Última modificação em 5 de março de 2021

O que é Par Value?

O Par Value é o conceito utilizado no mercado internacional para o Valor de Face de um ativo. É muito empregado nos produtos do mercado financeiro dos Estados Unidos, a principal economia global.

Essa é uma expressão muito utilizada nos títulos de renda fixa, onde há a definição do valor de compra do ativo e, consequentemente, também a definição sobre a sua remuneração. Naturalmente que, dentro dos EUA, o Par Value é apresentado em dólares.

No entanto, não é apenas para títulos de renda fixa que o conceito se aplica. Os certificados de ações também possuem o seu Valor de Face no momento da emissão por parte de uma empresa para o mercado financeiro.

Como funciona o Par Value?

Em primeiro lugar, assim como ocorre no Brasil, o Valor Nominal de um ativo representa uma forma de encontrar o seu custo para o investidor no momento da sua emissão. Ou seja, trata-se, em resumo, do montante de capital necessário para adquiri-lo.

É diferente, contudo, do seu valor de mercado. Após a emissão inicial, boa parte dos ativos podem ser negociados entre investidores. Assim, na prática, pode existir uma oscilação no preço do papel de acordo com as condições econômicas — como taxa de juros ou nível de inflação.

Nos Estados Unidos, pensando na padronização do mercado financeiro, os títulos costumam oferecer um Par Value de $100 ou $1.000. Assim, de acordo com o valor total da emissão, são formados pacotes nesses valores na oferta para os investidores.

Par Value e o preço do título

De um modo geral, o Par Value representa o preço de um título, mas não necessariamente é o valor que o investidor deve pagar para comprar a sua participação em um ativo.

Isso acontece porque o Valor Nominal informa ao mercado o valor de vencimento de um título. Isto é, quanto o investidor irá receber no prazo final do investimento, acrescido das respectivas taxas de juros acordadas.

Desta forma, a depender dos juros praticados na economia em um determinado momento, um investimento pode oferecer o seu custo com ágio (quando o custo está acima do seu Par Value) ou com deságio (quando o custo está abaixo do seu Par Value).

É importante que o investidor tenha em mente esse conceito na avaliação dos títulos antes de um aporte. Vale lembrar que, em economias desenvolvidas, as taxas de juros costumam ser baixas. Há casos, inclusive, de taxas negativas, como já aconteceu no Japão. E isso vai influenciar diretamente o custo do ativo.

Como funciona a taxa de cupom?

Assim como ocorre no Brasil, alguns títulos internacionais oferecem o pagamento de cupom. Esse é o nome de dado a um fluxo de caixa recorrente, permitindo que o investidor tenha acesso a uma parte dos seus ganhos periodicamente. No geral, esse pagamento é feito por semestre ou por ano.

A taxa de cupom é aplicada diretamente sobre o Par Value do ativo. Se esse pagamento é de 5% por semestre e o Valor Nominal de um título é de $1.000, isso representa um cupom de $50.

O Par Value no mercado acionário

Como sinalizamos no começo deste texto, as ações também possuem o seu Par Value, mas com valores significativamente menores do que nos títulos. Isso acontece pela obrigatoriedade formal em algumas regiões para esse processo.

Assim, as companhias que oferecem suas ações aos investidor no mercado financeiro devem informar também um Valor Nominal para os papéis. Neste mercado, contudo, é habitual que o Par Value seja igual ou inferior a $1,00.

Da mesma forma que acontece para os títulos de renda fixa, o Valor Nominal é uma referência da emissão do ativo. Posteriormente, no Mercado Secundário, os preços são negociados pelos investidores de acordo com as condições econômicas e as perspectivas de longo prazo.

Termo do dia

Livro Razão

O que é Livro Razão? Livro Razão, também chamado de Razão Auxiliar, é um termo da contabilidade que se refere a um registro no qual todas as…