora de valores, você está apto a realizar aplicações na bolsa. Ou seja, é o primeiro passo para começar a fazer seu dinheiro render.

É através de uma corretora que se compra ou vende ações, opções, dólar, derivativos, crédito privado (debêntures, CDBs, LCIs, etc.) e até mesmo o acesso ao Tesouro Direto (aplicação em títulos do governo). Enfim, praticamente todos os ativos financeiros podem ser acessados por uma corretora de valores.

As corretoras de valores, portanto, conectam investidores à bolsa. Além disso, elas têm o papel de descobrir o melhor preço para um investidor.

Ou seja, interligam um cliente que quer vender determinado ativo a outro que deseja comprar esse mesmo ativo.

Para isso, as corretoras possuem treinamentos e profissionais específicos para operacionalizar essas ordens.

Existe todo um processo de certificação dos profissionais das corretoras de valores para executarem as ordens dos clientes sem nenhum erro (afinal, estão lidando com dinheiro), além de regras de compliance.

Tanto a bolsa brasileiro (B3) quanto a CVM (órgão de fiscalização do mercado financeiro) certificam as corretoras para que estejam habilitadas a operar no mercado.

Existem duas formas básicas de dar ordens de compra ou venda de ativos para a corretora:

  • Mesa de Operações – o cliente liga para a corretora e um profissional, que chamamos de broker (ou corretor), estará de prontidão para receber a ordem e executá-la no sistema da bolsa.
  • Home Broker – trata-se do acesso direto pelo cliente a estrutura de ordens da bolsa. A corretora disponibiliza a plataforma digital e o investidor acessa através de qualquer computador e digita o que deseja fazer.

Essas são as funções básicas de uma corretora, mas além disso, muitas oferecem mais coisas.


Quais serviços são oferecidos pelas corretoras

Quais serviços são oferecidos pelas corretoras

Com o mercado ganhando maior profundidade e mais investidores querendo investir (ainda estamos longe do ideal, mas crescendo, o que é ótimo), as corretoras se conscientizaram que precisa evoluir.

O mercado cada vez mais competitivo também demanda isso.

As corretoras buscam ganhar clientes não só executando com qualidade seu princípio básico de comprar e vender ativos, mas também oferecendo sempre um “algo a mais”.

Assim, diversas corretoras buscam turbinar o retorno de seus clientes provendo os seguintes serviços:

  • Carteiras Recomendadas – as corretoras possuem em seus quadros profissionais capazes de analisar ações, seja de forma técnica ou fundamentalista. Considerando todo o cenário e contexto econômico de cada momento, esses especialistas organizam o que chamamos de “carteira recomendas” com as ações que acham que terão o melhor desempenho no período.
  • Eventos com Especialistas - sejam economistas ou gestores de fundos, que descrevem o que estão achando do cenário para investimentos
  • Provisão de informações em geral – informações como morning call diário, com informações que podem impactar o mercado, relação de notícias relevantes, etc.

Ressalto que esses serviços não são o core e nem uma regra das corretoras. Algumas ofertam todos, outras alguns, e outras nenhum.

Como escolher a melhor corretora de valores

Como escolher a melhor corretora de valores

Existem basicamente dois tipos de corretoras de valores, as independentes e àquelas ligadas a bancos.

Nas corretoras de bancos, basicamente tendo conta corrente por lá já te abre as portas para ter uma conta na corretora também.

As corretoras independentes, por outro lado, precisam realizar o cadastro dos novos clientes.

De forma geral, as corretoras independentes prestam um serviço mais isento, sem viés de aplicação.

A forma de comparar a melhor corretora de investimentos para realizar suas aplicações, leva em conta basicamente 4 fatores:

  • Preço – Como qualquer serviço, esse é o primeiro parâmetro analisado para comprar algo. A chamada taxa de corretagem é o que a corretora recebe por prestar o serviço de compra/venda de ações. Essa taxa é cobrada por operação ou volume financeiro operado. Ela varia conforme cada corretora e é algo que precisa ser analisado para abrir uma conta em alguma dessas instituições. Algumas, inclusive, possuem isenção de corretagem.

Além disso, existe também a taxa de custódia, que é a taxa paga para que a corretora “guarde” seus ativos. Essa taxa também varia de corretora para corretora.

  • Atendimento – como qualquer serviço, outro aspecto a se considerar ao consumi-lo é o atendimento que a empresa presta. Em uma corretora, seu dinheiro está envolvido, então, além de disponibilizar profissionais para sanar suas dúvidas e executar suas ordens, a corretora tem de estar disponível para fornecer qualquer informação que você tenha.
  • Ferramentas/Tecnologia – Prestando um serviço tão importante, o ideal é que a corretora disponibilize ferramentas (como o home broker) simples e intuitivas, além de uma tecnologia confiável para que suas demandas sejam atendidas de forma segura.
  • Serviços – Como os que citei na sessão anterior, os serviços agora constituem uma parte importante da diferenciação que cada instituição tem. Fornecer serviços de qualidade é um ponto relevante na hora da escolha da sua corretora.

Um ponto importante que gostaria de ressaltar também é que as corretoras, em geral as independentes, possuem uma gama maior de produtos (em termos de ativos) a serem oferecidos. Isso porque elas podem oferecer títulos de qualquer instituição, do banco A ao banco Z, sem nenhum viés.

E no final você pode escolher o mais adequado para suas necessidades, objetivos e perfil de risco como investidor.

Aproveitando este momento, temos um teste exclusivo para que você saiba qual o seu perfil de investidor, é só clicar aqui para acessar.

Conclusão

Corretoras de valores são importantes instituições que atuam na intermediação de compra e venda de ativos financeiros.

Elas fazem o link tanto entre os investidores com a bolsa de valores, quanto com compradores e vendedores de determinado ativo.

Com a competição maior, as corretoras também estão ofertando alguns outros serviços mais exclusivos, a fim de alavancar o retorno dos seus clientes.

Abrir conta em uma corretora de valores é o primeiro passo para começar a fazer seu dinheiro render mais. Não fique parado!

Ficou com alguma dúvida ou deseja contribuir mais com o assunto? Comente abaixo!

Compartilhe esse conteúdo com mais investidores que você deseja ajudar a obter Mais Retorno conhecendo uma corretora de valores.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Sobre o autor

  • Vinicius Alves
  • Economista, atuou no departamento econômico de empresas de sell side no mercado financeiro. Já foi Top-5 de projeção de inflação de curto prazo do BC.

Leia também:

Deixe seu comentário aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *