Última modificação em 7 de abril de 2021

O que é unsecured?

Unsecured é o empréstimo que não exige nenhum tipo de garantia para a concessão. Nesse caso, os credores aprovam a liberação do crédito após analisar o perfil e a capacidade de pagamento do tomador. 

Entre os exemplos mais comuns dessa modalidade de empréstimo estão o cartão de crédito, o cheque especial, o empréstimo estudantil e os empréstimos pessoais. 

Como funciona o unsecured?

Também chamados de empréstimos sem assinatura, os empréstimos não garantidos, como o nome sugere, são aprovados sem que haja a necessidade do tomador oferecer propriedades ou outros ativos como garantia para o pagamento das parcelas. 

Os termos desses empréstimos, incluindo a aprovação e o recebimento, muitas vezes dependem do score de crédito do mutuário - normalmente, é preciso ter muitos pontos para ser aprovado.

Esse tipo de empréstimo difere de um empréstimo que exige garantias, como as hipotecas, no qual o mutuário oferece bens ou ativos para conseguir liberar o crédito. Os valores penhorados aumentam a segurança do credor e facilita a liberação do dinheiro. 

Como o unsecured exige pontuações mais altas do que os empréstimos tradicionais, os credores costumam permitir que os solicitantes com pouco crédito forneçam um fiador, que assume a obrigação de quitar a dívida no caso de inadimplência do devedor. 

Assim, sempre que o mutuário deixar de pagar os juros ou o principal do empréstimo, o fiador será acionado para quitar o débito. 

No empréstimo não garantido, caso a dívida não seja paga, o credor não poderá reivindicar nenhuma propriedade. No entanto, é possível tomar outras medidas para evitar prejuízos como contratar uma agência de cobrança ou entrar com uma ação judicial para reaver o valor total do empréstimo.

Vale observar que a inadimplência pode cancelar o empréstimo o e diminuir score de crédito do devedor.

Nos últimos anos, o mercado de unsecured cresceu impulsionado, em grande parte, pelos bancos digitais. De fato, a última década viu o aumento dos empréstimos pessoais realizados por meio de aplicativos e dos canais digitais dos bancos. 

Qual é a diferença entre empréstimo garantido e empréstimo não garantido?

Cooperativas de crédito ou bancos que oferecem crédito consignado a pessoas físicas não exigem garantias como as que são necessárias para fazer uma hipoteca ou um empréstimo para comprar um automóvel. No entanto, esses credores tomam outras medidas para garantir o reembolso do valor cedido as empresas e aos demais clientes.

Muitas cooperativas só concedem o crédito após o recebimento de um cheque pré-datado com o valor total do empréstimo. Já os bancos só liberam o dinheiro depois que o contratante concorde em debitar o valor da parcela do empréstimo do valor recebido como pagamento.

Outras empresas, como o PayPal, concedem crédito aos lojistas mas em troca exigem que o mutuário pague um determinado valor pelo serviço de processamento de pagamentos. Esse empréstimo é considerado não garantido, embora seja parcialmente garantido. 

Outras considerações sobre o unsecured

Embora os credores não sejam obrigados a liberar um empréstimo sem garantia com base unicamente na capacidade de crédito do solicitante, algumas regras precisam ser observadas para proteger os mutuários. Nos Estados Unidos, por exemplo, é ilegal que os credores usem a raça, cor, sexo ou religião para negar um pedido de empréstimo.

Além disso, em julho de 2020, o Consumer Financial Protection Bureau (CFPB) emitiu um memorando para garantir o acesso não discriminatório ao crédito. Segundo a organização, padrões claros ajudam a proteger os estrangeiros, mães solos, idosos e outras minorias. Além disso, o órgão pede que as empresas justifiquem por escrito a recusa em liberar o crédito.

Termo do dia

Livro Razão

O que é Livro Razão? Livro Razão, também chamado de Razão Auxiliar, é um termo da contabilidade que se refere a um registro no qual todas as…