Última modificação em 2 de março de 2021

O que é long call?

Uma estratégia de long call é, de forma bastante simples, uma opção de compra que aposta que o valor da ação subjacente aumentará antes mesmo da sua data de vencimento. Quem a compra deseja que o preço da ação — ou de qualquer outro título correspondente — suba para que, assim, possa gerar lucro com o seu contrato. Geralmente, ela é vendida imediatamente para que o investidor possa arrecadar o seu lucro.

Adquirir por meio de uma long call significa adquirir ações de compra de uma ação específica. O vendedor, então, opera em uma posição vendida nas opções. Essa estratégia de negociação é uma das mais comuns e, por isso, é considerada como “de alta”. Também é possível obter uma alavancagem sobre um número maior de ações de compra do que uma pessoa conseguiria comprar imediatamente — uma vez que são sempre mais baratas do que as próprias ações.

Qual a configuração básica de uma long call?

A premissa básica de uma long call diz que quem a utiliza em uma aquisição o faz na esperança de que o preço da ação suba, uma vez que o valor da opção de compra aumenta caso o preço da ação subjacente também aumentar. Por outro lado, qualquer opção corre o risco de expirar totalmente sem valor em sua data máxima. Portanto, essa estratégia pode ser considerada como especulativa.

Sempre que uma opção é comprada, o máximo que pode se perder é o prêmio que foi pago por ela. Isso pode acontecer tanto para as opções de call e de put. Geralmente, ocorre se a opção em questão estiver Out-Of-The-Money no seu vencimento — caso em que ela expira sem valor.

Já em relação ao ganho máximo, não existe nenhum limite superior teórico para os preços das ações. Isso significa, então, que ele pode ser potencialmente ilimitado. É possível pontuar, porém, que os valores não aumentam para o infinito da realidade, então, esse ganho se torna puramente hipotético. O ponto de equilíbrio em uma opção de long call, em contraponto, é exatamente o preço de exercício mais o seu prêmio. Caso a ação feche a esse preço no vencimento, os ganhos associados à negociação acabarão compensando o prêmio inicial pago.

Como seria um exemplo de long call?

Suponhamos que uma empresa tem o seu preço por ação de R$ 20. Um investidor, então, adquire uma opção com um preço de exercício de R$ 25 que expira em um mês. Com isso, ele espera que o preço suba acima do investido no próximo mês. Agora, vamos supor que o prêmio dessa opção custe R$ 1 por cada uma delas.

Como titular da opção, o investidor tem o direito de comprar 100 ações da mesma empresa ao preço de R$ 25 cada até a data de vencimento. Um contrato de opção, nesse caso, é equivalente a 100 ações do estoque subjacente.

Ainda na suposição, vamos imaginar que o preço de cada ação suba para R$ 40 naquele mês. Agora, o investidor pode exercer a opção de compra e adquirir 100 ações pelos mesmos R$ 25 ao invés de R$ 40. Uma vez que ele pode comprá-las por esse valor, pode vendê-las imediatamente ao preço de mercado. Isso gera um lucro de R$ 15 por ação — que compensa o prêmio inicial de R$ 1 pago por ele.

Qual a diferença entre long call e short call?

Tanto a long call quanto a short call são estratégias de opções que significam simplesmente comprar ou vender uma opção de compra, porém, as duas têm algumas diferenças entre si. Se um investidor implementar uma short call, por exemplo, ele vendereia uma opção de compra e assumiria o papel de lançador. É indicado utilizá-la se as probabilidades estivessem fortemente pessimistas e se o comprador esperasse que o seu preço caísse significativamente.

Já no caso da long call, o investidor compraria uma opção de compra e assumira o papel de seu detentor. Essa estratégia seria utilizada se o proprietário estivesse muito otimista em relação a ela e se esperasse que seu preço subisse significativamente.

Termo do dia

ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial

O que é ISE? O ISE – sigla correspondente a “Índice de Sustentabilidade Empresarial” – é um recurso utilizado para mensurar qual o nível de sustentabilidade que as…