Logo Mais Retorno
termos

Escola Austríaca

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:18/05/2022 às 15:14 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é a Escola Austríaca?

A Escola Austríaca é a atribuição concedida à Áustria sobre o desenvolvimento de ideias econômicas, durante o século XIX, que foram fundamentais para chegar até os dias atuais — embora, de um modo geral, essas ideias não sejam mais as mesmas.

O conceito foi elaborado com esse nome pelo fato de que muitos economistas que mudaram a forma de enxergar o ambiente financeiro apresentarem origem austríaca.

Também é comum o emprego do termo Escola de Viena para fazer menção aos avanços econômicos desse grupo de pensadores.

Como a Escola Austríaca foi criada?

Todo grande movimento oferece uma dificuldade de identificação do momento exato da sua fundação. No caso da Escola Austríaca, entretanto, esse marco é atribuído a Carl Menger.

No ano de 1871, ele foi responsável por uma publicação que tinha como marca o rompimento de algumas ideias socialistas, as quais eram muito fortes à época. Aos poucos, seus pensamentos foram alcançando novos defensores — como Ludwig von Mises, por exemplo.

O movimento também contou com defensores internacionais, expandindo as teses da Escola Austríaca para outras economias. Assim, a influência dos conceitos austríacos foi se tornando cada vez mais conhecida, sendo até hoje uma importante referência na área.

O que defende a Escola Austríaca de Economia?

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a importância histórica da Escola Austríaca, o que faz dela tão reconhecida? Basicamente, a resposta está nos conceitos econômicos defendidos pelos seus pensadores.

Em primeiro lugar, o foco estava nas necessidades humanas. Os economistas austríacos defendiam a importância desse fator na tomada de decisão, mas sem ignorar que a maioria dos recursos é finito.

Outro ponto defendido pela Escola Austríaca é o liberalismo econômico [/LINK]. Segundo os pensadores dessa linha de raciocínio, o mercado não deveria ter interferência estatal para manter um bom funcionamento.

A mesma ideia se aplicaria ao sistema bancário. Segundo a Escola Austríaca, não deveria existir grande controle e regulamentação sobre as instituições. É até curioso ver que, tantos anos depois, esse conceito vem sendo mais discutido em alguns países no período recente.

Quais são os principais nomes da Escola Austríaca?

Como mencionamos no começo deste artigo, a origem da Escola Austríaca se deu por conta de alguns nomes que influenciaram o pensamento econômico. Abaixo, listamos alguns deles para que você possa conhecer um pouco mais dos representantes.

  • Carl Menger: já mencionado ao longo do texto, é um dos grandes destaques da Escola Austríaca, sendo considerado como o principal fundador dessa corrente. Sua principal obra foi Princípios da Economia Política. Criou o conceito da utilidade marginal;
  • Ludwig Von Mises: outro nome citado anteriormente, é outro dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento da Escola Austríaca. Sua principal tese é de que as ações humanas são baseadas nas próprias necessidades. Segundo ele, é justamente isso que gera o movimento econômico na sociedade;
  • Eugen von Böehm-Bawerk: foi um dos grandes adversários do socialismo, criticando diretamente o conceito de mais-valia, então desenvolvido por Karl Marx. Trouxe a abordagem dos ciclos econômicos, válida até os dias de hoje;
  • Friedrich August von Hayek: defendia ideias próximas a Ludwig von Mises, em quem se espelhou bastante em sua trajetória profissional. Também tinha uma orientação para o liberalismo econômico.

Observe, portanto, que existem diferentes nomes que participam da composição da Escola Austríaca. Contudo, a maior parte deles tinha uma visão mais liberal da economia, algo que caracteriza esse grupo de pensadores de um modo geral.

Ao longo do tempo, muitas das suas ideias inspiraram novos pensadores, de modo que até hoje a Escola Austríaca segue considerada como uma das principais referências quando o assunto é finanças ou economia.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!