Empresa

O banco Safra bateu o martelo para a aquisição da área de gestão de patrimônio do banco Crédit Agricole no Brasil, o CA Indosuez Wealth Management Brasil DTVM. O acordo foi oficialmente comunicado no começo desta segunda-feira, 26, antes da abertura do mercado. Os valores da venda não foram revelados.

O banco francês tem hoje no Brasil uma operação de R$ 6,5 bilhões e já havia manifestado o desejo de concentrar sua atividades em mercados centrais para a instituição, como a própria Europa.

Banco Safra
Sede do Banco Safra em São Paulo; banco busca ampliar fatia do varejo - Foto: Germano Lüders

Em comunicado para seus colaboradores, o Safra informa que a conclusão da operação está sujeita ao cumprimento de condições usuais, como aprovação pelo Banco Central (BC) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). A conclusão da aquisição está programada para o segundo semestre deste ano.

Safra aperta o passo para o varejo

O negócio entre o Safra e o Crédit acontece em um momento em que o banco brasileiro aperta o passo para diversificar receitas, mais voltado ao varejo. Com patrimônio líquido de R$ 13 bilhões no fim de 2020, a instituição soma cerca de R$ 238 bilhões em ativos e carteira de crédito de R$ 127 bilhões. O banco integra o Grupo J. Safra, presente em 25 países, com R$ 1 trilhão em ativos sob gestão.

Comunicado do banco Safra
Comunicado do banco Safra enviado aos colaboradores

Em novembro do ano passado, o banco anunciou Silvio de Carvalho como novo presidente, em substituição de Alberto Corsetti, que tinha mais de 50 anos no Safra. Carvalho ingressou no banco em 2001 e foi presidente da J.Safra Holding.

Antes, em junho, o banco contratou o ex-ministro a Fazenda Joaquim Levy, seguindo estratégia das demais instituições de contratar executivos de peso, com passagem pelo governo, para aumentar a visibilidade da marca.

Credit Agricole diz que permanece no Brasil

Em nota, o Crédit Agricole diz que permanece no Brasil e que antederá os clientes locais por meio de seu Banco Credit Agricole Brasil (BCAB).

Confira abaixo a nota do banco francês:

"Em linha com sua estratégia de focar no desenvolvimento de seus negócios em mercados-chave, o Indosuez Wealth Management confirma ter assinado um acordo com o Banco Safra em 23 de abril de 2021 para a venda de seu negócio no Brasil [operado pela CA Indosuez Wealth (Brasil) S.A. Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários ("Indosuez DTVM")].

Tendo avaliado cuidadosamente todas as ofertas recebidas, a do Banco Safra foi a melhor graças à sua visão de longo prazo e raízes plenamente estabelecidas na região, onde é o 4º maior banco privado. O Indosuez está confiante que o Banco Safra continuará seu legado, colocando os interesses dos clientes em primeiro lugar.

A conclusão da transação, que está sujeita à aprovação regulatória, é esperada para o segundo semestre de 2021.

O Grupo Crédit Agricole confirma seu compromisso com o Brasil por meio de seu Banco Credit Agricole Brasil (BCAB), que está ativo no país há mais de 70 anos. O BCAB continuará a atender a grandes empresas brasileiras, multinacionais da rede Crédit Agricole CIB e instituições financeiras locais. O Grupo Credit Agricole seguirá oferecendo soluções de serviços para empresas e investidores — que seguem como prioridade essencial — em parceria com o Santander Caceis Brasil DTVM SA."

Imagem do autor

Editor-chefe do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais