termos

Método Asset-Liability

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:31/08/2021 às 11:38 - Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é Método Asset-Liability?

O método Asset-Liability (ALM) é um tipo de gestão de riscos, para determinado investimento, que consiste em um monitoramento coordenado entre ativos e passivos.?

O ALM é empregado, principalmente, em bancos — já que, nesse ambiente, coexistem os poupadores e tomadores — e fundos de pensão (Previdência Privada). 

Mas também é útil para as companhias de seguro, fundos de hedge, fundos mútuos e para as finanças individuais, em geral.

Para que serve o Método Asset-Liability?

Como já explicamos sucintamente, esse método de gerenciamento de riscos pode ser amplamente aplicado em dois campos:

Fundos de pensão

Até os anos 90, quando a inflação praticamente não tinha controle algum, apenas se contava com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para a aposentadoria.

Mas com o Plano Real e a esperança crescente nos rendimentos dos títulos de renda fixa, a previdência baseada na capitalização começou a ganhar força.

Dessa forma, as empresas patrocinadoras contribuem com os ativos — que são os aportes mensais — para que, com o passar do tempo, cubram os passivos quando os participantes saírem do mercado de trabalho.?

O ALM é útil, portanto, para o completo financiamento do passivo que surgirá no momento de retirada do montante acumulado.

Financiamentos bancários

No contexto dos bancos, o Método Asset-Liability é ideal para garantir que haja ativos disponíveis liquidando os passivos assim que forem se vencendo.?

Com isso, é possível minimizar os riscos de que um cliente maior queira fazer um saque significativo e o banco não tenha como disponibilizar o dinheiro por ele ter sido emprestado para outro cliente.?

Como o Método Asset-Liability é implementado?

Para que o ALM passe a funcionar, seja em uma carteira de investimentos ou na previdência privada, geralmente, a modelagem passa pelas seguintes etapas, normalmente:

  • avaliação e simulação de cenários econômicos;
  • simulação de situações para a evolução das classes dos ativos a cada período, considerando curto, médio e longo prazo;
  • alocação dos recursos disponíveis para aplicação, projetando os resultados e combinando os diversos cenários com os passivos;
  • avaliação e análise dos resultados;
  • obtenção da carteira otimizada;
  • tomada de decisões estratégicas, pelos gestores financeiros, quanto à macro alocação dos recursos disponíveis e reformulação da política de investimento.

Quais os principais produtos financeiros regidos pelo Método Asset-Liability, nos fundos de pensão?

Conheça, a seguir, os instrumentos financeiros disponíveis para aplicação quando se contrata a previdência privada.

Renda fixa

Os ativos de renda fixa mais comuns para esse tipo de investimento são os títulos públicos federais, títulos privados bancários (letras financeiras, títulos corporativos, debêntures etc.) e títulos do segmento imobiliário e agrícola.

Renda variável

Da mesma forma, os produtos de renda variável também ajudam a compor os fundos para a aposentadoria. Veja:

  • ações: normalmente a preferência é por empresas pagadoras de dividendos e que já não têm muitas opções para expandir, como as estatais;
  • bônus de subscrição: são títulos negociáveis de sociedades por ações, que concedem direitos aos compradores de subscreverem essas unidades de capital social;
  • Depositary Receipts (DR): títulos negociados em um país que têm como lastro as ações de uma empresa instalada no exterior;
  • Fundos de investimento (FII): junto com as ações pagadoras de proventos, os FII também são muito utilizados como garantia de pagamento ao longo do tempo e, por isso, elaboração dos fundos de pensão.

Vale a pena utilizar o Método Asset-Liability?

Há quem critique o ALM por ele utilizar a contabilidade tradicional em vez de marcar todos os instrumentos do mercado, defendendo a utilização do Value-at-Risk (VaR), no seu lugar.

Contudo, há Métodos de Asset-Liability mais modernos, como os modelos de Russel-Yasuda Kasai que utilizam os dois elementos — valores contábeis e de mercado.

Sobre o autor
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre
Flávio Augusto da Silva

Flávio Augusto da Silva

Quem é Flávio Augusto da Silva? Flávio Augusto da Silva é o fundador de uma das maiores redes de ensino do Brasil, a Wise Up. Além disso,...

  CONTINUAR LENDO