Diplomata

Última modificação em 20 de Agosto de 2021 às 02:27

O que é um diplomata?

Para quem gosta da carreira de relações públicas, uma das principais funções almejadas é a função de diplomata. Esse profissional tem, entre outras atribuições, a manutenção de relacionamento internacional.

No entanto, há um excesso de "glamourização" em cima da função. Ao perguntar para amigos sobre o que é ser um diplomata, é bem provável que eles imaginem reuniões do mais alto nível. Isso, de fato, pode acontecer. Contudo, a diplomacia não se resume às reuniões com os principais agentes globais.

Hoje, portanto, vamos explicar um pouco mais sobre a carreira de um diplomata, suas principais atribuições e, claro, algumas dicas para quem deseja ter esse cargo profissional. Vamos lá!

Como funciona a carreira de um diplomata?

Ser um diplomata é um cargo muito almejado por jovens que estão iniciando uma carreira. Se esse é o seu caso, a primeira coisa a saber é que a atuação desse profissional se baseia em três pilares principais. São eles:

  • Representação;
  • Negociação;
  • Informação.

O diplomata fica responsável por executar todas essas funções como representante oficial do seu país de origem. Ele é, em outras palavras, a voz da sua origem no mercado estrangeiro.

Para que fique mais claro essa atuação, a representação consiste em estar presente em eventos relevantes do ponto de vista internacional. Em alguns casos, ele pode ser obrigado a negociar para representar o seu país. E cabe a ele manter o governo de origem atualizado de informações que sejam relevantes.

Como ser um diplomata?

Assim como acontece em outros cursos profissionais, existem alguns pré-requisitos para que uma pessoa possa exercer o cargo de diplomata. São eles:

  • Ser maior de idade (acima de 18 anos);
  • Ter nacionalidade brasileira;
  • Apresentar curso superior completo;
  • Possuir documentação completa eleitoral e de reservista (militar);
  • Oferecer aptidão técnica, física e mental para o cargo.

Além disso, o candidato à diplomacia brasileira precisa ingressar no Concurso de Admissão à Carreira Diplomática (CACD), que é o concurso público responsável pela seleção de novos diplomatas para o nosso país.

Quais são as principais atribuições de um diplomata?

Você tem curiosidade em saber quais são as principais atribuições da rotina de um diplomata? Além dos pilares de atuação de um diplomata, apresentados anteriormente, existem atividades recorrentes que devem ser desempenhadas por esse profissional.

Abaixo, listamos algumas delas para que você conheça um pouco mais sobre essa carreira.

  • Participar de reuniões como representante oficial do seu país de origem;
  • Negociar e defender os interesses do país representado em eventos, acordos e tratados internacionais;
  • Garantir sempre que possível o bom relacionamento com parceiros comerciais;
  • Manter o governo do país de origem informado e atualizado sobre eventos globais relevantes;
  • Colaborar com cidadãos da mesma nacionalidade que estejam no exterior precisando de apoio;
  • Promover a cultura nacional no ambiente exterior.

Qual é o perfil ideal de um diplomata?

Ser um bom profissional não depende única e exclusivamente de boa vontade. É necessário, assim como outros cargos, reunir algumas características desejáveis para executar as funções que apresentamos anteriormente.

Em primeiro lugar, é essencial apresentar uma excelente comunicação. Como representante oficial de um país, é imprescindível oferecer capacidade de diálogo, poder de negociação e até mesmo boa persuasão para convencer outros diplomatas de algum tópico ou tema que seja necessário defender no cenário internacional.

O idioma é outro fator que não pode ser negociado. Como as reuniões que um diplomata frequenta são internacionais, ele deverá conversar com pessoas de diversas nacionalidades. Desta forma, o domínio do inglês é um requisito. Ter conhecimento avançado de outros idiomas como espanhol, mandarim e francês é desejável.

Pessoalmente, também é muito importante que o profissional seja aberto a novas culturas e experiências. Por se tratar de um representante internacional, evidentemente que esse cargo exige que a moradia seja no exterior. Flexibilidade e capacidade de adaptação são características comuns a bons diplomatas.

Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo.100.000 investidores já fizeram isso!

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo