Finanças Pessoais

Se você está preparando sua declaração do IR 2021, cuidado para não cair na malha fina. A Receita Federal já tem muitos de seus dados e poderá cruzá-los com os que você lançar na declaração.

Se houver alguma divergência, a Receita retém a declaração “em malha fina”. Quer dizer, ela barra o documento para uma conferência mais detalhada. Você poderá receber um aviso sobre qual é o problema, se na declaração informar seu e-mail ou celular para que a Receita entre em contato.

Se cair na malha fina, saiba qual foi o erro para corrigi-lo

Ao saber qual foi esse problema, se você concordar que é um erro poderá corrigi-lo. Você terá de apresentar uma declaração retificadora com os dados corretos. Essa correção se faz pela pela internet, e a declaração terá um novo número de entrega.

Mas se você tiver certeza dos dados que declarou poderá prestar novos esclarecimentos à Receita Federal. Para isso, terá de agendar um atendimento presencial, a partir do próximo ano, em uma de suas unidades.

Principais armadilhas da malha fina

A principal armadilha que leva a declaração para a malha fina é deixar de informar algum rendimento que recebeu em 2020. Ao longo do ano, as empresas já enviam os CPFs de contribuintes a quem fez pagamentos.

Por isso, o Leão tem como checar automaticamente se você omitiu algum rendimento que recebeu. Até erro de centavos dará dor de cabeça com a declaração. A maior ou a menor.

O segundo maior risco de ser pego em malha fina é usar deduções do imposto indevidamente.

Por exemplo, gastos com médicos, dentistas são usados para reduzir o imposto. Só que tem gente que lança despesas falsas com profissionais da saúde para ter uma tributação mais baixa. Mas saiba que a Receita recebe desses profissionais o CPF de quem pagou por seus serviços. Portanto, se o seu CPF não estiver nessa lista, sua declaração é alvo certo para a malha.

Tem gente também que lança depósitos em planos de previdência PGBL, sem que na realidade tenha essa aplicação. No cadastro da Receita consta nome e CPF dos investidores em PGBL. Esses, de fato, poderão usar as contribuições para reduzir em até 12% a seus rendimentos.

Para você fazer sua declaração com mais tranquilidade, veja essas dicas. Isso porque elas poderão evitar muitos problemas com a Receita Federal

As dicas de ouro para não errar

1 – Declare todos os rendimentos tributáveis recebidos em 2020. Os mais comuns são: salário, pró-labore, aposentadoria, aluguel, resgate de plano de previdência e pensão alimentícia.

2 – Quando a declaração for conjunta, inclua sempre o rendimento recebido pelo marido ou pela mulher.

3 – Inclua sempre também o rendimento de dependente que constar em sua declaração.

4 – Sobre seu 13º houve cobrança de imposto na fonte. Mas esse desconto não poderá ser compensado na declaração. Por isso, não some esse imposto ao desconto o do salário, aposentadoria ou outro ganho. Esse desconto é transferido para uma espaço à parte na declaração.

5 – Não faça a dedução das contribuições a planos de previdência do tipo VGBL. A legislação permite o abatimento de até 12% do rendimento tributável só do PGBL.

6 – Não declare doações a qualquer entidade assistencial. A Receita tem uma lista das entidades autorizadas. Elas são ligadas a projetos sociais vinculados a fundos do Idoso ou ao Estatuto da Criança e Adolescente.

7 - Não deixe de declarar o lucro na venda de imóvel.

8 - Não deixe de declarar os resultados com a compra ou venda de ações, perdas ou ganhos.

9 – Não declare despesas com planos de saúde de dependentes que não foram incluídos na declaração.

10 – Não inclua como dependentes pais que tiveram rendimentos superiores a R$ 22.847,76 em 2020. Eles não podem ser considerados dependentes.

11 – Não inclua prêmios de loterias e de planos de capitalização como rendimentos tributáveis. Eles devem ser declarados como rendimentos sujeitos à tributação exclusiva.

12 - Não use ponto no lugar de vírgula.

13 - Declare corretamente as suas aplicações .

Imagem do autor

Editora do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais