Teoria da Decisão

Última modificação em 22 de Setembro de 2021 às 04:51

O que é Teoria da Decisão?

A Teoria da Decisão é o estudo das escolhas de uma pessoa ou de outros agentes. Ela ajuda a entender a lógica por trás da decisão que consumidores, profissionais e até mesmo os eleitores fazem. Além disso, está intimamente relacionada ao campo da teoria dos jogos e, por isso, é classificada como um tópico interdisciplinar estudado por economistas, psicólogos, cientistas de dados, políticos, matemáticos e por profissionais de diversas outras áreas.

As aplicações empíricas dessa teoria tão rica são, geralmente, feitas com a ajuda de métodos econométricos e estatísticos. Sendo assim, discutir como as pessoas deveriam tomar decisões em certos cenários também faz parte desses estudos.

Como a Teoria da Decisão é dividida?

A Teoria da Decisão pode ser dividida em dois ramos. O primeiro deles é a normativa, que vai analisar os resultados das decisões ou pode determinar as ótimas decisões dadas às suposições e restrições dentro de um estudo.

Já a Teoria da Decisão Descritiva analisa como os agentes realmente tomam as decisões e como eles chegam no melhor resultado. Além disso, é ela quem analisa as suposições feitas pelas pessoas que tomam as decisões e as suposições que fazem até decidir.

Qual é a variável de incerteza na Teoria da Decisão?

Antes de mais nada, é preciso pontuar que existem diferentes variáveis de incerteza que fazem parte da Teoria da Decisão. Leonard Jimmie Savage, ex-professor universitário e autor do livro “The Foundation of Statistics”, delimitou as diferentes condições de incerteza que existem dentro da teoria moderna da tomada de decisões.

Existem três diferentes tipos de incertezas que podem ser encontrados nessa teoria. A primeira são os Estados, que abrangem todos os fatos que existem dentro do universo em questão que podem afetar uma decisão. A segunda são as Consequências, ou seja, as características de uma decisão tomada que influenciam o tomador de decisão em um nível micro.

Por fim, o terceiro tipo de incerteza são as Ações. Elas são o elo entro os estados e as consequências. Savage as descreve como as ligações entre esses dois pontos cruciais na Teoria da Decisão.

Dentro desse mesmo contexto, existem ainda os tipos de decisões. O primeiro deles é a escolha sob incerteza, que é o coração da teoria em questão. Dentro dela está a ideia de valor esperado, que é aquela que, diante de uma série de ações — cada um das quais podem dar origem a mais de um resultado possível com diferentes probabilidades —, o procedimento racional é identificar todos os resultados possíveis e, a partir daí, determinar seus valores e as probabilidades de cada curso de ação e multiplicar os dois para chegar ao valor esperado.

Já a escolha intertemporal se preocupa com o tipo de escolha em que diferentes ações levam a resultados realizados em diferentes estágios ao longo do tempo. Também pode ser descrita como uma tomada de decisão de custo-benefício, já que envolve as escolhas entre recompensas que variam de acordo com o tempo de chegada e a sua magnitude.

Como a Teoria da Decisão tenta prever o comportamento do consumidor?

Uma excelente ferramenta para profissionais de marketing e áreas relacionadas é compreender como a Teoria da Decisão funciona e quais são as suas implicações para o comportamento do consumidor final. Toda essa compreensão pode ajudar, ainda, na criação de modelos preditivos para qual item específico um consumidor pode escolher ou até mesmo que tipo de transporte ele pode utilizar.

A Teoria da Decisão pode, ainda, ajudar a compreender todas as alternativas que uma pessoa pode escolher e porque ele pode escolher cada uma delas. Sendo assim, compreender o comportamento do consumidor pode ser fundamental para determinar se um produto ou até mesmo um serviço será — ou não — um sucesso. Afinal, criar um bem de qualidade não significa necessariamente se as pessoas vão compra-lo ou não, além de também não ser possível prever somente com isso se a empresa em questão conseguirá recuperar o investimento feito ao tentar vende-lo.

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo