videos

O que é o índice VIX: porque o investidor brasileiro deve se atentar para a volatilidade de mercado?

O que é o índice VIX: porque o investidor brasileiro deve se atentar para a volatilidade de mercado? Você sabe o que é volatilidade e risco?…

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:07/05/2020 às 12:57 - Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Você sabe o que é volatilidade e risco?

No vídeo de hoje, Arthur Lula economista aqui no Mais Retorno explica tudo sobre o índice VIX e porque o investidor brasileiro deve se atentar para esse indicador de volatilidade.

Volatilidade: A volatilidade é uma medida de risco que indica, a partir da análise do comportamento de um ativo durante determinado período de tempo, a velocidade com que ele varia entre a queda e a alta.

Os ativos altamente voláteis não apenas apresentam uma rápida oscilação, como a mesma pode acontecer de maneira muito acentuada. Isso porque a volatilidade também utiliza a intensidade da oscilação como medida.

Mais volátil: oscila mais
Menos volátil: possui constância.

Agora: como eu consigo mensurar esta volatilidade?

Hoje a mais utilizada é uma métrica que provém da área de estatística, chamada de: desvio padrão. Ou seja, esta métrica busca o quanto varia em relação a sua média.

Importante: esta métrica pode mudar em relação ao tempo!

Por exemplo: existem períodos que uma ação varia mais em relação a sua média, do que outros, existem períodos que ela é mais volátil.

Por isso no mercado financeiro a volatilidade possui um histórico muito importante.

Muitos dados são anualizados, ou seja, são contabilizados ano a ano por facilitar a comunicação, mas existe também a forma de análise: mensal, trimestral, semestral, etc.

Existem formas de comunicar essa volatilidade:

Volatilidade histórica: baseado em preços antigos das ações você consegue analisar como essa ação se comportou ao longo do tempo, se obteve períodos mais voláteis ou mais tranquilos;
Opções: identificar a volatilidade de uma opção (contrato de direito sobre determinado ativo), por exemplo: opção de venda é muito utilizada quando você acha que o preço do ativo vai cair, assim é possível travar o preço do ativo em um patamar mais alto do que você espera e consegue vender este papel em um valor mais alto.

  • Índice VIX: você já ouviu falar?

O chamado VIX - Volatility Index – foi criado pela CBOE e reflete informações da volatilidade de mercado derivadas das expectativas contidas na S&P 500, o famoso índice americano.

Por ser de atualização em tempo real, ele é considerado uma das ferramentas mais potentes para a mensuração do risco e dos sentimentos dos investidores naquele momento, o que é bastante importante em casos extremos de estresse. Assim surgiu a ideia de “índice do medo”, por capturar essa sensibilidade, dos investidores, impressa nos preços de alguns ativos.
É pouco provável que esse índice esteja indicando uma alta volatilidade, ou seja, um temor externo bem grande, e o Ibovespa esteja subindo. Alguns fortes ventos externos conseguem facilmente mudar a direção do nosso índice doméstico, mesmo num dia com notícias positivas.

E aí, você já sabia sobre esse assunto? Conta aqui nos comentários!

Aproveite e acompanhe nosso Telegram, onde nós compartilhamos todas as notícias e novidades sobre o mercado financeiro, além de muito conteúdo exclusivo para você!

Clique aqui para acessar.

Ainda com dúvidas? Nos mande um e-mail contato@maisretorno.com

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!