Finanças Pessoais

Uma das ideias para lucrar com investimentos é seguir o padrão estratégico de investidores bem-sucedidos, remodelando a maneira deles de pensar. A proposta é adaptar o raciocínio de pessoas que já tiveram êxito com esse tipo de operação financeira.

Não é simples, mas também não é impossível! Afinal, existem vários casos de investidores que deram o start com pequena quantia em dinheiro, tendo obtido grande êxito, já que alguns deles alcançaram a casa dos bilhões.

Dentre os investidores mais famosos, podemos citar o escritor Robert Kiyosaki, nascido no Havaí, nos Estados Unidos, em 1947. Com mais de 30 livros publicados em seu currículo, ele é o autor da obra “Pai Rico, Pai Pobre”, famosa por tornar a educação financeira acessível para toda uma geração de investidores.

Nesse contexto, quem anda sonhando com a independência econômica precisa se conscientizar: o melhor meio para enriquecer é saber tratar o seu dinheiro! Mas, então, o que fazer na prática? É preciso aprender a investir! Portanto, se quer saber mais sobre a história deste famoso autor e quais são suas estratégias de investimentos, continue a leitura até o final!

Quem é Robert Kiyosaki?

Robert Kiyosaki tem múltiplas carreiras: é empresário, investidor, economista e escritor. Como já dissemos, ele ficou famoso no mundo todo com o livro “Pai Rico, Pai Pobre”, que vendeu 26 milhões de exemplares.

Mais do que falar sobre investimentos, essa obra provocou profundas discussões no setor. Por exemplo: Kiyosaki acredita que a educação financeira deve ser ensinada desde cedo.

Para o autor, a habilidade de avaliar tecnicamente o que é melhor para o dinheiro é crucial para todos os cidadãos. Hoje em dia, o escritor acumula mais de 41 milhões de livros vendidos, que foram traduzidos para 40 línguas diferentes. Por ser escritor, ele também teve experiência como jornalista.

Assim, suas colunas na prestigiada Time Magazine representaram mais uma face de seu sucesso. Nesse veículo, ele incentivava e ensinava os pequenos investidores a pensar como os lobos de Wall Street, por assim dizer.

Como resultado de tantos anos de dedicação, Kiyosaki exerceu — e ainda exerce — um papel central na educação financeira de milhares de pessoas.

História do Robert Kiyosaki

Robert Toru Kiyosaki nasceu em 8 de abril de 1947, no Havaí, Estados Unidos. Ele foi o primeiro filho da enfermeira Marjorie Kiyosaki e do acadêmico Ralph Kiyosaki.

Em 1969, o escritor foi graduado na Academia da Marinha Mercante norte-americana. Mais tarde, ele trabalhou em um dos escritórios da Standard Oil Company, uma das gigantes corporações do ramo do petróleo.

Entretanto, com apenas seis meses nessa grande companhia ele teve de deixar o emprego, já que foi convocado para a Guerra do Vietnã, na qual participou ao lado de outros fuzileiros navais.

Depois do conflito, já de volta à terra natal, passou a atuar com vendas na empresa Xerox. Para quem desiste fácil, aqui vai uma informação interessante sobre o investidor: entre 1978 e 1997, ele amargou várias derrotas ao tentar abrir seu próprio negócio.

Nesse período, ele escreveu um dos seus primeiros livros: “If you want to be rich and happy, don’t go to school”. Em tradução literal, o título da obra significa “Se você quer ser rico e feliz, não vá à escola”. Polêmico, não é mesmo?

Mas quase todos os investidores de sucesso carregam traços de ousadia, independentemente de concordarmos ou não com tudo que eles fazem e dizem. Apesar de controversa, essa publicação não foi o seu maior sucesso, e sim “Pai Rico, Pai Pobre”, publicado em 1997 em coautoria com Sharon L. Lechter.

Como o Robert Kiyosaki ficou rico?

A fortuna de Robert Kiyosaki tem origem no enorme sucesso do livro “Pai Rico, Pai Pobre”. No entanto, ele soube explorar muito bem dezenas de chances que vieram com o triunfo da obra, muito além das vendas de milhões de cópias em si.

Dessa forma, ele passou a dar palestras, seminários e consultorias sobre educação financeira e temas correlatos. Mais uma maneira de multiplicar o dinheiro do livro foi investindo na Bolsa. Como economista e entendido do assunto, ele aplicou valores em petróleo e no mercado imobiliário.

Além dessas fontes de rendimento, o autor também fundou duas empresas com foco em educação financeira: a Rich Dad Company e Rich Global LLC.

Por falar em educação financeira, o economista propõe que o ensino de como lidar com o dinheiro faça parte da formação das crianças e adolescentes na fase escolar. Com inspiração nesse projeto, ele até criou alguns games para incentivar os jovens, como o Cash Flow.

Negócios do Robert Kiyosaki

Com toda a sua trajetória, atualmente Robert Kiyosaki é consagrado no mundo dos negócios, desempenhando o papel de um verdadeiro guru das finanças. Assim, seus ensinamentos podem ser absorvidos em diversas obras publicadas, a começar pelo famoso livro que já mencionamos, “Pai Rico, Pai Pobre”.

Nesse sentido, uma das lições do especialista é o que ele chama de “corrida dos ratos”. Você sabe o significado dessa expressão? Bem, Kiyosaki criou esse termo para se referir aos empregos comuns em grandes empresas.

Na visão dele, é muito complicado ficar rico como funcionário. Para o economista, o caminho mais certeiro para acumular dinheiro exige abrir o próprio negócio e fazer investimentos, seja nas bolsas de valores ou em imóveis de terceiros.

O autor vai ainda mais longe na polêmica ao afirmar: “quem trabalha para os outros não tem tempo para ficar rico”. Em outras palavras, por mais que um funcionário se dedique, ele não sai do lugar. Por essa razão, Kiyosaki compara esse movimento ao esforço de ratos naquelas rodinhas de brinquedo. Assim, os roedores gastam muita energia, porém nunca saem de onde estão.

Sob esse princípio, Kiyosaki destina seus investimentos basicamente para ativos imobiliários, utilizando uma estratégia fundamentada sobre três pilares básicos:

1. Escolha bairros com potencial de crescimento: O investidor aconselha a fazer um estudo das áreas nas quais a pessoa pensa em adquirir um ou mais imóveis. Assim, é possível estimar se existe tendência de valorização no local.

Prefira comprar em regiões de crescimento latente. Desse modo, observe os tipos de obras em andamento nesse local, veja se há infraestrutura de transporte, de saúde, de comércio etc.

2. Procure por pessoas com pressa de vender: Kiyosaki aconselha a observar o momento certo para a compra de um imóvel. Quando quem vende precisa muito do dinheiro, fica mais fácil negociar melhores preços.

3. Alugue até que a valorização se confirme: Até que o imóvel de fato comece a valer mais do que a quantia paga por ele, o especialista recomenda a locação da propriedade. Assim, o dono não arca com as despesas de manutenção e ainda obtém algum retorno até fechar uma venda lucrativa.

O que podemos aprender com o livro “Pai Rico, Pai Pobre”?

Não é no mínimo curioso um livro vender 26 milhões de cópias como aconteceu com “Pai Rico, Pai Pobre”? Isso faz qualquer um se perguntar: o que tem nessa obra de tão interessante a ponta de ela se transformar em um best-seller global?

Bom, a publicação traz muito dessa proposta dos autores de levar para a educação de jovens e crianças conceitos de formação financeira. Contudo, o carro-chefe do livro é a ponderação sobre as diferentes formas de pensar dos ricos e pobres.

Os escritores Robert Kiyosaki e Sharon L. Lechter afirmam que os ricos aplicam dinheiro em ativos, como ações, negócios, imóveis. Ou seja, o rico põe dinheiro naquilo que lhe dá mais dinheiro.

Por sua vez, os pobres colocam suas economias em passivos, isto é, bens que não trazem mais dinheiro e o que é pior: criam despesas e se desvalorizam. É o caso da aquisição de um automóvel parcelado, por exemplo.

Mais um aspecto interessante da obra é o conceito “liberdade financeira”. Para os escritores, a independência econômica se viabiliza quando alguém possui ativos suficientes para se sustentar.

Ou seja, a liberdade financeira seria o resultado da contagem do tempo em que o capital de um indivíduo suporta mantê-lo.

8 lições fantásticas que o livro vai te ensinar!

A obra apresenta muitas outras dicas e aprendizados incríveis. Quer saber mais? Então veja o resumo do livro a seguir:

1. Caia fora da corrida dos ratos!

O primeiro aprendizado da obra já é um tremendo choque de realidade. Sim, dói muito tomar consciência de que agimos como ratos. Por outro lado, essa reflexão pode nos mover para fora da “rodinha”.

Quem não se identifica com este vaivém: gasta, paga contas, recebe salário, gasta, paga contas, recebe salário, gasta, paga contas... não faz todo sentido? É um giro que nunca termina, se não tomarmos cuidado.

Ainda mais na atualidade, quando somos o tempo todo interpelados a comprar isso ou aquilo. Por essa razão, sair da corrida dos ratos requer ser menos consumista. Aliás, o livro até explica por que não conseguimos deixar a rodinha com salários. Nem mesmo diante de uma promoção. Aliás, nem diante da conquista do emprego dos sonhos!

A teoria da publicação é a seguinte: quanto mais se ganha como funcionário, mais as despesas vão aumentando! É lamentável, mas não podemos negar que é isso que acontece!

Para abandonar esse círculo vicioso, nada melhor do que gastar o pagamento com critério e bom senso. Isso inclui não levar um padrão de vida luxuoso e excêntrico — principalmente se a capacidade financeira ainda não é o bastante para isso. Assim, a simplicidade é um dos grandes segredos para o progresso financeiro.

2. Saiba o que distingue “ser pobre” de “estar quebrado”

O livro exibe a teoria de que existem duas maneiras de lidar com a falta de dinheiro. Em uma delas, a pessoa tem a sensação de que é pobre. Porém, na outra, o cidadão tem a percepção de que o problema é somente um obstáculo passageiro.

No primeiro caso, o cidadão tende a se acomodar, já que imagina que não há saída: é pobre e ponto final. Assim, essa linha de pensamento acaba alimentando o pessimismo, algo que atrapalha a reação.

Contudo, aquele que encara a dificuldade como temporária procura formas de abandonar essa condição financeira ruim. Ou seja, reflita sobre essa questão antes de classificar a sua situação econômica.

3. Continue sempre estudando

Outro conselho interessante do escritor é para que os indivíduos permaneçam estudando e se qualificando. Para ele, o conhecimento deve ser sempre lapidado, se a pessoa quiser mesmo crescer.

Para tanto, nunca é demais ler boas obras, principalmente a respeito do seu nicho de atuação ou mercado. Mais uma recomendação de Kiyosaki é variar o tipo de conteúdo que se acompanha, para passar por aperfeiçoamentos em diversos aspectos da vida.

Nesse sentido, não é demais recordar a seguinte frase de Leonardo da Vinci: “o conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice”.

4. Aprenda a diferenciar ativos de passivos

Provavelmente esta é a mais relevante das dicas da obra “Pai Rico, Pai Pobre”: diferenciar ativo de passivo! Saber a diferença entre os dois conceitos é fundamental para perceber o que é investimento e o que não é.

Dessa forma, entenda que ativo é o meio que traz dinheiro para sua conta, como o salário. Por sua vez, o passivo é algo que subtrai seu capital, como as despesas mensais e os empréstimos.

Por essa razão, o domínio sobre esses princípios pode aumentar a distância entre ricos e pobres mais do que a concentração financeira em si.

De acordo com os autores, os pobres gastam todo o dinheiro que possuem — e até mesmo o dinheiro que não têm — em passivos. Além disso, é comum que eles tenham uma fonte única de renda: o emprego!

Por outro lado, o rico varia seus investimentos em ativos. Desse modo, seu dinheiro está sempre engordando. Quando perde em uma área, o rico compensa com os ganhos em outras.

Assim, aqui vai a dica de ouro do livro: ter sempre mais de uma forma de ganhar dinheiro! Porém, muita gente sofre com a falta de tempo, concorda? Diante disso, é recomendável estudar meios de obter rendas passivas, que você ganha mesmo sem trabalhar.

Por exemplo: a locação de um imóvel, a aquisição de ações de empresas na Bolsa, a participação em uma rede de lojas etc.

5. Liberte-se das crenças limitantes

Existem algumas crenças limitantes que levam as pessoas a pensar de forma conservadora e pouco racional. Desse modo, a obra desmistifica algumas suposições que tomamos como verdades absolutas.

Por exemplo: “estudar e conseguir um bom emprego são a melhor forma de subir na vida”. Essa é uma ideia incutida em nossas mentes, mas será que faz mesmo sentido?

Para os escritores do livro, tais pensamentos não condizem com a realidade e ainda são nocivos. Afinal, são concepções que atrapalham o investidor a encontrar saídas mais inteligentes.

6. Não trabalhe pelo dinheiro

Mais uma valiosa lição do livro é não trabalhar para receber dinheiro, e sim fazer com que o dinheiro “trabalhe” por você. Esse entendimento vai de encontro ao que falamos um pouco antes sobre renda passiva.

Dessa maneira, tente se livrar da escravidão financeira, criando oportunidades para que os recursos financeiros façam mais dinheiro no seu lugar.

7. Empreenda e invista

Também é um conselho proveitoso da obra informar sobre investimentos e empreendedorismo. Assim, o livro apresenta um importante ensinamento: o de que o mundo financeiro é formado por 4 perfis:

  • Empregados;
  • Autônomos;
  • Empreendedores;
  • Investidores.

Não é nenhuma novidade, mas a obra faz uma comparação curiosa: a maioria das pessoas está na primeira ou na segunda colocação. No entanto, são as duas últimas categorias do “jogo” que concentram a maior quantidade financeira.

Sobre esse ponto, o livro exibe um certo frescor sobre o futuro, encorajando as pessoas a investir, a mudar de perfil ou a pelo menos pensar sobre o assunto, o que já é um avanço.

Assim, os autores realmente convidam o leitor a passar para o outro lado da ponte, isto é, a tornarem-se empreendedores e investidores.

8. Qualifique-se sobre assuntos financeiros

Por fim, um toque precioso da obra é se qualificar sobre as questões financeiras. Afinal, ninguém nasce sabendo, e nunca é tarde para aprender.

Nesse sentido, consuma mídias especializadas em finanças: webinars, podcasts, lives, e-books etc. Hoje em dia, até os bancos mantêm aulas sobre educação financeira, muitas delas online e gratuitas.

Por um lado, não somos ensinados a lidar com o dinheiro na escola. Porém, temos a internet com um milhão de canais e possibilidades para aprender sempre mais, de graça ou não.

Polêmicas do livro Pai Rico, Pai Pobre

Por causa de já ter falido muitas empresas, Robert Kiyosaki é bastante criticado, sendo que muita gente coloca em xeque o que ele diz. Nesse contexto, ele já foi chamado de superficial e pouco embasado, já que suas táticas não têm fundamentação teórica.

Algumas pessoas também afirmam que o livro serve mais como um apoio para ter motivação do que como uma ferramenta concreta para ganhar a tão sonhada independência financeira.

Outras Obras de Robert Kiyosaki

Após o grande sucesso de “Pai Rico, Pai Pobre”, o empresário consolidou-se também como escritor, tendo lançado inúmeros livros. Confira algumas dessas publicações logo a seguir:

  1. Independência Financeira: o Guia do Pai Rico (2001)
  2. Filho Rico Filho Vencedor (2001)
  3. O Guia de Investimentos (2002)
  4. Vendedor Rico (2002) - Guia do Pai Rico - Escrito por Blair Singer
  5. Aposentado Jovem e Rico (2002)
  6. Profecias do Pai Rico (2003)
  7. Histórias de Sucesso do Pai Rico (2003)
  8. Como Ficar Rico Sem Cortar os Cartões de Crédito (2004)
  9. Pai Rico Pai Pobre: para Jovens (2004)
  10. Quem Mexeu no Meu Dinheiro?: o Guia do Pai Rico (2004)
  11. Empreendedor Rico: 10 Lições Práticas para Ter Sucesso no Seu Próprio Negócio (2005)
  12. Equipes Ricas e Vencedoras (2005) - Guia do Pai Rico - Escrito por Blair Singer
  13. Como Comprar e Vender Empresas e Ganhar Muito Dinheiro (2005) - Guia do Pai Rico - Escrito por Garrett Sutton
  14. Como Conseguir Dinheiro" (2005) - Guia do Pai Rico - Escrito por Michael Lechter
  15. Imóveis - Como Investir e Ganhar Muito Dinheiro (2005) - Guia do Pai Rico - Escrito por Ken Mcelroy
  16. Pai Rico em Quadrinhos (2005)
  17. Mulher Rica: o Livro de Investimento para Mulheres (2006) - Guia do Pai Rico - Escrito por Kim Kiyosaki
  18. Nós Queremos que Você Fique Rico: Dois Bilionários: uma Só Mensagem (escrito junto com Donald Trump) (2007)
  19. Desenvolva sua Inteligência Financeira: 5 estratégias para aumentar seu patrimônio (2008)
  20. Imóveis: Como Gerenciar e Ganhar (mais) Dinheiro (2009) - Guia do Pai Rico - Escrito por Ken Mcelroy
  21. Como Investir em Metais Preciosos (2009) - Guia do Pai Rico - Escrito por Michael Maloney
  22. Irmão Rico, Irmã Rica (escrito junto com sua irmã Emi Kiyosaki) (2009)
  23. O Segredo dos Ricos (2010)
  24. O Poder da Educação Financeira (2011)
  25. O Negócio do Século XXI (2012)
  26. Escola de Negócios: Para Pessoas que Gostam de Ajudar Pessoas (2012)
  27. O Toque De Midas (escrito junto com Donald Trump) (2012)
  28. A Hora é Essa: Uma Chamada Para as Mulheres (2012) - Guia do Pai Rico - Escrito por Kim Kiyosaki
  29. Empreendedorismo não se aprende na escola (2013)
  30. Pai Rico, Pai Pobre 20 Anos (2017)
  31. Mais Importante Que o Dinheiro (2018)
  32. Por que os Ricos Cada Vez Ficam Mais Ricos (2018)
  33. Fake: Como as Mentiras Deixam os Pobres e a Classe Média Cada Vez Mais Pobres (2020).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais