Logo Mais Retorno
termos

NZD

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:29/04/2022 às 14:50 -
Atualizado 22 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é NZD?

NZD é o código internacional da moeda utilizada na Nova Zelândia, o Dólar Neozelandês.

A Nova Zelândia é um país localizado a sudoeste do Oceano Pacífico, composto por duas ilhas. Foi descoberto em 1642 e colonizado pela Inglaterra, que na época também colonizava terras pela Europa e Continente Asiático.

As primeiras moedas foram instituídas durante o século XIX, e em 1850 a Libra Esterlina foi designada como unidade monetária oficial do país. Apesar disso, a circulação dela não era igualitária entre todas as regiões por ser considerada uma moeda real; exclusiva da coroa britânica.

Isso fez com que os comerciantes criassem sua própria moeda: espécies de fichas sem qualquer cunhagem, mas que possuíam poder de compra e venda. Essa prática aconteceu ao longo de 20 anos até que, em 1933, foram lançadas as primeiras moedas neozelandesas.

Ainda não era o NZD, mas a libra neozelandesa. A partir de 1935, a Libra Esterlina deixou de ser oficial, embora a nova moeda fosse baseada em seus valores. Só em 1967, a libra neozelandesa dava lugar ao Dólar Neozelandês.

O NZD está entre as 12 principais moedas mais negociadas no mundo. Seu símbolo é “$” e, além de Dólar Neozelandês, também é conhecido como “Kiwi”. A divisão da unidade monetária é feita em cêntimos e sua emissão acontece pelo Banco da Reserva da Nova Zelândia.

As moedas são divididas entre 10, 20 e 50 cêntimos, enquanto as notas são de 5, 10, 20, 50 e 100 dólares. A título de curiosidade, as primeiras moedas e notas eram cunhadas com o rosto de Rainha Isabel II, sendo substituídas posteriormente por elementos locais que retratam a história da Nova Zelândia.

Como é o Investimento em NZD?

O Dólar Neozelandês apresenta alta volatilidade pois, além de ser altamente negociado, também tem seu valor atrelado diretamente ao comércio local e internacional.

Pensando nisso, a B3 disponibilizou contratos futuros de NZD. Esse produto financeiro é capaz de proteger o investidor contra as oscilações de preço e alavancar posições, além de mostrar transparência nas negociações realizadas em plataformas eletrônicas.

O tamanho do contrato é de US$ 10.000,00, por isso, é comum que os investidores sejam em sua maioria instituições financeiras. Em 2021, por exemplo, o banco Itaú foi o oitavo maior comprador de contratos futuros de Dólar Neozelandês.

Libra Esterlina

Agora que você conhece o NZD, vale a pena falarmos um pouco mais sobre primeira moeda a circular nas ilhas da Oceania. Mas, antes de falarmos sobre a Libra Esterlina, vamos esclarecer algumas questões acerca da geografia do Reino Unido.

A história nos conta que os reinos da Escócia e da Inglaterra tornaram-se um só em 1707, dando origem ao Reino da Grã-Bretanha. Em 1800, o Reino da Grã-Bretanha uniu-se a Irlanda, entretanto, os irlandeses passaram por uma guerra civil em 1922 que dividiu o país em "norte" e "sul".

O lado sul da Irlanda tornou-se uma república independente, enquanto o lado norte continuou aliado ao Reino da Grã-Bretanha, dando origem ao Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte - ou Reino Unido, como conhecemos hoje.

Isso significa que a Libra Esterlina não pertence apenas a Inglaterra, mas a todos os países do Reino Unido.

A Inglaterra sempre foi o país mais populoso e "ativo" da Grã-Bretanha, pois esteve envolvido em diversos conflitos históricos, principalmente aqueles que dizem respeito a conquista de novos territórios - desde as guerras contra anglo-saxões e franceses, até a Primeira e Segunda Guerra Mundial.

Foi nesse meio histórico que a Libra Esterlina se consolidou como moeda oficial dos britânicos, pois os reis e governantes da época solicitavam o dinheiro do povo para financiarem suas batalhas, com a promessa de que a quantia seria devolvida em caso de vitória absoluta.

Seu código internacional é GBP, enquanto é representada pelo símbolo "£". O dinheiro é produzido no Banco da Inglaterra e no Banco Real da Escócia, embora o controle e administração sejam feitos pelo Reino Unido.

As cédulas em circulação são de £ 5, £ 10, £ 20 e £ 50, enquanto as moedas são de 1 p, 2 p, 5 p, 10 p 20 p, 50 p, £ 1, £ 2 e £ 5.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre