Mercado Financeiro

Sir John Templeton é considerado por muitos especialistas como um dos maiores investidores dos nossos tempos. Banqueiro, investidor, gestor do Fundo Templeton Growth e filantropo, Templeton marcou história no mercado financeiro. Ele era adapto dos princípios value investing e contrarian investing, seguindo à risca a máxima de “comprar na baixa e vender na alta”.

Mas afinal, quem é Sir John Templeton?

Em 29 de novembro de 1912, nascia na cidade de Winchester, Tennessee, John Marks Templeton. Sua infância e adolescência foi marcada pela quebra da Bolsa de Nova Iorque e a Grande Depressão de 1929.

Diante das dificuldades impostas pela crise econômica norte-americana, John Templeton seguiu os passos dos irmãos e foi estudar na Universidade de Yale. Lá, Templeton foi presidente da Fraternidade Phi Beta Kappa e participou de diversas atividades como gerente de negócios da Yale Record, a revista universitária de humor mais antiga do mundo.

Em 1934, Sir John Templeton se formou como o melhor aluno da classe. Dois anos depois, ele se formou em direito no Balliol College da Universidade de Oxford, como Rhodes Scholar (espécie de prêmio para o programa de pós-graduação para alunos da Oxford).

Durante todo esse período escolar, a vida não foi fácil para Templeton e sua família. Por conta das dificuldades enfrentadas, John cultivou o hábito de poupar e cuidar do dinheiro. Enquanto estudava, John Templeton jogava pôquer para pagar as mensalidades da Universidade.

Em 1938, Sir John Templeton começou sua carreira em Wall Street. Ele aplicava a metodologia de comprar empresas e indústrias falidas que estavam em baixa e vendê-las na alta.

Um ano depois, começou a Segunda Guerra Mundial na Europa. Templeton pegou um dinheiro emprestado para investir na NYSE – Bolsa de Nova Iorque. Ele adquiriu 100 ações de 104 empresas que estavam vendendo suas ações por um dólar ou menos. Dessas, Sir John obteve grandes lucros com 100 empresas da Bolsa de Nova Iorque.

Durante os cinco anos seguintes, a carteira de investimento de Templeton se valorizou em 400%.

Negócios de Sir John Templeton

Em 1954, Templeton criou o Templeton Grouth Fund, especialista em fundos mútuos. O banqueiro foi pioneiro em criar fundos de investimentos de diferentes classes de ativos. Com isso, ele encontrava ótimas oportunidades, reinvestia os dividendos e potencializa o retorno. Dessa forma, Templeton se tornou uma referência no mercado financeiro.

Filosofia value investing e contrarian investing

Sir John Templeton aplicava uma filosofia econômica bastante excêntrica - value investing e contrarian investing. Entre outras palavras, Templeton investia em ações que sofreram uma queda drástica e estavam baratas, comprava ativos de empresas praticamente falidas. Após a recuperação dessas empresas, vendia as ações em alta.

John Templeton seguia os ensinamentos de Benjamim Graham e aplicava a estratégia do buy and hold, como muitos outros investidores. No entanto, Sir Johnt Templeton se diferenciava dos demais investidores ao diversificar sua carteira de investimentos em demasia. Após a Segunda Guerra, Templeton apostou na recuperação do Japão e adquiriu 50% das ações do índice japonês – o Nikkei.

Comprar para vender

Templeton era um investidor fundamentalista, mas tinha várias empresas no seu portfólio. Como regra, ele só comprava as empresas quando o desconto entre preço e valor era muito favorável, para vendê-las depois. Basicamente, seu método era comprar as ações das empresas em que os preços estavam relativamente baixos, aguardar o mercado precificá-las de forma correta e vendê-las. Em média, os ativos da sua carteira de investimentos eram de 5 anos.

O Templeton Grouth Fund ficou ativo durante 38 anos (1954-1992), quando Templeton o vendeu para o Franklin Group. Em média, Sir John Templeton teve um retorno anual de 14,7% com seu fundo de investimento. Esse retorno era maior do que a média dos outros fundos, que era de 10%.

16 regras para ter sucesso nos investimentos

Sir John Templeton tinha ideais progressivas sobre ciência, finanças e espiritualidade. O lendário investidor faleceu com 95 anos, em 2008. John Templeton era adepto do investimento em valor (teoria financeira de Benjamin Graham). Ele deixou 16 regras de sucesso para investir. Esses fundamentos são utilizados por novos investidores que desejam obter retornos positivos no mercado financeiro. Confira:

1ª – Invista para maximizar o retorno real.

2ª – Compre ações com valores baixos e baratos.

3ª – Não faça trade ou especule. Invista, apenas.

4ª – Não compre previsões ou tendências. Compre valor.

5ª – Aprenda com seus erros, pois a única forma de não errar é deixar de investir.

6ª – Seja flexível em relação aos tipos de investimentos.

7ª – Tome suas decisões com clareza mental.

8ª – Diversifique sua carteira.

9ª – Monitore seus investimentos de forma agressiva.

10ª- Procure ações de qualidade, competitivas, mas baratas.

11ª – Não invista com coração.

12ª – Estude, investigue ou contrate pessoas para te ajudar.

13ª – Evite o pagamento excessivo de comissões e taxas para performar acima do mercado.

14ª – Não entre em pânico diante de crises econômicas e financeiras.

15ª – O sucesso é um método contínuo. Um bom investidor não tem todas as respostas.

16ª – Não seja negativo. O mercado é cíclico e não adianta ter medo. 

Essas regras apareceram pela primeira vez num artigo em 1993. Sir John Templeton afirmava que essas regras básicas sempre vão servir para construir um patrimônio pelo investimento em ações.

A filantropia de Sir John Templeton

No final dos anos 60, John Templeton mudou-se para Nassau, nas Bahamas, e se tornou cidadão britânico naturalizado.

Templeton foi considerado um dos maiores filantropos do seu tempo. Ele doou mais de 1 bilhão de dólares para causas sociais. Ele era um otimista inabalável e acreditava que a humanidade precisava ter a mente mais aberta para ciência e a espiritualidade.

Livros de John Templeton

John Templeton deixou vários livros publicados:

Em 1987, Templeton criou a Fundação John Templeton, que apoiava diferentes causas sociais. No mesmo ano, ele foi condecorado pela Rainha Elizabeth II como Knight Bachelor (Cavaleiro), por conta de suas realizações filantrópicas. A partir daí, passou a ser chamado de “Sir” John Templeton.

Em 2007, Sir John Templeton foi eleito pela Revista Times como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo. Essa nomeação foi na categoria “Power Givers”, por conta das pesquisas científicas feitas pela Fundação Templeton, em busca da compreensão espiritual.

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mercado Financeiro
Finanças Pessoais
Mercado Financeiro
Mercado Financeiro
Veja mais Ver mais