Última modificação em 23 de março de 2021

O que são swaptions?

Swaptions são opções de swap que dão ao titular o direito de trocar um fluxo de caixa por outro. 

Embora essas opções possam ser negociadas em diferentes contratos, o termo "swaption", normalmente, se refere a opções de swaps de taxa de juros. Essas operações financeiras também são conhecidas como "acordos com troca de receptor".

Com a compra de uma operação de swap do pagador, o comprador obtém o direito de celebrar um contrato de swap, o que implica que ele receba a ponta de swap flutuante em troca da ponta de swap fixa.

Os swaptions são contratos de balcão e não são padronizados como os contratos de compra e venda de ações ou os futuros. Assim, o comprador e o vendedor precisam estabelecer qual será o preço de venda, o vencimento, o valor pago, as taxas fixas e as flutuantes.

Como os swaptions permitem que os operadores paguem taxas variáveis, essa permuta é benéfica em ambientes de juros altos ou quando as empresas possuem empréstimos em moeda estrangeira. 

Como funcionam essas opções?

Em um swaption é possível trocar o pagamento da taxa de um contrato pelos juros de outro. Assim, essa opção permite que empresas e instituições financeiras se protejam da alta dos juros ou da queda das taxas, dependendo do tipo de swap adquirido. 

Assim como nos demais contratos de swaps, essa opção conta com a parte devedora, uma parte pagadora, data de vencimento e uma taxa de juros previamente estabelecida, que incidirá diretamente sobre o contrato. Na hora da troca, o comprador deve pagar ao vendedor um prêmio (também conhecido como preço de troca), cujo valor deve ser previamente determinado. 

Os swaptions permitem que o investidores se beneficiem das condições favoráveis do mercado. No entanto, os compradores podem não efetivar a troca para se proteger de um cenário de juros altos ou da queda das ações de uma empresa. Isso significa que para efetivar uma troca, as partes precisam estar atentas aos juros praticados pelo mercado e quais ações se desvalorizaram em um determinado período. 

Quanto ao vencimento, é possível estabelecer quando a troca será executada: o estilo americano, permite que a troca seja feito a qualquer momento. O europeu estabelece que a troca seja exercido apenas na data de vencimento do swap. Já o bermudas determina em quais datas a transação deve ser efetivada. Essas opções devem ser definidas no momento da assinatura do contrato.

Como esses contratos são personalizados, termos mais criativos, personalizados ou exclusivos podem ser incluídos nos termos.

Quem utiliza essa estratégia?

Swaps, geralmente, são utilizados para proteger posições de opções sobre títulos, para reestruturar posições atuais, para alterar uma carteira de investimentos ou para ajustar o perfil de pagamento agregado de uma parte.

Devida a natureza do contrato de swap, os participantes normalmente são grandes empresas, instituições financeiras, bancos, órgãos governamentais e fundos de hedge. Essas instituições firmam esse acordo para administrar os riscos decorrentes da sua atividade produtiva ou para garantir empréstimos com taxas de juros mais atrativas. 

Além disso, a troca pode permitir a cobertura dos riscos associados a títulos financeiros. Muitas instituições financeiras empregam swaptions para alterar seu perfil de pagamento.

Os contratos de swap são oferecidos em diversas moedas, incluindo o dólar americano (USD), o euro e a libra esterlina. Os bancos comerciais e as grandes empresas são os operadores que mais utilizam esse modelo de troca uma vez que o imenso capital tecnológico e humano necessário para monitorar e manter uma carteira de swaptions está fora do alcance das empresas de pequeno e médio porte.

Termo do dia

Rebranding

O que é Rebranding? O rebranding corresponde a um processo de renovação, onde uma marca passa por transformações a fim de se adequar a um novo…