Logo Mais Retorno
termos

Mapa da Fome

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:29/06/2022 às 16:32 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:

Há muitas variações quando pensamos em desigualdade social mas ao pensar na fome podemos considerar nome, cor, localização e até escolaridade.

O Brasil deixou de ser referência internacional de combate a fome como aconteceu entre 2004 e 2013 mas hoje infelizmente este não é o caso. Os benefícios sociais ainda não são insuficientes para combatê-la.

O Mapa da Fome é uma ferramenta criada para apontar os países que não tem acesso adequado aos alimentos. A ONU passou a utilizar a ferramenta a fim de acompanhar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Criado pela própria organização, o PoU(Prevalence of Undernourishment), em português, prevalência de desnutrição, é uma estimativa de consumo alimentar insuficiente oferecido aos países. Responsável por apontar a Meta 2.1.

Em 2014, a ONU modificou a forma de acompanhar os casos de fome no mundo através do Mapa da Fome. Isso porque no mesmo ano, o Brasil estava celebrando sua desaparição no Mapa da Fome, no entanto, essa afirmação não parecia correta diante do cenário brasileiro. Depois, a FAO (A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura passou a ultilizar outro método para acompanhar este cenário. 

Após 2014 os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio foi substituido pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), conjunto de 17 metas globais estabelecidas pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

Mapa da Fome no Brasil 

O Programa Alimentar Mundial(PAM), ainda realiza públicações gráficadas baseada no PoU para informar sobre a fome no mundo, no entanto, não é mais indicado. 

Na ultima edição, considerando os impactos da pandemia, o Brasil aparece com menos de 2,5 de se alimentando de forma inadequada. No entanto, nós brasileiros sabemos que essa está longe de ser a realidade do nosso país, o que significa que os indicadores ultilizados pela ONU não são compativeís com os nossos indicadores. 

A própria organização FAO, assume que as métricas do Brasil pelo IBGE, são mais adequadas para vizualizar o Mapa da Fome no Brasil. 

Insegurança alimentar 

Insegurança alimentar é a falta de acesso aos alimentos. Após a pandemia, muitas pessoas se encontraram nessa situação, em níveis leves, moderados e graves. Em 2020, a insegurança alimentar afeta cerca de 9% da população, o que significa 19 milhões de brasileiros. Em 2022, já são 33,1 milhões de pessoas sem alimentação digna. 

Ao olharmos para a insegurança alimentar é importante salientar que não estamos falando apenas sobre estátisticas mas sobre vidas que convivem diariamente com a fome. 

A insegurança alimentar é classificada em três níveis:

  • Nível leve: quando há insegurança sobre as próximas refeições em um futuro próximo;
  • Nível moderado: quando há quantidade insuficiente de alimentos;
  • Nível grave: quando há privação de consumo de alimentos.
Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre