Logo Mais Retorno
termos

Nomenclatura Contábil

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:16/06/2022 às 10:49 -
Atualizado 14 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é nomenclatura contábil?

Nomenclatura contábil é um tipo de índice de todas as contas financeiras presentes na contabilidade geral de uma empresa. Ela é, na verdade, uma ferramenta de organização que fornece um grande detalhamento de todas as transações financeiras que um negócio realizou dentro de um período contábil específico.

Empresas que atuam em linhas de negócios diversas terão diferentes nomenclaturas contábeis. Essa ferramenta tem como maior propósito oferecer a quem estiver interessado um panorama com uma ideia aproximada do que se trata o negócio, assim como uma lista de todas as contas envolvidas nas operações diárias da empresa.

Como a nomenclatura contábil funciona?

As empresas contam com uma nomenclatura contábil para organizar as finanças do negócio e para dar às partes interessadas — como os acionistas e investidores — uma visão mais clara acerca da saúde financeira. O ato de separar as receitas, as despesas e ativos e passivos ajuda a garantir essa possibilidade e também garante que as demonstrações financeiras estejam de acordo com os padrões dos relatórios.

A lista de cada conta que uma empresa tem é mostrada, geralmente, na ordem em que elas aparecem nas demonstrações financeiras. Isso significa que as contas dos ativos e passivos, do patrimônio líquido e do balanço patrimonial são listadas primeiro. Depois, aparecem as contas da demonstração de resultados — ou seja, as despesas e as receitas.

Geralmente, a organização de uma nomenclatura contábil é feita para que os contadores consigam dizer a qual conta uma transação pertence com base no primeiro dígito do número da conta em questão. As contas de ativo, por exemplo, geralmente são numeradas de 100 a 199 enquanto os passivos são numerados de 200 a 299. Essa estrutura ajuda a manter os livros organizados.

O que uma nomenclatura contábil pode incluir?

Para uma pequena empresa, uma nomenclatura contábil pode incluir algumas subcontas na conta de ativos. Entre elas, o saldo de caixa pequeno, as contas recebíveis, os fundos não depositados, a conta poupança, ativos de inventário e seguros pré-pagos.

Já a conta do passivo pode ter subcontas como:

  • todos os passivos acumulados;
  • as contas a pagar;
  • as notas a pagar;
  • os cartões de crédito da empresa;
  • os passivos da folha de pagamento.

Em relação ao patrimônio líquido, ele pode ser dividido em contas como:

  • ações preferenciais;
  • lucros acumulados;
  • ações ordinárias.

Para facilitar a consulta e a localização de contas específicas, cada plano de contas dentro da nomenclatura contábil geralmente tem um nome, uma breve descrição e um código de identificação. Da mesma maneira, cada gráfico na lista é atribuído a um número de vários dígitos — todas as contas de ativos normalmente começam com 1, por exemplo, e assim por diante.

Como seria um exemplo de nomenclatura contábil na prática?

É muito simples colocar a nomenclatura contábil na prática. Nas contas de demonstração de resultado, por exemplo, as despesas e receitas podem ser dividas em despesas operacionais, receitas operacionais, perdas não operacionais e receitas não operacionais. Além disso, tanto as contas de receitas operacionais quanto as despesas operacionais podem ser organizadas pela função de negócios ou por divisões da empresa.

Muitas empresas estruturam a sua nomenclatura contábil para que as informações de despesas sejam agrupadas separadamente por departamentos. Assim, o de vendas, o de engenharia e o de contabilidade, por exemplo, têm o mesmo conjunto de despesas — que incluem as despesas com salários, serviços públicos, depreciação, custo das mercadorias vendidas e assim por diante.

Para finalizar, é importante salientar que é extremamente importante que a nomenclatura contábil seja mantida da mesma maneira com o passar dos anos. Isso garante que os responsáveis consigam fazer comparações precisas das finanças da empresa ao longo do tempo.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre