Última modificação em 27 de maio de 2021

O que é Trickle Down?

Trickle Down é uma teoria econômica baseada em possíveis benefícios causados pela redução de taxas tributárias. Entretanto, essa redução deve acontecer apenas para alguns grupos específicos.

Traduzida para o português, a expressão é definida pela palavra "gotejar", que representa o Trickle Down através de um sentido figurado e irônico. Você já vai entender o porquê!

Como o Trickle Down funciona?

Reduzir impostos e taxas de juros é uma medida comumente utilizada pelo governo para equilibrar a economia do país quando as coisas não vão bem. O controle dos níveis de oferta e demanda, além dos investimentos na própria nação, fazem toda diferença para um desenvolvimento sem qualquer tipo de crise.

Se pararmos para pensar, dentro de um único país existem diversos tipos de grupos populacionais, alguns com maior poder aquisitivo e outros com menor ou nenhum ganho de capital. 

É prudente pensar, ainda, que grupos financeiramente desfavorecidos poderiam se beneficiar - e muito! - com a redução de certas taxas tributárias, tais como impostos sobre moradia, transporte, consumo de água ou energia, serviços públicos e assim por diante, certo?

O Trickle Down não acredita nisso. Na verdade, essa teoria diz o contrário: não devem ser os grupos mais pobres a receberem isenção de taxa tributária, mas os grupos mais ricos. Sim, é isso mesmo!

Para o governo, as pessoas (tanto físicas quanto jurídicas) com menor poder aquisitivo não são capazes de consumir ou investir tanto quanto as pessoas de maior poder. Pela lógica, quem tem menos dinheiro acaba gastando ou guardando pouco.

Sendo assim, o Trickle Down acredita que a redução de taxas tributárias seria melhor aproveitada pelas pessoas que tem maior ganho de capital, pois quem tem mais dinheiro possui a capacidade de investir ou gastar altas quantias, beneficiando a economia do país inteiro.

Por essa razão que a expressão é traduzida em português como "gotejar", pois o benefício concedido a um grupo específico de pessoas acabaria "respingando" ou "gotejando" também em outros grupos. Será?

Quais são as vantagens e desvantagens do Trickle Down?

Através do Trickle Down, muitos governos e acreditam que a economia do país entraria num ciclo virtuoso de grandes oportunidades; que seria uma forma de resolver conflitos financeiros e sociais.

A ideia é que pessoas ricas tenham ainda mais dinheiro para investir seus capitais excedentes, estimulando o aumento de reversas monetárias, propiciando o pagamento de dívidas públicas e a criação de novos negócios - geração de emprego para todo e qualquer grupo populacional.

Com a maioria das pessoas empregadas, estima-se que o consumo também seria maior, fomentando a economia do país pelos níveis de oferta e demanda, e possibilitando que o governo aumentasse a arrecadação de impostos para financiar e/ou aprimorar uma série de programas públicos.

Uma coisa levaria a outra, ou melhor, uma ação "gotejaria" sobre a outra e a economia fluiria bem. Entretanto, há quem não acredite nessa teoria e enxergue a redução de taxas tributárias em grupos exclusivos como uma ação desastrosa.

Dentre as principais desvantagens do Trickle Down está a incerteza de que a população beneficiada iria, de fato, investir seu capital excedente em ativos ou recursos de alto valor. Muitas pessoas poderiam criar contas no exterior ou realizar investimentos especulativos, por exemplo.

Assim, a economia do país não seria beneficiada de nenhuma forma pela redução dos impostos ou taxas de juros. Pelo contrário, a desigualdade social seria acentuada e problemas políticos de gestão viriam a tona!

Termo do dia

CNF – Confederação Nacional das Instituições Financeiras

O que é CNF – Confederação Nacional das Instituições Financeiras? CNF (sigla para Confederação Nacional das Instituições Financeiras) é uma associação de grau superior. Ela congrega outras…