Core-Satellite

Última modificação em 17 de Agosto de 2021 às 02:19

O que é Core-Satellite Investing?

Já pensou numa estratégia que reduz custos e possibilita a superação do desempenho do mercado de ações? Pois bem, ela existe. O Core-Satellite Investing (alocação Core & Satellite) é uma estratégia comum no exterior e consiste na aplicação correta de ativos. Em outras palavras, ela determina em quais investimentos aplicar e em que proporção.

Esse tipo de informação, por sua vez, é uma das principais formas de se investir com mais eficiência. Afinal, a definição das alocações através de um plano inicial permite minimizar os impactos provocados pelo sobe e desce do mercado. Sendo assim, a despeito do que ocorra neste período, basta seguir o que foi anteriormente planejado.

Como funciona o Core-Satellite?

Como o próprio nome sugere, essa estratégia é composta por duas partes: núcleo (core) e os satélites (satellite). O núcleo, por sua vez, é a base da carteira, isto é, a parte direcionada para o longo prazo. Em geral, ela compõe investimentos passivos que se relacionam com os principais índices do mercado.

Por outro lado, os investimentos Satellite são aqueles cujo objetivo é se beneficiar das oportunidades disponíveis no mercado, podendo ser mantidos no curto, no médio ou no longo prazo. Em geral, são, frequentemente, investimentos mais pontuais e certeiros, mas não tão amplos e diversificados como aqueles que compõem o Core.

Investing Core & Satellite designa, portanto, a estratégia de investimento que combina os benefícios dos fundos de índice — sejam eles de menor custo, diversificação ampla e menor volatilidade —, com fundos gerenciados ativamente ou outros tipos de investimentos diretos que cujo potencial de desempenho demonstre ser superior.

O que colocar no Core-Satellite?

Os índices que detalham o Core podem ser superiores ou, ainda, menos volumosos. Sendo assim, o ideal é observar a preferência pessoal dos investidores correlacionado também com o tamanho de seus patrimônios. Enquanto aqueles que dispõem de um patrimônio menor, por exemplo, o mais indicado é simplificar, já que implicará na minimização das despesas.

Por outro lado, aqueles que têm um patrimônio maior, podem optar por um número equivalente de componentes dentro desse tipo de segmento em sua carteira de investimentos. Já a alocação Satellite, por sua vez, pode ser mais flexível, porém, incorre em maiores riscos, afinal, nela deposita-se maior otimismo para ultrapassar o desempenho do mercado.

A alocação de ativos pode ser dividida conforme mostrado abaixo:

  • Fundo de índice S&P 500 / Percentagem: 50%;
  • Fundo de obrigações de alto rendimento gerido ativamente / Percentagem: 10%;
  • Fundo de Biotecnologia Ativamente Gerenciado / Percentagem: 20%;
  • Fundo de commodities gerenciado ativamente / Percentagem: 20%.

Lembremo-nos de que esse portfólio é apenas um exemplo. O perfil e as preferências pessoais do investidor vão determinar se o nível de detalhamento do Core pode ser maior ou menor, assim como o tamanho do seu patrimônio é também fator determinante (vale mais simplificar quando o patrimônio é menor, uma vez que implicará em redução de custos).

É importante ressaltar também que qualquer índice pode ser rastreado pela parte central do portfólio (Core), incluindo aqueles que refletem intencionalmente um viés de estilo para valor sobre crescimento, títulos do governo em relação aos títulos corporativos, mercados domésticos sobre estrangeiros, etc.

A Essência da Estratégia

Todo cliente está exposto ao risco, logo é comum também uma certa aversão ao risco. O Core-Satellite Investing serve para ajustar o portfólio ao receio de cada cliente diante de um investimento. A depender do perfil do cliente, do quão ativo ou conservador ele for, disso dependerá também a alocação dos investimentos no Core e no Satellite.

A alocação tende a ser direcionada ao Core, se o investidor for mais avesso ao risco. Ela tenderá a ser direcionada, por sua vez, ao Satellite, caso o investidor seja do tipo disposto a correr mais riscos. Então, ele deverá investir uma pequena parte como o Core e a maior parte como o Satellite.

Jerome Powell

Jerome Powell

Quem é Jerome Powell? Jerome Powell, ou simplesmente “Jay” Powell, é o atual presidente do Federal Reserve (Fed) - que é o sistema de Bancos Centrais dos...

  CONTINUAR LENDO

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo