Empresa

A Oi (OIBR3 OIBR4) é uma das principais empresas do setor de telecomunicações do Brasil. Além de estar presente com seus serviços em quase todos os estados brasileiros.

A companhia começou oferecendo apenas serviços de telefonia fixa. Atualmente, a Oi atua com diversos produtos, como internet banda larga e de fibra, na qual possui um plano de expansão para se tornar a maior do Brasil.

Nos últimos anos e após muitos problemas, a companhia entrou em processo de recuperação judicial. Recentemente, a Oi móvel foi vendida para suas concorrentes. Falaremos mais sobre essa negociação ao longo do texto.

Conheça aqui mais sobre a empresa e também sobre sua atuação no mercado financeiro. 

Conheça a Oi (OIBR3 OIBR4)

A Oi (OIBR3 OIBR4) atua como prestadora de serviços de telecomunicações no Brasil. Além de ser considerada a maior operadora de telefonia fixa e a quarta em telefonia móvel. Sendo também a terceira empresa, na América do Sul, no segmento de telecomunicações. 

A Oi deriva da Tele Norte Leste, que iniciou sua operação após a privatização da Telebrás, no ano de 1998. A empresa ainda mudou de nome para Telemar, que em 2002 passou a investir pesado em telefonia móvel. Foi neste momento que a companhia passou a se chamar Oi. 

A Oi herdou uma grande porcentagem da telefonia fixa do Brasil. Ao passo que adquiriu a Brasil Telecom, tornando-se a principal prestadora do segmento.

Veja outras informações sobre essa empresa: 

A empresa tem concessão para atuar, com telefonia fixa, em 25 Estados brasileiros e também no Distrito Federal. Assim como tem autorização nas regiões que atuam as seguintes empresas:

História da empresa Oi

Com a sua fundação, ocorrida oficialmente em 2002, a Oi teve sua origem em 1998 por meio da privatização da Telebrás. Visto que, posteriormente adquiriu a Brasil Telecom em 2009. Assim, resultando em uma grande rede de telefonia fixa no país. 

Tendo sua atuação nos segmentos de telefonia móvel e fixa, internet banda larga e fibra e televisão por assinatura. Onde, por meio desses serviços prestados, a Oi chegou, em 2017, à marca de cerca de 60 milhões de clientes. 

No ano de 2010, 22,4% da companhia foi comprada pela Portugal Telecom. Sendo que no mesmo ano a Oi comprou a empresa. Portanto, gerando uma fusão de ambas. Então formalizada apenas no final de 2013, com a sede localizada no Brasil. 

As operações com a Portugal Telecom foram conturbadas e trouxeram prejuízos, como rombos financeiros, para a Oi. Eventualmente resultando na venda dos ativos da empresa portuguesa em 2015. 

Ainda em 2015, a Oi obteve cerca de R$5,3 bilhões em prejuízos. Resultando em um pedido de recuperação judicial no ano de 2016. Entretanto, o mesmo só pôde ser homologado e aprovado somente em 2018. 

Oi adquire a Brasil Telecom e incorpora a BrTurbo em seus serviços 

Com uma oferta de 5,8 bilhões de reais, a Oi tenta comprar a Brasil Telecom. Contudo, essa compra só foi realizada por meio de um decreto presidencial. Dessa forma, as negociações foram acertadas entre as empresas, sendo incorporadas em 17 de maio de 2009. 

Com a aquisição da Brasil Telecom, a Oi também vê uma grande oportunidade na BrTurbo. Sendo que essa empresa fazia parte do grupo da operadora adquirida. Assim, em 2015, a Oi incorporou em seu portfólio os serviços de internet da BrTurbo. 

Oi Móvel vendida em 2021

Depois de muitas especulações de quem iria adquirir a OI, diversas empresas de fora do país tentarem a sua aquisição, ela foi vendida por R$ 16,5 Bilhões para as principais concorrentes no país, a Vivo, Claro e Tim.

A Oi tem o plano de se tornar a maior em questão de internet fibra e a venda da Oi móvel faz parte do projeto.

Entre as compradoras, a Tim fica com a maior fatia do mercado, cerca de 40% dos clientes e 7,9 mil sites de acesso da empresa, porém também é quem mais paga no valor total, cerca de R$ 7,3 bilhões.

A Oi Tv também deverá ser leiloada este ano, isso tudo faz parte do plano de recuperação.

Estrutura organizacional da Oi (OIBR3 OIBR4) 

A forma como uma empresa é hierarquizada e dividida chama-se estrutura organizacional. Sendo feita por meio dela a gestão das atividades e também comunicações entre os setores de uma companhia.

A estrutura organizacional da Oi inclui a divisão de segmentos, mas que tenha relações hierárquicas entre eles. Conheça como é a estrutura da empresa e quais membros fazem parte de cada departamento:

Administração

Conselhos 

Gestão administrativa da Oi 

A gestão administrativa é um grupo que visa manter e dirigir o controle sobre os recursos de uma empresa. Então tendo como objetivo ser a união entre os interesses dos acionistas da empresa e a gestão executiva da mesma. 

A gestão administrativa da Oi tem como função gerar a transparência e demonstrar a credibilidade da companhia. Conheça quem são os membros que fazem parte desse grupo dentro da Oi

Negócios e atuação da Oi

A principal área de atuação da Oi é a prestação de serviços de telecomunicações. Assim com uma presença forte em todos os municípios brasileiros, onde atende mais de 50 milhões de clientes. Veja quais são os produtos oferecidos pela empresa:

Sem os serviços que a Oi (OIBR3 OIBR4) oferece, as 2.051 cidades do Brasil podem ficar sem telefonia ou internet. Por isso, a mesma busca constantemente melhorias em seus produtos.

A Oi possui grandes investimentos no crescimento de sua rede de fibra óptica. Visto que, quase 90% do país já possui cabos desse serviços. Entretanto, a companhia quer alcançar todo o território nacional. 

Concorrentes da Oi 

O Brasil é considerado o maior mercado de telecomunicações da América Latina. Por essa razão, o mesmo possui uma variedade de operadoras que prestam esse tipo de serviço. Tendo então algumas concorrentes para Oi, conheça quais são: 

As empresas citadas acima também oferecem serviços como:

Como são as ações da OIBR3 e OIBR4?

As ações da empresa Oi são negociadas na B3, que é a bolsa de valores brasileira. Onde, desde 2012 a companhia é listada para negociações de suas ações por meio dos seguintes códigos:

OIBR3

O ticker OIBR3, é usado para identificar as ações ON ordinárias da Oi. Sendo essas as que dão direito ao voto e também participação de assembleias da empresa. Certamente , quanto mais ações um investidor tiver, mais influência terá nas decisões da companhia 

Para empresas como a Oi, participar das assembleias ou das decisões do conselho são restritas. Tal qual, somente os acionistas que possuem maior volume de títulos podem participar. 

OIBR4

As ações preferenciais da Oi (PN)  são representadas pelo ticker OIBR4. Ou seja, são os papéis que têm prioridade para os acionistas em receber dividendos e juros sobre capital próprio. Contudo, essa ação não é favorável, já que a Oi, desde 2013, não paga dividendos. 

A vantagem nesse tipo de ações é a sensibilidade desse papel quando o assunto é a volatilidade do mercado. Visto que, elas oferecem maior liquidez e também excelentes chances de lucro em um curto prazo de tempo. 

Ações da Oi fora do Brasil 

Além da B3, as ações da Oi também são negociadas em outros mercados. Sendo então as bolsas de valores de Nova York e a do México. Veja quais são os códigos da Oi para negociação nesses mercados internacionais: 

Características das ações da empresa Oi

As ações da Oi são negociadas pelos códigos OIBR3  e OIBR4 na bolsa de valores brasileira. Além de serem negociadas em outras bolsas internacionais. Veja as principais características desses papéis:

Evolução das ações da empresa Oi 

A evolução das ações da OIBR3 e OIBR4 superou as expectativas para o ano de 2020. Certamente pelo fato de que o valor desse papel teve uma valorização de 155,81%. Tendo seu valor no início do ano em R$0,85 e finalizando 2020 em R$2,20. 

Essa evolução positiva dos papéis deve-se ao fato do plano de recuperação da empresa. Onde a Oi disponibilizou cerca de R$22,8 milhões de ativos para venda. Valor esse que será para o pagamento de dívidas. 

Recuperação judicial e prejuízos que a empresa sofreu 

Com a fusão entre a Oi e a Portugal Telecom, muitas dívidas surgiram. Visto que era necessário levantar um capital para a aquisição da empresa portuguesa. Contudo, a Portugal Telecom causou um rombo na receita da empresa Oi. 

Com uma dívida alta, por causa do calote da Portugal Telecom, a empresa Oi viu a necessidade de vender a companhia portuguesa. Após diversas tentativas frustradas de vendas fizeram com que os prejuízos da Oi aumentassem. 

Um ponto importante para ressaltar é que se uma empresa entra em recuperação judicial ou extrajudicial, regime especial de administração temporária, intervenção ou que tenha ações negociadas em qualquer outra situação especial de listagem, ela é imediatamente excluída do Ibovespa (Índice Bovespa é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações das ações negociadas na B3).

Por este motivo, a empresa Oi foi retirada da composição do Ibovespa. Certamente, mais um motivo para os ativos da companhia despencaram ainda mais. 

Com um prejuízo de mais de R$1,64 bilhões em 2016, a Oi viu a necessidade de enviar o pedido de recuperação. Este sendo o maior pedido da história do Brasil. Por meio dele, a companhia visava a estruturação de R$65 bilhões de dívidas. 

O pedido de recuperação só veio a ser aprovado em 2017. Assim, em 2018, a Oi conseguiu diminuir sua dívida para cerca de R$14 milhões. Assim, demonstrando uma nova perspectiva para a companhia.

A Oi e o coronavírus 

Para que suas dívidas não aumentassem, a Oi durante o período da pandemia, realizou cortes em diversos tipos de gastos na instituição. Além disso, foi necessário a venda de mais ativos para realizar o pagamento de dívidas. 

Para que sua infraestrutura fosse aprimorada, a empresa elevou 11,5% seu investimento em seus serviços. Consequentemente, começou a ter indicação por parte de algumas instituições financeiras e assim tendo suas ações com uma forte alta e especulação.

Gráficos das ações da Oi (OIBR3 OIBR4)

Podemos notar no gráfico acima, que as ações OIBR3 tiveram uma valorização de 310,86% durante um ano. Visto que suas ações custavam cerca de R$0,46 em 01 de março de 2020. Chegando a custar, no dia 01 de março de 2021, R$1,89.

Os papéis da OIBR4, obtiveram uma alta de 211,86% no período de 01 de março de 2020 a 2021. Portanto, garantindo aos investidores que compraram essas ações no seu período mais crítico, um bom rendimento na venda da mesma. 

Dividendos da Oi (OIBR3 OIBR4) 

A OIBR4 é a ação preferencial da Oi, ou seja, a que paga dividendos. Contudo, desde 2013 a empresa não paga esse tipo de provento. Visto que, vem passando por um processo de recuperação judicial. Assim, o cenário atual da Oi é a quitação de suas dívidas. 

Como investir na Oi?

Se você decidiu investir na empresa e comprar as ações da Oi e não sabe como começar, fique tranquilo. Abaixo, conheça o passo a passo de como adquirir os papéis da OIBR3 e OIBR4. Confira:

Crie uma conta em uma corretora de valores

Abrir uma conta em uma corretora de valores é o primeiro passo para se investir nas ações da Oi. Assim, é fundamental que seja escolhida uma empresa séria e credenciada tanto pelo Banco Central, pela CVM - Comissão de Valores Mobiliários ou pela B3. 

Envie dinheiro para a sua conta de corretora 

O próximo passo é enviar dinheiro para a sua conta na corretora. Esse valor será necessário para a compra de ativos no mercado de ações. Por isso, basta transferir a quantia de sua escolha para a corretora. 

Dentro da corretora escolha as ações da Oi para compra

Esse é o passo mais importante, pois é aqui que você usará seu dinheiro para investir na Oi. Portanto, antes de fazer seu investimento, faça uma análise detalhista sobre as ações da empresa e o valor de mercado naquele momento. 

Vale a pena investir na Oi (OIBR3 OIBR4)? 

Mesmo com o seu histórico ruim, a Oi ainda é a principal e mais forte empresa de telecomunicação presente na América do Sul. Além disso, sua presença em mais de 2 mil municípios brasileiros é um dos principais pontos que reforça a recuperação da empresa.

Entretanto, ainda enfrenta problemas de baixa em seu patrimônio e sua margem no mercado. A companhia ainda tem um longo percurso para a sua retomada. Visto que o coronavírus prolongou ainda mais esse caminho. Por isso, antes de investir nas ações da Oi, é importante analisar todas as suas caraterísticas. 

Atente-se também ao histórico da empresa, seus resultados e indicadores. Isso vale para qualquer investimento no mercado. Além é claro, de principalmente estar alinhado com o seu perfil de investidor e objetivos com suas aplicações.

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Renda Variável
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais