Empresa

Playboy lança coleção de criptoativos exclusivos, os Rabbitars

A civilização de 11.953 coelhos não fungíveis se inspira na iconografia e na herança da Playboy

Data de publicação:21/10/2021 às 08:00 - Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O PLBY Group, Inc., proprietário da Playboy, a marca icônica de estilo de vida, revelou hoje sua mais nova coleção de NFTs (tokens não-fungíveis, na traduçã), ou criptoativos exclusivos e colecionáveis: o Playboy Rabbitars. Em homenagem ao seu ano de fundação em 1953, a Playboy lançará 11.953 Rabbitars, personagens 3D de coelhos, em formato NFT. 

Inspirado pela iconografia, herança e tradição da Playboy, cada Rabbitar possuirá características únicas - algumas mais raras do que outras - e servirá como chave para um Playboy Club redesenhado, dando aos proprietários acesso a benefícios como eventos especiais apenas para membros, mercadorias, obras de arte, e colaborações exclusivas de artistas.

playboy
Logo da Playboy | Imagem: Reprodução

Os Rabbitars foram criados pela equipe da Web3 Innovation, da Playboy, em parceria com a Possible Studios e a WENEW, respectivamente, estúdio de arte e empresa de tecnologia de blockchain cofundada por Michael Winklemann e Michael Figge - com o objetivo de criar um mundo divertido e valioso para novos e membros experientes da comunidade NFT. 

No contexto do metaverso, os Rabbitars são NFTs que vivem no Blockchain de Ethereum como tokens ERC-721 hospedados em IPFS (mais conhecido como Sistema de Arquivos InterPlanetário, na tradução, - o sistema de armazenamento de arquivos descentralizado do metaverso).

Segundo a mitologia, os Rabbitars são uma espécie rara de coelho, conhecida por sua velocidade extraordinária, sofisticação cultural, sagacidade afiada, intelecto inimitável, fantástico senso de moda e, em alguns casos, proezas sexuais. 

Cada Rabbitar é gerado a partir de mais de 175 características possíveis, incluindo pele, características faciais, orelhas e chapéus, roupas, acessórios, características relacionadas à ocupação e muito mais. A iconografia da Playboy é tecida em toda a coleção e alguns dos mais raros Rabbitars são inspirados por aspectos significativos da arte e da história editorial da marca.

Visão da companhia

De acordo com Jamal Dauda, responsável pela área de Inovação Blockchain do projeto, "a tecnologia de contabilidade distribuída está revolucionando a forma como os fãs e consumidores interagem com as marcas hoje. Na Playboy, estamos comprometidos em sair da era de meramente adquirir seguidores e entrar em uma era de construir comunidades atenciosas onde cada membro tem uma voz". 

Dauda explica que o objetivo da marca é oferecer oportunidades significativas de propriedade e valor exclusivo. "Os Rabbitars marcam o início da verdadeira associação baseada em blockchain para a Playboy. Assim como as chaves do Playboy Club deram a milhões de membros a chance de entrar no estilo de vida sofisticado que a marca Playboy representa, os NFTs de hoje podem fazer o mesmo e muito mais", afirma o especialista.

Já a responsável pela área de Curadoria de Arte e Editorial, Liz Suman, destaca que a Playboy tem quase 70 anos de história em arte contemporânea inovadora, direção de arte e design gráfico e "tudo começou com um coelho brincalhão e sofisticado", também conhecido como o logotipo Playboy Rabbit Head. 

"Então, quando se tratou de visualizar o mundo Rabbitar, nosso objetivo era homenagear nosso legado nas artes, ao mesmo tempo em que exploramos o espírito de inovação sobre o qual foi construído para criar algo inteiramente novo e especial para a comunidade NFT", explica Liz.

Playboy no mundo dos NFTs

A Playboy vê o blockchain como uma nova camada de tecnologia para expandir as maneiras como os consumidores podem interagir com o estilo de vida da Playboy e como uma ferramenta-chave para construir as novas ofertas de assinaturas da marca. 

A companhia entrou no mundo dos NFTs e da tecnologia blockchain na primavera de 2021 com sua gênese NFT drop chamada Liquid Summer: uma coleção de obras de arte digitais criadas em colaboração com o artista Slimesunday. A primeira parte foi distribuída no Nifty Gateway e esgotou em menos de 3 minutos. 

Desde então, a Playboy continuou a se expandir no mundo dos NFTs, blockchain e Web3 por meio de colaborações com artistas como Shantell Martin, arte em SuperRare, eventos do Metaverso em Decentraland e com um programa de concessão de artistas NFT em parceria com a Sevens Foundation. Em setembro, a companhia lançou seu servidor Discord dedicado, chamado 'The Rabbit Hole', para aprofundar o engajamento e o diálogo com a comunidade NFT. 

Os Playboy Rabbitars estarão disponíveis para compra por 0,1953 Ethereum no site oficial do Playboy Rabbitar usando criptografia ou dólares americanos (USD) por meio de três vendas diferentes: uma pré-venda para colecionadores que pagam pela Eth na lista de permissões ocorrerá de domingo, 24 de outubro a terça-feira, 26 de outubro. 

A venda pública para colecionadores Fiat/USD será realizada na terça-feira, 26 de outubro (após o fim da venda da lista branca). A venda pública para colecionadores do Eth-Paying acontecerá na quarta-feira, dia 27 de outubro. Todos os colecionadores precisarão de uma carteira Ethereum, independentemente de estarem pagando com Ethereum ou USD. 

Os colecionadores da lista branca podem comprar até dois Rabbitars durante a pré-venda. Os colecionadores podem comprar até 10 Rabbitars durante cada uma das duas vendas públicas. As instruções completas sobre como reservar e comprar um Rabbitar podem ser encontradas em "Como faço para obter um Rabbitar?", seção do site oficial do Playboy Rabbitar .

Sobre o autor
Bruna Miato
Bruna MiatoRepórter na Mais Retorno