Mercado Financeiro

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu ampliar as possibilidades de contratação de derivativos, instrumentos cujo preço é derivado de outro ativo financeiro.

A medida alcança operações com derivativos no exterior em modalidades regularmente praticadas no mercado internacional.

Segundo o BC, medida trará benefícios como a ampliação das possibilidades de instrumentos de proteção - Foto: Envato

Segundo o Banco Central, entre os benefícios esperados com a mudança está a ampliação das possibilidades de instrumentos de proteção, inclusive para investimento estrangeiro no Brasil e para financiamentos de longo prazo, tais como projetos de infraestrutura.

"A medida contribui também para reduzir ineficiências de mercado, aumentar a integração entre o mercado financeiro internacional e o doméstico, diminuir custos das operações com derivativos no exterior e diversificar a oferta de instrumentos financeiros", diz o BC.

Até hoje, os derivativos estavam restritos às operações de proteção (hedge) de direitos ou obrigações de natureza comercial ou financeira, sujeitos a riscos de variação de taxas de juros, de paridades entre moedas estrangeiras ou de preços de mercadorias no mercado internacional. / com Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais