Última modificação em 12 de abril de 2021

Quem é Haruhiko Kuroda?

Haruhiko Kuroda é, atualmente, o governador do Banco do Japão, a principal instituição financeira em território japonês. O termo "governador" é utilizado para o líder da entidade no país. Ele sucedeu Masaaki Shirakawa.

Vale lembrar que esse é um cargo extremamente importante do ponto de vista da economia global. O Japão é, atualmente, a terceira principal economia do mundo, ficando atrás apenas de Estados Unidos e China. Supera, portanto, diversos países europeus como Alemanha, Itália, Espanha e até mesmo o Reino Unido.

Hoje, vamos apresentar um pouco mais sobre a história do Haruhiko Kuroda, assim como a trajetória que o fez assumir a liderança do Banco do Japão, fato que ocorreu a partir de março de 2013.

A história de Haruhiko Kuroda

Haruhiko Kuroda nasceu no ano de 1944, em Fukuoka, no Japão. No entanto, ao contrário do que o cargo atual pode indicar, nem sempre foi sua ideia atuar no campo econômico.

A sua primeira graduação, afinal, começou na área de Direito. Sua formação inicial se deu na Universidade de Tóquio, renomada instituição de ensino japonesa na qual ingressou em 1963, finalizando o curso quatro anos depois, em 1967.

A relação com a área financeira veio em momento posterior. Já em atuação no Ministério das Finanças do seu país, ele aproveitou a oportunidade de uma bolsa de estudos para ir até a Universidade de Oxford, outra das mais renomadas instituições de estudos. Por lá,  realizou o curso de Economia para aprimorar os conhecimentos na área de atuação.

A carreira de Haruhiko Kuroda

Como mencionamos, a carreira profissional de Haruhiko Kuroda se inicia pelo Ministério das Finanças do seu país. Até alcançar o cargo de governador do Banco do Japão, entretanto, houve um caminho de importante atuação profissional.

Em 1999, por exemplo, ele assumiu a ocupação de Vice-Ministro das Finanças para Assuntos Internacionais, função que exerceu pelo período de quatro anos. Posteriormente, já em 2005, tornou-se presidente do Banco Asiático de Desenvolvimento, onde ficou até 2013.

A saída de Haruhiko Kuroda do Banco Asiático de Desenvolvimento deu-se por uma ótima causa. Ele foi nomeado pelo então primeiro-ministro Shinzo Abe, em fevereiro de 2013, para ser o novo governador do Banco do Japão.

Haruhiko Kuroda e o Banco do Japão

Ao assumir o Banco do Japão, Haruhiko Kuroda defendia que havia "espaço para flexibilização monetária", palavras do próprio governador da instituição. Sua estratégia consistia em aumentar o risco dos investimentos, não utilizando apenas títulos públicos.

O início de gestão gerou certa desconfiança do mercado, com desvalorização do Iene (moeda local) no mercado cambial. O processo de queda é comum em trocas de comando. Aos poucos, porém, ele foi ganhando espaço para suas iniciativas que incluem as famosas taxas de juros negativas do Japão.

No momento em que este artigo foi produzido, Haruhiko Kuroda ainda era o governador do Banco do Japão. O cargo foi renovado em 2018 para mais cinco anos de exercício pelo Primeiro-Ministro do país.

Haruhiko Kuroda e a crise da Covid-19

Haruhiko Kuroda era, logicamente, o principal nome para gerenciamento financeiro do Japão durante a grande crise gerada pela pandemia da Covid-19, que obrigou os países a isolar suas respectivas populações e gerar estímulos econômicos, injetando capital na economia local.

Assim como outros países, o Japão enfrenta dificuldades e não conseguiu bater suas metas de inflação, uma das responsabilidades do Banco do Japão. O cenário obrigou Haruhiko Kuroda a admitir as limitações do plano de política monetária.

Por outro lado, ele sinalizou para a importância de "acelerar a digitalização de processos e facilitar a inovação", em entrevista no começo de 2021. É a visão de um dos principais líderes econômicos globais.

Termo do dia

Oferta 476

A Oferta 476 é o conjunto de diretrizes ditadas pela CVM no que se refere ao acesso para o mercado de capitais. Confira mais detalhes sobre ela…