Retenção de talentos

Última modificação em 26 de Janeiro de 2021 às 10:31

O que é a retenção de talentos?

A retenção de talentos é o nome dado para uma estratégia empresarial de manter os seus colaboradores. Isso é importante na medida em que eles criam vínculos com a organização e passam a ter o DNA da companhia.

A verdade é que, em todas as áreas, não é fácil encontrar bons profissionais — aqueles que, além de comprometidos, possuam conhecimento técnico, valores e comportamentos que estejam de acordo com o que a empresa busca. E perdê-los, mais do que a necessidade de uma nova contratação, representa um problema estratégico.

Sendo assim, a área de Recursos Humanos de qualquer empresa estruturada consiste em manter rotinas e ações que permitam não apenas a capacitação dos seus talentos, como também a retenção deles para o longo prazo, permitindo que o trabalho recompense todo exercício de treinamento.

Como funciona a retenção de talentos?

Existem diversas formas pelas quais as companhias podem atuar na retenção dos seus talentos. De um modo geral, a maior parte das estratégias passa pela motivação. Um funcionário motivado, afinal, tem menor risco de apresentar insatisfação e, consequentemente, buscar um novo trabalho.

Ao mesmo tempo, não basta buscar um caminho burocrático para essa finalidade. Contratos são uma forma não natural de reter talentos e, geralmente, possuem pouca eficácia para reduzir a rotatividade entre os funcionários.

O caminho ideal é, como mencionamos, dar motivos para que os colaboradores tenham interesse em seguir trabalhando na companhia. Entre as principais formas de fazê-lo estão uma remuneração adequada, um plano de carreira e um ambiente corporativo agradável, além do desenvolvimento técnico para as atividades necessárias.

Qual é a importância da retenção de talentos?

Mais do que simplesmente uma forma bonita de chamar a função da área de Recursos Humanos, a retenção de talentos oferece alguns benefícios práticos para as empresas que utilizam desta estratégia. Podemos mencionar alguns deles:

  • Continuidade: um dos maiores problemas de perder um colaborador é que isso vai exigir uma série de atividades internas. Não basta contratar um novo funcionário: é preciso treiná-lo, capacitá-lo e inseri-lo no contexto da companhia. E isso pode levar tempo, além de não haver garantia de uma boa reposição;
  • Produtividade: se há uma baixa rotatividade entre os funcionários de uma empresa, muito provavelmente isso significa que eles se sentem felizes e motivados no cargo. E se eles estão motivados, possuem uma tendência maior a realizar boas entregas e manter um bom nível de trabalho;
  • Ambiente: empresas que conseguem trabalhar com a retenção de talentos costumam apresentar um ambiente de trabalho mais agradável. Isso representa um clima organizacional positivo, algo que afeta diretamente (e positivamente) os resultados entregues pelos demais colaboradores;
  • Novos talentos: manter bons colaboradores também abre portas para que eles indiquem outras pessoas com bom potencial. A retenção de talentos, portanto, influencia a possibilidade de renovação e crescimento de uma organização.

Quais as estratégias para a retenção de talentos?

Como mencionamos anteriormente, existem diversas técnicas para a retenção de talentos e a consequente redução de turnover, nome dado ao indicador de rotatividade dos funcionários de uma empresa.

O mais importante é que essas ações não sejam exclusivamente orientadas para o salário. Um aumento, claro, sempre ajuda na motivação, mas é uma ação temporária. Em pouco tempo, o funcionário se acostuma com aquele patamar de ganho e deixa de se sentir motivado, gerando um novo problema para os índices de retenção.

Sendo assim, a empresa deve buscar mecanismos de realmente criar métodos de motivação para o longo prazo como processos de gamificação, plano de carreira, ambiente institucional positivo e, por fim, o hábito de transmitir feedbacks sobre a atuação do profissional.

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo