termos

TERP (Theoretical Ex-Rights Price)

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:21/09/2021 às 07:02 - Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é TERP?

TERP (Theoretical Ex-Rights Price) é o preço estimado das ações de uma empresa logo após a emissão de uma nova oferta pública de ações, o follow-on.

Uma das formas de uma organização captar recursos é a emissão de novas ações. Nesse processo, ela procura beneficiar os acionistas atuais, dando-lhes um desconto na aquisição dos novos papéis.

Porém, pela lei de oferta e demanda, quando se aumenta o número de papéis de uma empresa sem aumento de valor percebido, o valor de cada ação naturalmente mudará.

O TERP, portanto, é a estimativa, com base nas informações disponíveis sobre a empresa, do novo valor que cada ação atingirá, a ser especulado pelos investidores.

Como calcular o TERP?

As ações emitidas por uma empresa são precificadas pelo mercado. Essa precificação costuma levar em conta aspectos como o potencial de lucro, o patrimônio e a importância da empresa no mercado.

Com o passar do tempo, essa precificação vai se alterando, conforme as mudanças de percepção dos investidores e os próprios aspectos especulativos do mercado de renda variável.

Quando uma empresa resolve emitir ações novas, ainda mais com o preço reduzido para acionistas, por meio do direito de subscrição, o preço pode sofrer uma mudança drástica.

Imagine que uma empresa tem 100 mil ações emitidas, em um valor de R$ 5 cada. Ela totalizará:

100.000 x 5 = R$ 500.000

Depois, ela decide captar R$ 90 mil, emitindo mais 30 mil ações a R$ 3 cada para seus acionistas.

Nesse caso, supondo que todos exerçam seus direitos de subscrição, o cálculo do valor de cada ação seria o seguinte: soma-se o valor atual de mercado da empresa e o valor captado, e divide-se esse valor pelo número de ações total após a emissão.

Essa primeira estimativa do TERP seria de:
 
500.000 + 90.000 / 100.000 + 30.000 = R$ 4,54

Porém, essa é apenas uma estimativa inicial. Afinal de contas, o mero fato de haver um anúncio follow-on impacta nos preços das ações e entra na equação caótica de percepção do valor de um investimento.

Por que calcular a TERP?

Vamos dividir os interessados em dois grupos: os acionistas e os especuladores.

Importância da TERP para acionistas

Um acionista, ao saber do follow-on, precisa avaliar se vai exercer seu direito de subscrição ou não.

O impacto imediato do anúncio de uma emissão pode ser o aumento do preço das ações devido ao capital especulativo ou uma diminuição por incerteza sobre a atitude da empresa.

Exercendo o direito, ele garantirá sua participação percentual na empresa e garantirá seus dividendos. Seu número de ações aumentará, mas o valor de cada ação após essa jogada será incerto.

Se, por outro lado, ele escolher abrir mão das ações a preço reduzido, ele pode negociar esse direito na Bolsa. Nessa hora, é importante ter uma boa estimativa do TERP para poder maximizar seus lucros na operação.

Em último caso, a melhor opção pode ser até a de se desfazer do papel por completo.

Importância da TERP para especuladores

Lembre-se: onde há incerteza, há especulação.

Uma das formas de lucrar, dessa maneira, é com a arbitragem, ou seja, encontrando diferenças grandes nos valores de venda e oferta de compra dos direitos.

Acreditando que a maioria das ações novas será comprada com desconto, um especulador tem motivos para acreditar, coeteris paribus, em uma redução de preços, ou seja, uma oportunidade de venda a descoberto.

Outra abordagem é fazer estimativas para o número de direitos de subscrição que serão exercidos. Caso apenas 25% dos direitos sejam exercidos, 75% das ações podem ir para o mercado com menos desconto, o que aumentaria o TERP.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!