Logo Mais Retorno
termos

P/Capital de giro

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:24/02/2021 às 15:11 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é P/Capital de Giro?

O P/Capital de Giro, também conhecido como P/C ou preço dividido pelo capital de giro, é um dos indicadores financeiros mais utilizados para representar a situação atual de um negócio. Ele representa, de forma bastante simples, a relação entre o capital de giro de uma empresa e o preço de uma ação dela.

Quem utiliza esse indicador consegue encontrar oportunidades potenciais de investimentos. Geralmente, isso só é possível quando o indicador estiver abaixo de 1. Isso porque como o capital de giro de uma empresa envolve os ativos circulantes, o resultado pode mostrar que os papéis estejam subprecificados.

Outro ponto interessante do P/Capital de Giro é que quanto maior ele for, em certas situações pode indicar que o negócio tem menos dívidas — ou, nesse caso, passivos circulantes líquidos. Dessa forma, ele pode ser utilizado como uma forma de saber se a situação financeira está favorável ou não.

O que é e para que serve o capital de giro em si?

De forma bastante simplificada, o conceito do capital de giro pode ser entendido como a representação do montante necessário para que uma empresa consiga custear todas as suas operações durante um período específico. Trata-se, então, do valor que precisa ser guardado para cumprir as obrigações quando necessário.

O cálculo do capital de giro é feito a partir da subtração dos ativos circulantes pelos passivos circulantes. Os ativos são aqueles valores que compõe o patrimônio do negócio, como a soma do fundo de caixa, valores em estoque, contas a receber e outras variáveis. Já os passivos refletem todas as dívidas e as saídas de dinheiro, como os valores comprometidos mensalmente e as contas a pagar.

O capital de giro é de extrema importância para uma empresa, principalmente para aquelas que estão começando. Logo no começo, é até aceitável e natural que o negócio ainda não seja consolidado e que não tenha uma carteira de clientes, o que pode afetar o faturamento como um todo. Esse montante, então, é o que a ajuda a continuar no mercado sem falir.

Como calcular o P/C?

Para fazer o cálculo do P/Capital de Giro (ou P/C), é preciso, primeiramente considerar algumas variáveis. Entre elas, estão a quantidade de papéis, o valor dos ativos e passivos circulantes e a cotação das ações. A partir daí a fórmula para calcular é:

P/Capital de Giro = Preço da ação / Capital de giro por ação

Para deixar o exemplo ainda mais simples, imagine que uma empresa tenha 2 milhões de ações e a cotação de cada uma delas é de R$ 2. Os passivos circulantes são 4 milhões e os ativos 10 milhões. Com o uso da fórmula, chega-se no resultado de que o P/C (capital de giro) será de 0,67.

Aqui, é preciso frisar que quando houver aumento em algum dos elementos — como na cotação ou nos passivos circulantes —, o indicador aumentaria. Sendo assim, ele indicaria que ou a empresa está endividada ou que o ativo passou a ser valorizado. Por isso, é preciso prestar atenção em qualquer alteração nas variantes.

Como utilizar o P/Capital de Giro da melhor forma?

A utilização desse indicador permite que os responsáveis pela empresa e possíveis investidores conheçam tanto o desempenho financeiro quanto os pilares do negócio. Dessa forma, também entenderão a capacidade de valorização a longo prazo, assim como o nível de risco que o investimento envolve.

O resultado da equação do indicador também oferece dados interessantes em relação à situação geral da empresa, em como ela se posiciona no mercado e até mesmo as tendências de crescimento. Isso significa, então, que ele é essencial em qualquer tomada de decisão.

Já em relação aos riscos, o P/C tem o papel de mostrar o equilíbrio da carteira. É ele quem ajuda a encontrar negócios mais sólidos e que possam satisfazer perfis diversos de investidores. A vantagem, então, é que antes mesmo de selecionar qualquer ativo na bolsa, é possível avaliar se ele vale a pena ou não.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre