Logo Mais Retorno
Economia

IPCA-15 avança 0,59% em maio, diz IBGE; no acumulado em 12 meses, alta é de 12,20%

Em relação a abril, o índice desacelerou

Data de publicação:24/05/2022 às 09:58 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Na manhã desta terça-feira, 24, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os dados referentes ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de maio. Neste mês, o indicador, que é considerado uma prévia oficial da inflação medida pelo IPCA, subiu 0,59%, acima das expectativas do mercado, que esperava uma alta menos expressiva, de 0,45%, segundo analistas do BTG Pactual.

IPCA-15 maio
IPCA-15 de maio desacelera frente a abril | Foto: Reprodução

O avanço registrado no mês representa uma desaceleração em relação aos números de abril, quando o IBGE divulgou uma alta de 1,73%. No entanto, essa foi a maior alta para o índice no mês de maio desde 2016.

No ano, o IPCA-15 já registra uma variação positiva de 4,93%. Enquanto isso, no acumulado em 12 meses a alta é de 12,20%.

Principais destaques do índice no mês

De acordo com o BTG Pactual, a desaceleração do IPCA-15 em maio se deu, sobretudo, pelos segmentos de fora do núcleo da inflação, considerados mais voláteis e que sofreram "fortes choques" nos últimos meses.

"Nesse sentido, destaque para a deflação em eletricidade, impactada pelo reajuste da tarifa de energia elétrica (que voltou para a bandeira Verde depois de meses na bandeira de Escassez Hídrica), e a desaceleração em combustíveis e alimentos, com acomodação na margem dos preços das commodities no mercado global".

Equipe de Research do BTG Pactual

Já na ponta oposta, os analistas destacam que as surpresas altistas do índice em maio vieram dos grupos de vestuário, despesas pessoais e saúde - este último influenciado pelo reajuste nos preços dos medicamentos no último mês.

Por fim, os especialistas ressaltam que os dados de hoje reforçam "uma composição desfavorável do indicador de preços, com a inflação elevada e generalizada".

Variação nos preços em cada grupo medido pelo IPCA-15 de maio

GrupoVariação
Alimentação e bebidas+1,52%
Habitação-3,85%
Artigos de residência+0,98%
Vestuário+1,86%
Transportes+1,80%
Saúde e cuidados pessoais+2,19%
Despesas pessoais+0,74%
Educação+0,06%
Comunicação+0,50%
Fonte: IBGE
Sobre o autor
Bruna Miato
Repórter na Mais Retorno