Última modificação em 14 de junho de 2021

O que é Custo Ponderado de Capital?

Toda empresa, para iniciar e manter ativa sua operação, necessita dispor de quantias, que podem ser maiores ou menores de acordo com o tamanho e as pretensões da companhia, do empresário, sócios e acionistas. Esses valores são comumente chamados de Weighted Average Capital Cost (WACC), ou, em português, Custo Ponderado de Capital.

Basicamente, o termo se refere aos custos pagos para colocar em prática as operações da instituição. Sendo assim, as empresas costumam aplicar os recursos captados em elementos como estoque, maquinário, mão de obra, marketing etc. Como de praxe, esses recursos podem ter origem em capital próprio e de terceiros.

Como funciona o CMPC?

No caso dos recursos de capital próprio, sua origem se dá do capital de sócios e acionistas. Por outro lado, o capital de terceiros pode ser disponibilizado por investidores ou empréstimos de instituições financeiras. Esses valores investidos se convertem também em custos, pois, em se tratando de empréstimo, por exemplo, a quantia adquirida precisa ser devolvida ao credor, acrescida de juros.

Em se tratando de capital próprio, o investidor tem a expectativa de lucrar algum percentual sobre o valor disponibilizado à empresa. A realização de um balanço preciso dos custos de capital da empresa gera um dos mais importantes parâmetros que permitem a ela tomar decisões com mais segurança no que diz respeito aos próximos passos, aos próximos investimentos, que poderão ser mais arrojados ou mais modestos.

Qual a utilidade do WACC?

Basicamente, o WACC serve para mensurar os retornos que a empresa terá advindos dos investimentos feitos. Por ser comum que as organizações cooptem recursos de fontes diversificadas e que essas fontes, por sua vez, representem custos diferentes para a instituição, cabe à empresa utilizar esse índice para chegar a uma conclusão sobre quanto ela deve exatamente para cada um de seus credores.

Dessa maneira, a empresa terá um panorama mais claro sobre quais são as fontes menos onerosas. Assim, ao fazer essa ponderação, baseando-se no Custo Ponderado de Capital, é bem provável que se perceba maior subjetividade quando se trata de calcular os custos provenientes de fontes internas. Isso acontece porque não há um valor fixo ou, pelo menos, pré-determinado, pois cada acionista ou sócio espera obter retornos diferentes no futuro.

Já em ralação aos custos referentes a fontes externas, é comum que haja maior clareza nos cálculos feitos, pois as instituições que disponibilizam créditos costumam explicitar de antemão as taxas com as quais trabalham, inclusive como uma forma de atrair seus clientes e superar a concorrência.

O investidor que pretende aplicar valores em uma empresa também se beneficia do WACC, uma vez que, através dele, consegue-se ter segurança em termos de retorno. Juntamente com outras análises – claro –, tem-se a oportunidade de avaliar os indicativos referentes aos lucros adquiridos junto a uma determinada empresa.

Quais as vantagens do Custo Ponderado de Capital?

É extremamente importante para as empresas a utilização do WACC em diversos contextos relacionados as suas finanças. Inclusive, o valor da organização costuma ser medido a partir desse índice, considerando o fluxo de caixa, por exemplo.

Zelar pela saúde financeira da instituição se encontra entre uma das prioridades empresariais, portanto, analisar bem os custos proporciona uma melhor ponderação entre as fontes de capital e as taxas de juros relativas a cada uma delas, além de certezas quanto aos percentuais que devem ser destinados aos credores.

Por fim, cabe acrescentar o fato de que as empresas que buscam se estabelecer no mercado e se expandir sabem que um bom caminho para chegar a objetivos como esses é se tornarem negócios atrativos aos olhos dos investidores, bem como ter boa reputação perante as instituições financeiras.

Tendo isso em vista, conhecer o Custo Ponderado de Capital, sem dúvidas, é indispensável para quem está iniciando um negócio ou precisa se manter em operação.

Termo do dia

Mercado de Crédito

O que é mercado de crédito? O mercado de crédito é parte integrante do Sistema Financeiro Nacional, composto ainda pelos mercados de câmbio (moeda), capitais (valores…