Última modificação em 15 de junho de 2021

O que é Strategic Default?

O Strategic Default - Default Estratégico, traduzido para o português - representa um tipo de inadimplência proposital, pensada e executada por titulares hipotecário com objetivo de reduzir certos prejuízos financeiros.

Antes de prosseguir com o assunto, é preciso que você conheça o significado do termo Default: ele é utilizado no mercado financeiro para expressar situações de inadimplência, ou seja, quando determinada dívida não é paga dentro do prazo estipulado.

Essa inadimplência pode acontecer por parte de uma pessoa física, de uma empresa, de um banco ou até mesmo de um país. Normalmente, o Default acontece sem prévia intenção - diferente do Strategic Default, onde a dívida não é paga propositalmente.

Imagine que você solicitou empréstimo a um banco para comprar um imóvel mas não consegue cumprir com as parcelas do financiamento ou, ainda, uma empresa que não consegue pagar o salário dos funcionários, um país que não consegue arcar com dívidas públicas... Esses são exemplos de Default.

As consequências de tais inadimplências não são lá muito boas: decreto de falência, perda de bens, processos judiciais e assim por diante. Por essa razão, é difícil pensar em alguém que deixe de pagar suas dívidas por livre e espontânea vontade, uma vez que existam todas essas dores de cabeça, certo?

Pois acredite, o Strategic Default é mais comum do que a gente pensa!

Como o Strategic Default funciona?

O Strategic Default acontece quando um devedor possui obrigações hipotecárias a serem cumpridas, mas percebe que o valor do imóvel está bem abaixo do custo de financiamento - como se o empreendimento valesse apenas R$ 100.000,00 e a dívida fosse de R$ 250.000,00, por exemplo.

Mesmo que o devedor venda o imóvel após tê-lo pago, ficará com prejuízo de R$ 150.000,00. Pensando nisso, deixa de pagar a hipoteca estrategicamente. 

Mais Retorno, o banco aceita isso numa boa? A pessoa não corre o risco de ser processada ou algo do tipo?

Aí que entra a parte estratégica da coisa, pois o que era para ser uma dor de cabeça, se torna uma solução: após algumas parcelas de atraso, o endividado devolve o imóvel para o banco, que possuirá o direito de leiloa-lo a fim de recuperar o valor financiado que ficou em aberto.

Ou seja, se a dívida do devedor é de R$ 50.000,00, por exemplo, o banco irá leiloar o imóvel tendo essa quantia como valor inicial de oferta. Assim, a instituição financeira não ficará no prejuízo.

Quanto ao titular da hipoteca, por mais que não tenha sofrido grandes prejuízos financeiros, poderá ficar com o nome sujo na praça e ter bastante dificuldade em conseguir crédito novamente, seja com o mesmo banco ou com qualquer outra instituição.

O processo de devolução de um imóvel ao banco pelas razões citadas anteriormente é chamado popularmente de Jingle Mail, enquanto os devedores ficam conhecidos como Walk Ways.

Ao ouvir falar desses termos, compreendemos que se trata de um Strategic Default!

Qual é a origem do Strategic Default?

O Default estratégico foi adotado, incialmente, nos Estados Unidos após o estouro da bolha imobiliária entre os anos de 2006 e 2007. Naquela época, muitas pessoas sofreram perdas financeiras por investirem em imóveis que não valiam tanto quanto se esperava.

Sendo assim, a melhor saída era devolvê-los aos bancos. Considerando o impacto mundial da desaceleração econômica dos EUA, outros países adotaram o Strategic Default como medida preventiva contra prejuízos financeiros - mesmo sabendo que não conseguiriam crédito tão facilmente depois disso.

Atualmente, pessoas físicas e jurídicas adotam o Strategic Default quando percebem que determinado empreendimento não vale mais a pena, principalmente pela sua redução de valor no mercado imobiliário.

Ficou com alguma dúvida? Fala com a gente!

Termo do dia

Propriedade Privada

O que é a propriedade privada? Propriedade privada é o nome dado à qualidade específica de um bem – a de ser posse de uma pessoa,…