Empresa

Na véspera, a Petrobras comunicou que iniciou a fase vinculante para venda da totalidade de sua participação acionária de 27,88% na Deten Química, localizada no polo industrial de Camaçari (BA). A empresa já concluiu a fase não vinculante iniciada em julho.

Petrobras deu o pontapé inicial para a venda de sua participação de 27,88% na Deten Química - Foto: Reprodução

Segundo a empresa, os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão carta-convite com instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

Detergentes

A Deten fabrica e comercializa as principais matérias-primas para a produção de detergentes biodegradáveis líquidos e em pó.

De acordo com a petroleira, é a única produtora nacional do Linear Alquilbenzeno (LAB), precursor do Ácido Linear Alquilbenzeno Sulfonato (LABSA), do qual também é fabricante. Produz ainda o Alquilado Pesado (ALP), utilizado em aditivos lubrificantes e óleo têxtil.

A Petrobras reforça que a operação está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor.

Gás natural

Também neste mês, a empresa anunciou que, juntamente com a Gerdau, assinou contrato para fornecimento de gás natural no mercado livre para a unidade da siderúrgica em Ouro Branco, Minas Gerais.

Esta é a primeira migração contratual de um cliente da estatal do mercado cativo para o ambiente da livre comercialização. Segundo a petroleira, o contrato é um marco no processo de abertura do mercado de gás natural do Brasil.

O contrato entre as duas empresas faz parte da carteira de novos produtos lançados este ano pela Petrobras, diversificando as condições comerciais e possibilitando uma melhor gestão do portfólio de compra de gás natural.

Conforme a Petrobras, o contrato com a Gerdau representa a indexação de um mix de produtos com vigência até 2025.

A estatal destacou ainda, que o contrato oferece segurança de fornecimento para a Gerdau. O início da entrega do insumo será a partir de 1º de janeiro de 2022. / com Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais