Última modificação em 16 de junho de 2021

O que é capacidade de produção?

A capacidade de produção é a quantidade máxima de produtos e/ou serviços que uma empresa consegue produzir em um determinado período com os recursos disponíveis naquele momento. Esse indicador é fundamental para analisar o fluxo de operações de qualquer negócio.

Por ter relação direta com o faturamento — e, consequentemente, com a lucratividade  —, é comum pensar que quanto maior a capacidade produtiva, melhor. Esse conceito, porém, pode ser enganoso. Isso porque, normalmente, a capacidade de produção ideal será aquela que conseguir adequar melhor a demanda do mercado com o nível de produção, o que gerará o menor custo possível.

Qual é a importância da capacidade de produção?

Conhecer a capacidade produtiva de uma empresa é fundamental para que os responsáveis consigam melhorar a gestão do negócio. Além disso, todo esse conhecimento oferece diversos benefícios e o primeiro deles é auxiliar na tomada de decisões mais assertivas.

Todo esse conhecimento também ajuda a melhorar a rotina e a produtividade dos colaboradores. Além disso, ajuda a elaborar um planejamento mais certeiro entre setores — como o financeiro, comercial e o de produção — para atender demandas e adequar a produção.

Em empresas que atuam com a venda de produtos, por sua vez, ajuda a manter os níveis ideias de estoque. Com isso, evita o excesso e a falta de matéria-prima e de produtos prontos para a venda. Além disso, permite a definição de metas mais assertivas para o setor de produção e de vendas.

Como fazer a análise da capacidade de produção?

Existem maneiras diferentes de analisar e classificar a capacidade de produção de uma empresa. A primeira delas é a capacidade instalada, que considera o potencial produtivo máximo do negócio onde todos os fatores produtivos — como insumos, funcionários, matéria-prima e máquinas, quando for o caso — estariam funcionando de forma plena sem interrupções, faltas, perdas ou qualquer outro imprevisto.

Já a capacidade disponível informa qual é capacidade de produção da empresa em um determinado momento. O cálculo, nesse caso, leva em conta somente os insumos e os ativos que podem entrar em funcionamento efetivamente no instante da análise. Ela não considera as faltas, as perdas ou as paradas por qualquer motivo.

A capacidade realizada corresponde à capacidade efetiva, mas considera as perdas e as paradas que não foram planejadas. Nesse cálculo, entram os eventos como falta de matéria-prima, danos na infraestrutura, ausência de funcionários, interrupção de energia, entre outros. Como são fatores imprevisíveis, ela é calculada por uma estimativa que leva em consideração a probabilidade desses eventos acontecerem, assim como o histórico deles na empresa.

A análise de capacidade efetiva representa o nível produtivo que a empresa consegue ter efetivamente. Ela é baseada na capacidade disponível, porém, com uma provisão de faltas, perdas, paradas por manutenção e por outras interrupções planejadas durante a produção. Aqui, é preciso pontuar que, por serem fatores controlados e previsíveis, é possível incluí-los nos cálculos de capacidade efetiva.

Por que a análise da capacidade de produção é importante?

Quando é preciso fazer uma análise da situação atual de uma empresa, seja ela de que área for, saber como anda a eficiência na produção é mais que fundamental. No setor da indústria, por exemplo, conhecer quanto um negócio consegue produzir permite que exista uma tomada de decisões melhorada.

O indicador de capacidade de produção também serve para oferecer uma dimensão do fornecimento ao mercado e, além disso, adequar o planejamento — financeiro e comercial — da empresa. Sendo assim, produzir a menos pode significar a perda de clientes, o que beneficiará a concorrência diretamente. Já se a produção for feita para mais, esse processo gerará mais custos e prejudicará o fluxo de caixa operacional do negócio.

Termo do dia

CNF – Confederação Nacional das Instituições Financeiras

O que é CNF – Confederação Nacional das Instituições Financeiras? CNF (sigla para Confederação Nacional das Instituições Financeiras) é uma associação de grau superior. Ela congrega outras…