termos

Money market funds

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:01/06/2021 às 08:53 - Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que são Money Market Funds?

Money Market Funds (MMF) são os fundos mútuos de investimento do mercado monetário dos EUA, também chamados de fundos do mercado monetário. É ideal para os investidores que optam por títulos de baixo risco, alta liquidez e vencimentos de curto prazo. 

Eles foram criados em 1970, em um contexto no qual não existiam contas bancárias no mercado monetário, como alternativa às contas de poupança de baixo rendimento. Nos dias atuais, ainda pode valer a pena investir nos MMF.

Como funcionam os Money Market Funds?

Nesses investimentos, seus recursos ficam sob os cuidados de um gestor e eles podem ser: dinheiro, títulos equivalentes a dinheiro e títulos sobre dívidas de alta classificação de crédito, com vencimento de curto prazo, como os títulos do Tesouro. 

Certificados de depósito e acordos de recompra são outros possíveis destinos para o dinheiro do investidor que comprou um fundo de mercado monetário.

Só é possível investir nos Money Market Funds no exterior, com empresas como Vanguard e Fidelity Investments. Diferente das contas do mercado monetário, os MMF não são assegurados pela FDIC (Federal Deposit Insurance Corporation), a agência federal americana que se responsabiliza pelos depósitos bancários.

Os fundos de investimento do mercado monetário podem ser de 4 tipos:

Fundos principais

São os de primeira linha, que se destinam aos ativos de vencimento a curto prazo não pertencentes ao Tesouro, como os emitidos por empresas, agências governamentais americanas e afins. 

Fundos do Governo

Já este fundo investe pelo menos 99,5% de seus ativos totais em dinheiro, títulos do governo e acordos de recompra totalmente garantidos.

Fundos isentos de impostos

São destinados, em sua maioria, aos títulos municipais ou de dívidas, emitidos por outras entidades cujos pagamentos de juros são isentos de impostos federais ou estaduais, a depender dos valores mobiliários. 

Fundos do Tesouro

São os fundos que investem em títulos de dívida emitidos pelo Tesouro dos EUA, como letras do Tesouro, títulos do Tesouro e notas do Tesouro.

Vale a pena investir em Money Market Funds? 

Para saber se os Money Market Funds é um bom investimento para o seu caso, conheça suas vantagens e desvantagens:

Vantagens

  • Alta liquidez: são fundos de fácil acesso, que podem ser retirados a qualquer momento e sacados até pela Internet;
  • Altos rendimentos: comparado com a poupança, os MMF rendem bastante porque os tomadores de empréstimos, isto é, o governo norte-americano e as grandes organizações concordam em pagar suas dívidas a altas taxas de juros;
  • Vantagem com os impostos: Quem não gosta de investir sem pagar imposto, não é mesmo? Como já abordamos, os MMF isentos de impostos possuem o benefício fiscal até mesmo ao nível estadual. 

Desvantagens

  • Inviáveis para longo prazo: não compre Money Market Funds se você quer investir para a aposentadoria ou algum outro objetivo de longo prazo. Isso porque os MMF não se valorizam com o tempo;
  • Sem garantia formal: apesar de os pagadores dos MMF, grandes empresas e o governo americano, terem um nível de confiança, esses fundos não são assegurados pela agência reguladora;
  • Sensíveis a flutuações: taxas de juros e política monetária são dois fatores que podem afetar toda a sua estratégia de investimento nos MMF. A inflação também afeta o seu retorno, já que os vencimentos são curtos e chegam a, no máximo, meses. 

Em resumo: investidores experientes, normalmente, são aptos a buscarem os melhores investimentos em dívidas de curto prazo, a melhores taxas de juros e com ótimos níveis de risco. 

Por outro lado, se você é iniciante, os Money Market Funds são mais interessantes, até mesmo porque boa parte da responsabilidade sobre o fundo é do gestor.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!