Mesada educativa

Última modificação em 26 de Julho de 2021 às 05:36

O que é mesada educativa?

Mesada educativa nada mais é que a boa e velha quantia semanal dada às crianças e adolescentes, porém utilizada com o propósito de ensinar sobre finanças pessoais.

Com ela, ensinamos aos mais jovens a compreender o valor do dinheiro, além de: 

  • o que se pode comprar;
  • por que é bom economizar;
  • como manter as contas equilibradas;
  • como maximizar o custo-benefício nas transações.

Como dar uma mesada educativa?

Já que o propósito é educar, precisamos ter em mente, acima de tudo, que as crianças passam por diferentes fases de desenvolvimento. Assim, é recomendável que os valores se adequem também às possibilidades da família. 

Os pequenos também não têm consciência da importância de atividades básicas. Dessa forma, quando se trata do lanche da escola ou da aula de futebol, é contraindicado permitir que a criança pague com a mesada.

Tendo esses fatores em mente, vamos às dicas:

Até os 4 anos

Geralmente, a criança ainda não tem entendimento o suficiente para essas questões. É mais adequado começar a mesada educativa após essa fase.


4 a 6 anos

Aqui reinam as brincadeiras. A criança não consegue raciocinar em termos de valor intrínseco dos produtos, mas cabem incentivos com moedas e atividades lúdicas de comércio, como comprar uma comidinha para a cozinha de brinquedo, por exemplo.

7 a 10 anos

Essa fase já admite a aplicação de uma mesada, dada por semana, para facilitar a gestão, uma vez que a criança ainda não tem uma boa noção de planejamento em prazos mais longos.

11 a 18 anos

O adolescente já pode ser responsável por gerir seu capital por um período mensal, tendo experiências diferentes ao lidar com o dinheiro conforme o mês passa.

Durante todas as fases, o acompanhamento é importante. Deve-se ensinar aos filhos o valor da poupança e do consumo consciente, mostrando de forma prática as conquistas que a boa gestão traz. 

Quando eles errarem — e é importante que errem — , os pais precisam ser receptivos para ensinar e conduzir a criança a um caminho mais virtuoso, sem necessariamente monitorar todos os seus gastos.

Outra dica valiosa é não utilizar a mesada para punir. Retirar valores em situações de desrespeito causam insegurança na criança, o que anula os benefícios ao comportamento e à autoestima resultantes da mesada educativa. 

Nesse caso, é preferível bonificar as boas atitudes com incrementos na mesada. Essa é a psicologia do Reforço Positivo, que se mostra mais eficiente no ensino do que a punição.

Quais os melhores apps para ajudar com a mesada educativa?

Disponíveis na Google Play e App Store: O Meu Banco e Tindin. 

O Meu Banco é um aplicativo que simula uma conta bancária para a criança, sendo os pais responsáveis por guardar o valor real.

O Tindin é uma plataforma bem completa de pagamento, que facilita as transações entre pais e filhos, de forma gamificada e seguindo os princípios da mesada educativa.

Além da mesada educativa, que outros jogos podem ajudar na educação financeira?

Como você pode ver, a responsabilidade adquirida pela criança por meio da mesada educativa pode levar a uma série de benefícios no longo prazo, tornando-a um adulto mais autônomo, consciente de sua realidade e possibilidades de consumo.

A iniciativa também ajuda o indivíduo a ser mais resiliente a frustrações financeiras e capaz de estabelecer prioridades, evitando a impulsividade e os maus hábitos financeiros.

Os famosos jogos de tabuleiros Banco Imobiliário e Jogo da Vida também incentivam a educação financeira, trabalhando conceitos como os da poupança, consumo consciente e  investimentos — além de tratar de forma lúdica questões como imprevistos, despesas e salário.

Outros, como o Dia de Mesada, da Turma da Mônica, e o Pique-nique, abordam os pequenos consumos pessoais, ensinando importantes lições como priorização e custo-benefício.

Mais à frente, alguns como o Renda Passiva e o Cashflow trazem a questão da poupança, investimentos e, obviamente, renda passiva, explorando um pouco além da mesada educativa.

Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo.100.000 investidores já fizeram isso!

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo