Última modificação em 14 de abril de 2021

Quem é Rodrigo Abreu?

Rodrigo Abreu é CEO da Oi e tem pela frente o imenso desafio de fazer com que a empresa volte a ser lucrativa e relevante no mercado nacional (ano de referência: 2021). Além disso, o executivo precisa "limpar o nome da empresa", que recentemente foi manchado por um escândalo de corrupção.

Para isso, o executivo pretende tirar a empresa do vermelho e mudar o foco do negócio, que passará a focar no cliente. Além disso, buscará investir na melhoria da infraestrutura da empresa.

O executivo se tornou conhecido no mercado nacional após ocupar cargos importantes em empresas de grande relevância no setor de telecomunicações como a Cisco Systems e a TIM, onde se destacou no cargo de presidente. Além disso, ocupou o cargo de presidente-executivo da Nortel Networks, empresa do setor de tecnologia da informação.

Trajetória profissional

Rodrigo Abreu nasceu na cidade de São Paulo, em abril de 1969. Após concluir o ensino médio, ingressou no curso de engenharia elétrica na Universidade Estadual de Campinas – Unicamp.

O currículo do executivo exibe ainda um MBA em administração pela Stanford Graduate School of Business.

Antes de mesmo de concluir seu MBA, ingressou na McKinsey e Company, referência mundial no mercado de consultoria empresarial. Voltou ao Brasil no início dos anos 2000 para ocupar um cargo na diretoria executiva da Promon Tecnologia, empresa de infraestrutura, engenharia e representação industrial.

Quatro anos depois, Rodrigo Abreu assumiu a presidência da Nortel Networks, empresa especializada na construção de redes de telecomunicações para indústrias. Após dois anos, ingressou na Cisco Systems, ocupando o cargo de diretor-geral da América Latina e Caribe.

No início de 2013, o executivo foi convidado para assumir o cargo de CEO da TIM Brasil, tornando a empresa uma das mais competitivas do país. Foi responsável por tornar o negócio mais enxuto e moderno.

Permaneceu na empresa até 2016, até que em 2017 foi convidado para assumir o cargo de CEO da Quod, empresa de inteligência de dados que opera estruturas comerciais, tecnológicas e de pessoas.

Após dois anos a frente da empresa, ingressou na Oi para substituir Eurico Teles, o antigo CEO da empresa, com a missão de sanar os múltiplos problemas do negócio, entre eles uma dívida apontada pelos especialistas como a maior da América Latina.

Assim, para fazer com que a empresa volte a ser lucrativa, Rodrigo Abreu pretende vender ativos e contrair novas dívidas com juros mais baixos para quitar o saldo devedor junto aos bancos e outras instituições financeiras.

O executivo tem ainda a missão de melhorar a imagem da Oi que passou a ser vista com desconfiança pelos investidores devido as recentes denúncias de corrupção, o que levou a empresa a ser alvo de uma grande investigação da Polícia Federal.

Além disso, Rodrigo Abreu pretende investir na criação de uma empresa voltada a infraestrutura, a Infraco. O modelo de negócio proposto é chamado de separação estrutural, que significa que o setor de atendimento ao cliente, as vendas, portfólio e o marketing operarão de forma independente do setor de infraestrutura.

A Infraco prestará serviços para outras empresas e tem o objetivo de se tornar a mais relevante empresa de infraestrutura do país. Claro, a marca será responsável por fornecer infraestrutura de ponta a Oi.

Vale observar ainda que, segundo Rodrigo Abreu, o foco da nova empresa é buscar parcerias e investidores para garantir o crescimento do negócio a longo prazo. 

A Infraco já nasceu grande – conta com 400 mil quilômetros de fibra e já atende 30 milhões de usuários. A tecnologia de ponta visa ampliar os números de clientes 4G, 5G, pequenos provedores e ainda de clientes corporativos da empresa.

Termo do dia

Rebalanceamento de calendário

O que é o rebalanceamento de calendário? Rebalanceamento de calendário é o nome dado a uma das diversas de se realizar o rebalanceamento de uma carteira…