Última modificação em 27 de novembro de 2020

O que é a Curva de Possibilidade de Produção?

A Curva de Possibilidade de Produção representa graficamente a capacidade que um país tem de produzir seus bens de consumo a partir do pleno emprego de todos os recursos disponíveis.

Ou seja, quando o país lança mão de todos os seus recursos disponíveis, tais como equipamentos, mão de obra, matéria-prima, tecnologia, terra e outros, acaba atingindo um nível máximo de produção.

Esse nível máximo, quando desenhado num gráfico, é representado pela curva de possibilidade de produção.

Se pararmos para pensar na quantidade de coisas que nosso país produz, desde bens de consumo até serviços essenciais, não seria possível listar um a um sem perder as contas, certo? 

De fato, os recursos utilizados para fabricação de tais coisas são finitos, isso é, precisam ser utilizados com consciência para que não nos falte. Por essa razão que a curva de possibilidade de produção é importante, pois mensura qual é o limite de recursos que o país possui para usufrui no geral.

Como a Curva de Possibilidade de Produção funciona?

Vamos exemplificar para que o conceito fique mais claro.

Imagine que o Brasil produz apenas produtos alimentícios e eletrodomésticos, certo? Essa produção é sempre em tonelada. Cabe aos líderes nacionais distribuir quanto de cada coisa irá produzir de acordo com os recursos disponíveis.

É interessante pensar que, alguns recursos não são utilizados em ambas as opções, como o próprio alimento, por exemplo. Por outro lado, a mão de obra e os recursos tecnológico sim, podem - e devem! - ser utilizados em ambos os casos.

De acordo com a demanda social - considerando consumo interno e importação, é possível determinar qual a produção máxima de alimento necessária e, da mesma forma, qual a necessidade máxima dos eletrodomésticos. 

Comece a visualizar um gráfico em sua mente, onde alimento (A) representa uma linha vertical, enquanto os eletrodomésticos (B) representam uma linha horizontal. A necessidade máxima de produção de A = 50 mil toneladas, enquanto B = 30 mil toneladas.

Está formando o gráfico mentalmente? Ambos os valores descritos acima devem estar posicionados nas extremidades de suas linhas. Cada coisa em seu lugar!

Pois bem, ao ligarmos as 50 mil toneladas de A com as 30 mil toneladas de B, automaticamente formamos a curva de possibilidade de produção, considerando que todos os recursos disponíveis foram empregados e distribuídos entre as duas opções de fabricação - alimentos e eletrodomésticos.

É possível que o Brasil produza 60 mil toneladas de alimentos e 40 mil toneladas de eletrodomésticos? Não. Pois, de acordo com a curva, esses valores ultrapassariam a delimitação formada no gráfico.

Por outro lado, é possível concretizar a produção de 40 mil toneladas de alimentos e 10 mil toneladas de eletrodomésticos? Sim. Porque, nesse caso, o desenvolvimento desses produtos estará dentro da capacidade demonstrada pela curva - com certa folga, até.

Nesse nosso exemplo utilizamos apenas dois produtos distintos. Imagine agora, centenas de milhares de opções a serem fabricadas no país... É muito possível - e até comum - que um item seja produzido em detrimento do outro.

Ou seja, com os recursos são finitos e precisam ser distribuídos entre tantas coisas, na maioria das vezes são realizadas pesquisas de demanda social. A partir daí, é dado a prioridade para uma coisa ou para outra, de acordo com o consumo da população local ou do exterior.

Por essa razão que vemos, muitas vezes, determinado produto sendo fabricado apenas em épocas específicas do ano, enquanto outros estão disponíveis no mercado o tempo inteiro. Já reparou nisso?

O fato é que, a curva de possibilidade de produção é útil e precisa ser respeitada, a fim de garantir um equilíbrio econômico para o país.

Termo do dia

Capital protegido

O que é capital protegido? Capital protegido é o nome dado a um tipo de operação financeira em que o investidor não tem risco de sair…