Última modificação em 7 de maio de 2021

O que é data de exercício de opção?

A data de exercício de opção, também chamada de vencimento de uma opção, é o último dia em que o titular pode exercer o direito de vender ou comprar o chamado ativo objeto. A partir dessa data, a opção simplesmente perde a validade e deixa de existir.

Essa operação é semelhante, por exemplo, a contratar algum tipo de seguro. O contratante tem o direito de acioná-lo até a data do vencimento da apólice e, se até esse dia não acontecer nenhuma situação que exija o acionamento, o contrato expira. Para continuar protegido, será preciso fazer uma nova contratação.

O que é o exercício de opções?

Quando se trata do exercício de opções, um dos aspectos que precisa ser considerado é o seu prazo de validade. Isso porque elas podem expirar e deixar de compor a carteira de quem investiu nelas.

O exercício dessas opções se dá, então, quando o titular de uma delas detém o direito de comprar — também chamado de call nesse contexto — ou vender, também conhecido como put, ativos mediante o preço de exercício na data em questão. Aqui, é preciso frisar que essa ação tem um horário pré-definido para que possa ser realizado.

Existem duas modalidades de compra ou venda de ações. A primeira delas é referente às opções estadunidenses, em que o direito de comprar ou vender pode ser exercido a qualquer momento, desde que a transação seja realizada até a data de vencimento do contrato.

A segunda se refere às opções europeias, em que o exercício só pode ser exercido na data de vencimento da opção — ou seja, no seu prazo limite. Ele acontece sempre na terceira segunda-feira do mês e é quando os titulares das opções decidem se vão exercer o seu direito, que foi estabelecido no contrato.

Como é determinada a data de exercício de opção?

Todas as bolsas de valores que contam com mercado de opções estabelecem uma data fixa no mês para o vencimento desse tipo de investimento e para seu contrato derivativo. O Mercado Bovespa, por exemplo, opera de forma semelhante à modalidade em relação às opções europeias citadas anteriormente. Nesse dia, também é estabelecido um horário limite para a negociação dessas opções.

Já no BM&F, cada contrato em uma periodicidade própria de vencimento, que depende exclusivamente do tipo de ativo-objeto. Sendo assim, a data de exercício de opção é marcada para acontecer na quarta-feira que seja mais próxima do 15º dia de cada mês. Quando acontecer do dia cair em um feriado ou não houver pregão de negociação, a data de vencimento acontecerá automaticamente no próximo dia útil.

Como saber quando é válido exercer uma opção?

De forma bastante simples, é válido exercer quando a cotação da ação subjacente consegue ser condizente com o strike da opção em questão. Vamos supor que um investidor tem uma opção de venda com strike de R$ 11 e que a ação que está atrelada a ela esteja sendo negociada no mesmo momento por R$ 12,33. No dia do seu vencimento, a resposta seria positiva.

Nesse caso, o exercício aconteceria de forma automática, que é quando o strike da opção comprada vai estar In-The-Money. Sendo assim, será possível adquirir a ação subjacente à opção em questão pelo preço de R$ 11 por ação. Caso o investidor queira manter as ações na carteira, é só ter o valor disponível para a compra na conta em um D+3.

Caso não queira mantê-las, é possível fazer um daytrade. Aqui, o exercício da ação seria realizado ao comprar a ação e já a colocar a venda em seguida. Dessa forma, seria possível lucrar R$ 1,33 por ação sem as taxas da corretagem.

Termo do dia

Black & Scholes

O que é Black & Scholes Os economistas Fischer Black e Myron Scholes foram os responsáveis pelo modelo de precificação de opções conhecido como Black &…