Empresa

A Amazon

Com a expansão do mercado digital a Amazon tornou-se uma das empresas mais valiosas do mundo.

Fundada em 1994 como livraria virtual pelo empreendedor Jeff Bezos, a companhia cresceu bastante nos últimos anos, disponibilizando outros produtos no seu site, com um dos maiores objetivos: a entrega mais rápida possível. 

Atualmente, a empresa possui quase 650 mil colaboradores, inclusive em lojas físicas. Além disso, revolucionou o mercado de tecnologia criando a assistente virtual Alexa e o serviço de streaming Amazon Prime Video, em que fornece uma grande gama de filmes e séries e produções próprias, que inclusive já concorreram ao Oscar.

Atendimento B2B

Além de oferecer serviços e produtos ao consumidor final, a Amazon também investe no mercado B2B. Em 2006, ela desenvolveu o serviço de infraestrutura de TI em nuvem para as outras empresas, chamado de Amazon Web Services (AWS).

O serviço permite que companhias substituam gastos com servidores e outros equipamentos por uma assinatura junto ao provedor da Amazon. Atualmente, esse segmento representa 12% do Balanço da Amazon.

A AWS tem uma escala mundial e está disponível para empresas de 190 países. Há datacenters localizados nos Estados Unidos, Austrália, Japão, Cingapura, Europa e até Brasil. O AWS é considerado um dos negócios mais promissores da companhia.

Ações da Amazon

O valor de mercado da Amazon é de quase 1 trilhão de dólares. Desde 1997, as ações da Amazon estão disponíveis na Nasdaq, bolsa de valores dos Estados Unidos. Na estreia do pregão, as ações valiam 18 dólares. Atualmente, os papéis da empresa (AMZN) estão cotados em US$ 1.867, nos Estados Unidos.

É possível investir na Amazon diretamente do Brasil através dos BDRs (Brazilian Depositary Receipts). Esses certificados estão disponíveis no pregão da B3 e representam as ações emitidas de empresas localizadas no exterior. Na moeda brasileira, um BDR da Amazon está sendo negociado por R$ 3.399.

Como investir nas ações da Amazon

Para investir nas ações da Amazon diretamente na bolsa americana, é preciso abrir uma conta numa instituição financeira internacional, enviar a documentação solicitada e prestar atenção aos procedimentos de transferência de dinheiro para uma conta no exterior.

Nas remessas internacionais, há incidência de tarifas e IOF – Imposto sobre Operações Financeiras, com alíquota que varia entre 0,38% e 1,1%. Além disso, há cobrança de Imposto de Renda recolhida mensalmente no Brasil, com tributação que varia entre 15% e 22,5%.

Já no Brasil, os certificados da Amazon estão sob código “AMZO34” e podem ser adquiridos por meio de uma conta aberta numa corretora brasileira, autorizada pela B3. É importante lembrar que assim como as ações, os BDRs são negociados em lote-padrão de 100. Atualmente, o lote-padrão da Amazon custa aproximadamente 400 mil reais.

Amazon não paga dividendos

Mesmo com resultados bilionários, a Amazon não paga dividendos. A empresa prefere reinvestir todo valor ganho no próprio negócio. A meta é que a empresa avance ainda mais no mercado de tecnologia e entretenimento.

Empresas do segmento de tecnologia restringem a distribuição de proventos como dividendos e Juros sobre o capital próprio para investir no crescimento da companhia.

A Amazon está entre as oito empresas com maior valor de mercado que não pagam dividendos. São elas:

  1. Amazon
  2. Alphabet
  3. Facebook
  4. Berkshire Hathaway
  5. Tesla
  6. Paypal
  7. Adobe
  8. Netflix

Especialistas acreditam que, a curto prazo, a Amazon não vá distribuir dividendos. A administração da empresa acredita que a valorização das ações e a criação de novos serviços e produtos são suficientes para atrair novos investidores, sem precisar oferecer atrativos adicionais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais